Brasil-Argentina: nem amistoso, nem justo ou com resultado merecido. Futebol é isso?

Helio Fernandes

Essa palavra jamais poderá ser utilizada em qualquer competição entre os dois países. Mas não precisava nem precisa de hostilidade. Até reconheço que para marcar um jogador como Neymar, tem que ser com violência, derrubada, empurrão e inamistosidade.

Nas primeiras 4 bolas, Neymar foi jogado quase fora de campo, o árbitro não marcou coisa alguma. Precisamente na quinta bola, avançando, Neymar sofreu nova falta, mas como era fora da área, o árbitro marcou. E essa rotina se repetiu, ficou uma espécie de recado para os próximos 10 anos de Neymar: “Dentro da área podem bater à vontade, fora, o recurso será punido, reprimido, impedido”.

Podia ter sido melhor o jogo, mas o Brasil e a Argentina, não colaboraram. Agradável, satisfatória e positiva, a volta de Ronaldinho Gaúcho, 73 minutos de movimentação até brilhante, ia fazendo um gol de calcanhar. Mostrou a bobagem de não ter sido convocado para a última Copa. Da mesma forma como será difícil para a próxima, com mais 4 anos, não na certidão de idade, mas na resistência física.

Na Argentina, a estrela é sempre Messi, mas bem longe do que ele faz no Barcelona. Só que aos 47 minutos, ele pega uma bola e derrota o Brasil. (Messi está cada vez mais parecido com Dustin Hoffman, no filme que o revelou, “A Primeira Noite de um Homem”. Poderíamos mudar para o primeiro gol de um craque, não revelado na seleção).

***

PS – Esse jogo, que parecia que ia terminar empatado, mas terminou com o gol surpreendente, não atinge o trabalho de Mano Menezes.

PS2 – Não há dúvida que vitória é vitória, a derrota do Brasil, mesmo nessas circunstâncias, será manchete no mundo inteiro.

PS3 – Só perderá, em repercussão, para o noivado do príncipe-herdeiro da Grã-Bretanha. Ocupará um cargo, onde “o rei reina, mas não governa”. Como o futebol do Brasil, hoje em Doha.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *