Brasil já é um dos 10 países mais importantes do FMI

Mauro Santayana
Jornal do Brasil

Discretamente, com exceção da blogosfera – o maior jornal econômico do país deu a notícia em uma página interna do terceiro caderno, com uma nota de canto de rodapé de uma coluna por menos de 8 centímetros de altura – o Brasil está aumentando suas quotas – logo, o seu poder– no Fundo Monetário Internacional, segundo informou, na semana passada, a instituição, que finalmente concluiu uma reforma destinada a dar a cada país uma posição um pouco mais congruente com o seu peso na economia mundial.

Para tristeza dos saudosistas do tempo em que as missões do FMI eram frequentes, seus técnicos mandavam e desmandavam no governo e eram recebidos aqui como vice-reis – devíamos no final do governo FHC 40 bilhões de dólares ao Fundo – faremos parte, a partir deste ano, do clube que reúne as 10 maiores economias do Fundo Monetário Internacional. Nós e a China, a Rússia e a Índia, nossos parceiros no Banco dos BRICS, além dos EUA, da Alemanha, do Reino Unido, da França, da Itália e do Japão.

TERCEIRO MAIOR CREDOR

Enquanto isso, nunca é demais lembrar, apesar da conversa fiada no espaço de comentários da internet e na primeira página da maioria dos jornais e revistas, nosso país continua a ser, também, o terceiro maior credor individual externo dos EUA, com 264 bilhões de dólares – mais de um trilhão de reais – emprestados ao Tio Sam, como se pode ver na última edição da página oficial do Tesouro dos Estados Unidos, no “link” http://ticdata.treasury.gov/Publish/mfh.txt

56 thoughts on “Brasil já é um dos 10 países mais importantes do FMI

  1. É que ao inves de comprar apartamentos em Paris Lula resolveu botar dolares no FMI

    O Newton fez um artigo sobre ” onde encontrar um brasileiro decente”, eu achei aqui nessa notinha da Monica Bergamo, mas vou pedir ao Newton que se por ventura ele for publicar,publique meio escondido.

    “” Mônica Bergamo, escreveu uma nota cujo título era, “FHC decide reconhecer oficialmente apartamento milionário que tem em Paris”.””

    • Foi uma empreiteira que pagou o apartamento? Se foi, cana para ele, na mesma cela do Lulla. Tu sabes por que se escreve Lulla com dois eles? De resto, mais uma vez, o MAV só disse bobagem.

    • FHC sempre foi a REFERÊNCIA para LULA, da cleptocracia que deveria ser PERPETUADA no país.

      Tanto é assim que LULA se esmerou em seguir os ensinamentos deixados por FHC, e FHC JAMAIS APRESENTOU QUALQUER OPOSIÇÂO aos desmando e ASSALTOS praticados por
      Lula/Dilma durante esses 13 anos de desgoverno petralha!

      Prova maior que essa, passa a ser redundância!

    • Você é um imbecil dos mais canalhas e nojentos que a humanidade já pariu. Ninguém está questionando o patrimônio de ninguém. O que se questiona é o meio utilizado para a obtenção de recursos.

  2. Gostaria de saber qual é o efeito prático para o país de que o Brasil é detentor dos threasurys americanos?!

    Seria possível alguma explicação? Qual a vantagem?

    • Caro Wagner, vantagem nenhuma pois a nossa dívida interna aumenta tão rapidamente, que logo o saldo que temos lá fora não vai valer um tostão. Mas, os petistas cegos como o Santayna pensam que isto tem algum valor. Ele, e os MAVs que infestam a Tribuna, como praga que são. Mas, o fim, deles, está próximo!

      • A dívida pública federal, de 2014 para 2015, variou 21,7%. Veja a tabela logo abaixo.

        Perfil de vencimento da dívida pública federal (variação de 2014 para 2015):

        Prazo de vencimento……….2014…………………2015………………Variação
        —————————————————————————————————
        – até 12 meses………..R$551,75 bilhões….R$602,24 bilhões…….9,15%
        – de 1 a 2 anos………..R$393,93 bilhões….R$392,27 bilhões……-0,42%
        – de 2 a 3 anos………..R$279,25 bilhões….R$340,64 bilhões……21,98%
        – de 3 a 4 anos………..R$287,19 bilhões….R$290,21 bilhões……..1,05%
        – de 4 a 5 anos………..R$121,38 bilhões….R$216,20 bilhões…….78,12%
        – acima de 5 anos……R$662,38 bilhões…..R$951,45 bilhões…….43,64%
        —————————————————————————————————-
        Total……………………….R$2,295 trilhões……R$2,793 trilhões………..21,7%

        Fonte: Tesouro Nacional

        A dívida pública federal de fato variou mais do que o dobro (203%) da inflação para o período.

        O custo médio da dívida pública federal (DPF) passou de 11,84% ao ano em 2014 para 16,05% ao ano em 2015, ou seja, passou de R$271,73 bilhões para R$448,28 bilhões o custo médio anual de manutenção do estoque da dívida.

        R$2,793 trilhões, esse aí é o principal da dívida pública federal atualmente, que deve ser rolado com a emissão de novos títulos. Para que a dívida entre em trajetória decrescente, entretanto, o superávit primário (economia de recursos do governo) tem, necessariamente, de cobrir os juros e amortizar alguma parte do principal, ou seja, tem de ser superior ao custo médio anual da dívida.

        Eu, pessoalmente, já vejo como impossível o Brasil reverter a trajetória ascendente da DPF.

        • Para o governo interromper o processo de crescimento da dívida pública, hoje, o esforço fiscal para fazimento do superávit primário equivaleria a 6,2% do PIB!

          Veja que nem superávit o governo está fazendo, pelo contrário, está gerando déficit primário desde 2014. Em 2015 o déficit primário foi de R$111,2 bilhões!

          O país está – literalmente – andando para trás!!!

          • 112 bilhões, ou 26 bilhões de dólares, cerca de 8% do que o Brasil tem em reservas internacionais. Uma tragédia esse déficit, não é mesmo, para quem tem 5 trilhões de PIB?

    • Wagner, apenas que o Brasil agora terá maior peso de voto nas assembléias do FMI, além da diretoria do Joaquim Levy.
      O que pode ser útIl ou não.

  3. Notícia essencialmente LAMENTÁVEL, uma vez que esse fato CERTIFICA nosso ENGAJAMENTO com essa ORCRIM INTERNACIONAL conhecida como ONU, à qual o FMI pertence, e que, se hoje, devido às dimensões de nossa economia, estamos sendo obrigados a participar dessa deplorável organização especializada em espoliar civilizações, como fomos no passado, deveria ser mesmo motivo de orgulho para que mais que uma nota de rodapé de um jornal noticiasse tal fato!

    Mas como é notícia de Santayana, podia-se esperar que até isso fosse motivo para “se ufanar de seu país”, mesmo que tal fato signifique que o mesmo integra o time que submete aos grilhões da espoliação financeiras populações inteiras mundo afora! Essa é a visão do “comunista” obtuso que não consegue enxergar a incoerência do seu entendimento de mundo!

  4. Pergunto aos comentaristas que lidam com esses números:
    Esses dólares aplicados em títulos americanos, com rendimento anual de no máximo 0,5%, não teriam sido captados
    pagando taxas entre 7,5% e 14%?

    • Sim. Os dólares são captados no mercado interno brasileiro, pelo Banco Central, tendo como contrapartida recursos oriundos dos títulos públicos que obrigam a União a desembolsar com a dívida pública uma taxa implícita de 16,9% ao ano.

      De qualquer maneira, deixar esses dólares aplicados no Tesouro Americano, ainda que rendendo apenas 0,5% ao ano, é melhor do que deixá-los parados sem qualquer rendimento. Temos que manter nossas reservas como colchão de segurança para caucionar nossas transações correntes, não há outra maneira.

      Grande abraço!

  5. Beleza, ótimo ser credor dos USA. Vai lá, cobrar deles!! Esse valor que tu disse que tem de crédito lá representa uns quatro anos de juros da divida interna nossa aqui. Elas por elas!

  6. “Inteligencia” sem igual de alguns comentaristas,mas papel aceita tudo,não é mesmo?
    O Pais capta em real e aplicamos em dolares,
    Como exemplo em fevereiro de 2015 o dolar estava em 2,90,se eu não estiver errado.
    hoje esta em 3,90,portanto em um ano,o Brasil pagou em torno de 14,5% e aplicou a 0,5% mais 34,5, %, que foi a variação da moeda.
    Mas é melhor ler certas bobagens do que ser cego

      • Se o dólar chegar a R$6,0 reais a inflação vai acelerar significativamente por conta dos componentes importados. Empresas como a Petrobras estarão, definitivamente, quebradas por terem dívidas em moeda estrangeira. A dívida pública externa também aumentará substancialmente. É preciso segurar a desvalorização cambial.

      • Alan não foi a voce que me referi, mas sua ironia é interessante.
        Se o dolar for a 6,00 pouca coisa acontecerá. Quando foi a 3,57 em 2002 que corrigidos hoje passaria de 7,00, o Brasil teve inflação de quase 11%. Levou um ano para corrigir aquelas distorções,mas não foi bicho de sete cabeças,

  7. As reservas brasileiras que em fevereiro de 2014, estavam em torno de 1,1 trilhao de reais hoje estao, em 10 de fevereiro de 2015, em torno de HUM TRILHAO E QUATROCENTOS E COINCOENTA BILHOES DE REAIS.
    Mas esses dados só os nacionalistas divulgam, ou voces acham que Globo e Veja, iriam divulgar? Existem jornalistas que ficam em pé quando ouvem o hino dos Estados Unidos, como podemos acreditar no que falam e escrevem, não é mesmo?

      • A cabeça esta cada dia mais chata. Na regra, se o BC comprar dolares, o dolar vai subir. Quando fizer um comentario pelo menos leia 10% sobre o significado.

        • Apenas troquei a palavra.
          Queria dizer: venda.
          A minha cabeça cada vez fica mais chata como você diz, mas, pensa decente.
          Como você foi ofensivo , eu também vou ser.Que sua cabeça de b…….vá PQP.

      • Essa falta de neuronio em sua cabeça não é por falta de espaço Em regra, se o BC comprar dolares, o dolar vai subir. Quando fizer um comentario pelo menos leia 10% sobre o significado

  8. Enquanto ajudamos o Obama, ‘azelites’ dos comediantes da ‘ideologia’ vive essa realidade.
    ————————————————————————————————————–
    IDH
    Com a 75° posição, o Brasil fica atrás de países latino-americanos como a Argentina (40°), o Chile (42°), Uruguai (52°), Cuba (67°) e a Venezuela (71°). O primeiro lugar no ranking mundial é da Noruega, seguido pela Austrália e a Suíça. Em último está o Niger.
    ————————————————————————————————————
    SANEAMENTO BÁSICO
    Apesar de ser a sétima economia do mundo, o Brasil ocupava a 112ª posição em um conjunto de 200 países no quesito saneamento básico, em 2011, segundo aponta um estudo divulgado hoje (19) pelo Instituto Trata Brasil e pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, durante o fórum Água: Gestão Estratégica no Setor Empresarial.
    O objetivo do estudo foi apontar benefícios que poderiam ser obtidos com mais investimentos em saneamento básico, melhorando a qualidade de vida do brasileiro e elevando a economia do país.
    De acordo com esse trabalho, o Índice de Desenvolvimento do Saneamento atingiu 0,581, indicador que está abaixo não só do apurado em países ricos da América do Norte e da Europa como também de algumas nações do Norte da África, do Oriente Médio e da América Latina em que a renda média é inferior ao da população brasileira. Entre eles estão o Equador (0,707); o Chile (0,686) e a Argentina (0,667). O índice é mensurado com base no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).
    ( Agência Brasil )

  9. Isso aí! “Brazil”! “Brazil”!”Brazil”! Somos uma “putência” mundial! A única cota que surgiu no último ano foi aquela que não existiu num triplex da Bancoop em Guarujá! Santayana e sua eterna ignorância econômica, até quando vai insistir nesta história das reservas? E a dívida pública só crescendo…

  10. Notícia boa não interessa à turma do ” quanto pior, melhor”. É a velha filosofia dos mesmo$: ” o que é bom para nós a gente mostra, o que é ruim a gente esconde”. Isso sem falar do duplo revanchismo das viúvas da famigerada ditadura civil-militar, aliada à oposicão, serviçal dos eternos vendilhões do Brasil, que ficam aí o tempo todo, enquanto saudosistas das cortinas de ferro, lamuriando como era bom aquele tempo, etc. e tal, mas escondem como filhotes da dita cuja os monstros e bestas-feras que pariram, alimentaram, cresceram, fortificaram e continuam por aí devorando tudo e todos, alguns deles só agora alcançados pela Lava Jato, apenas porque mudaram de lado, não obstante décadas de velhacarias impunes.

  11. De que adianta ser o terceiro maior credor dos EUA se, a miséria continua, um país onde a educação continua precária, a saúde agoniza nos corredores dos hospitais públicos, somos um dos paises mais corruptos do mundo, temos uma justiça com milhões de processos acumulados, a maioria do povo ganha um salário que não dá para sua subsistência, inflação caminhando a passos largos, um congresso metido em corrupção, se formos enumerar todas as péssimas atuações no campo social e moral, será uma vergonha, só temos valor no samba, pois até no futebol estamos devendo ” 7 x 1″.

    • O “Paquistegito” de Dilma
      Economia 12.02.16 15:10

      Zeida Latif, economista da XP Investimentos, chama a atenção para o fato de o risco Brasil (Credit Default Swap de 5 anos próximo de 500 pontos-base) “estar próximo do risco de países com desordem social e conflito, como Paquistão e Egito, e bem acima do risco de Rússia, que enfrenta risco geopolítico e as consequências da queda do preço de petróleo”.

      Do ponto de vista econômico, Dilma Rousseff é mais perigosa do que Vladimir Putin e tão arriscada quanto o fundamentalismo islâmico.

      Somos o “Paquistegito”.

    • A relação da dívida pública-PIB não está crescendo. A dívida pública bruta ainda é menor do que no final de 2002, e a líquida é a metade do que era quando FHC saiu. Informe-se antes de falar bobagem.

  12. O Brasil é um dos 10 países mais importante do FMI, em contra partida, excetuando-se
    os países que estão em guerra é um dos piores em IDH, é um dos países que tem a maior crise
    econômica, social e política, é o país com um dos menores PIB e o país com a maior corrupção
    da história do mundo. Por fora bela viola , por dentro pão bolorento.

    • Que lindo, Nélio! Levou quanto tempo para fazer essa constatação? E quando é que não foi assim? Com miséria ou sem miséria, a renda per capita aumentou 400% em dólar desde 2002.

  13. Para alguns a economia está indo bem…

    O menino de Dilma tem outros negócios?
    Brasil 12.02.16 17:28

    Anderson Dorneles, o menino de Dilma, deixou o cargo de assessor especial da Presidência depois que O Antagonista revelou sua sociedade oculta no RedBar, na Arena Beira-Rio.

    Quem aparece oficialmente como dono do RedBar é Douglas Franzoni, amigo de infância e advogado de Dorneles.

    O Antagonista descobriu agora que Franzoni é sócio de um restaurante japonês chamado Nikkei, em zona nobre no Lago Sul de Brasília, registrado poucos meses após o RedBar.

    O advogado do menino da Dilma também é sócio da B100 Logística, uma empresa de transportes do Paraná aberta poucos meses antes do RedBar.

    Se Dorneles for sócio oculto nos outros negócios de Franzoni, Dilma não precisa se preocupar com o sustento do ex-assessor.

  14. Em Atibaia tem goteira, pinga ni mim, pinga ni mim…


    “37 caixas de bebidas entregues no sítio em Atibaia”
    Brasil 12.02.16 18:51

    A Veja.com antecipa uma reportagem que sairá na edição da revista desta semana:

    “Documentos obtidos por VEJA mostram que, logo após deixar o governo, pertences do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua família foram levados para o sítio em Atibaia comprado em nome de sócios do filho mais velho do petista e reformado às expensas de empreiteiros acusados de participar do petrolão. As notas fiscais e ordens de serviço de uma das transportadoras contratadas pelo governo federal para fazer o serviço comprovam que, a mando do Palácio do Planalto, parte da mudança de Lula foi remetida para a propriedade que o ex-presidente nega ser sua.

    Mais de 200 caixas com pertences da família do ex-presidente foram levadas de Brasilia até o o sítio em Atibaia — 37 delas eram caixas de bebidas, conforme registraram, cuidadosamente, os funcionários encarregados de fazer a mudança. Os documentos com o registro da mudança estão arquivados na Presidência da República. A entrega em Atibaia se deu em 8 de janeiro de 2011, dois meses após a compra do sítio, feita em nome dos empresários Jonas Suassuna e Fernando Bittar, sócios do filho mais velho de Lula. No sítio, a carga foi recebida por um ex-assessor especial de Lula. Entre os empreiteiros do petrolão, o ex-presidente era chamado de “Brahma”. Uma reportagem da edição deste fim de semana de VEJA traz os detalhes dos documentos e o depoimento inédito de um dos responsáveis por levar os pertences de Lula até o sítio.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *