Brasil precisa de novos generais, os três que depuseram estão com prazo de validade vencido

Projeto Cultural Queridos para Sempre! Homenagem Além da Vida ...

Como Lott teria se portado, caso chamado a prestar depoimento?

Carlos Newton

Quando li as reportagens sobre o teor dos depoimentos dos três generais do Planalto, lembrei a refilmagem de “Perfume de Mulher”, com as últimas cenas passadas no auditório do requintado colégio norte-americano, que se orgulhava de “formar líderes”. Havia um processo administrativo em curso, e os estudantes que testemunharam o fato davam desculpas para não revelar o que acontecera, tipo “Esqueci de colocar as lentes de contato…”, e por aí afora.

Os três ministros-generais que depuseram nesta terça-feira certamente não assistiram a esse clássico do cinema italiano, de Dino Risi, que o cinesta Martin Brest refilmou em Hollywood e garantiu o Oscar para Al Pacino. Se tivessem assistido, não fariam papel feio ao prestar depoimento na Polícia Federal.

A ALA MILITAR – No Planalto, são quatro mosqueteiros, que formam a ala militar – um da reserva (Augusto Heleno), que funciona como líder, e os outros três ainda na ativa (Braga Netto, Eduardo Ramos e Rêgo Barros).

Dois quatro, apenas dois efetivamente trabalham – Augusto Heleno, no Gabinete Institucional da Presidência; e Braga Netto, na Casa Civil. O terceiro general, Eduardo Ramos, nada faz. Hipoteticamente, seria responsável pela Articulação Política do Planalto, mas isso é algo que não existe. E o quarto mosqueteiro, Rêgo Barros, é aquele porta-voz invisível, que também nada faz e acompanha Ramos no “dolce far niente”, como dizem os italianos.

O porta-voz está licenciado com aquela “gripezinha” do Bolsonaro e os outros três tiveram de depor no inquérito que o procurador Augusto Aras move contra o ex-ministro Sérgio Moro por ordem do presidente Bolsonaro, que o acusa de denunciação caluniosa e mais seis crimes.

EXEMPLOS DE MILITARES – Ao saber que os três generais iam depor, como testemunhas de defesa de Moro, fiquei pensando nos meus exemplos de militares. Os mais próximos eram o general Antonio Carlos Zamith, meu padrinho de batismo, e seu irmão, general Alberto Zamith, também grande amigo de meu pai. Mais distantes, o major gaúcho Plácido de Castro, o maior herói brasileiro, conquistador do Acre, e o marechal Teixeira Lott, o legalista democrático.

Para mim, quatro exemplos marcantes de militares. E fiquei imaginando como se comportariam se tivessem de prestar depoimento nesse imbróglio bolsonariano.

A meu ver, para qualquer cidadão, é feio dizer coisas assim, interpretando e amoldando os fatos: “O presidente não estava falando sobre relatórios da Polícia Federal, mas sobre relatórios da Abin”; “Em momento algum notei isso”; Não me recordo de nada sobre isso”; “O presidente falava genericamente…”.

NÃO ME RECORDO… –  O mais incrível é que nenhum dos três mosqueteiros lembrou que naquela reunião Augusto Heleno defendeu Moro e disse que Bolsonaro não tinha direito a relatórios sobre inquéritos da PF. Aliás, nem o próprio Heleno recordou, disse que tinha de rever o vídeo para lembrar o que havia dito, vejam a que ponto chegamos.

Tentei imaginar nessa situação qualquer um dos quatro militares que citei como exemplos. E tenho certeza de que os irmãos Zamith, Plácido de Castro e o general Lott jamais se comportariam assim, saindo pela tangente, como dizem os professores de Geometria.

Em tradução simultânea, perdi a confiança nessa ala militar do Planalto. Mas continuo tendo certeza de que no Brasil há militares que não são assim amoldáveis. Certamente, esses três que depuseram estão com prazo de validade vencido. Deve ser isso.

###
P.S. –
O Almirante Francisco Barroso dizia que o Brasil espera que cada um cumpra seu dever. Aqui na Tribuna da Internet, seguimos esse lema. Justamente por isso, ao cumprir nosso dever de jornalistas, não respeitamos nem jamais respeitaremos militares amoldáveis. Era só o que faltava, diria o Barão de Itararé, aquele da batalha que não houve, na Revolução de 1932. (C.N.)

42 thoughts on “Brasil precisa de novos generais, os três que depuseram estão com prazo de validade vencido

    • Exceto Deus, tudo e todos temos prazo de validade. Em assim sendo, por que não admitir que a república tb está com o seu prazo de validade estourado há muito tempo, como tem dito há cerca de 20 anos o HoMeM da RPL-PNBC-DD-ME, do novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso ?

  1. O General Lott, homem sério, se deixou enganar pela esquerda.
    Você, CN, há de se lembrar da Espada de Ouro, e de apoios de sindicatos, posições no Clube Militar, e, posteriormente, a posição do Lott, contra o movimento de 64.
    Além do que pude acompanhar com meu pai, General Albuquerque Lima, converso, ainda hoje, com o General Ruben Bayma Denys, filho do Marechal Denys.
    Ele está em forma e lúcido.
    O atual comandante do Exército, General Pujol, foi ajudante de ordem do Ruben.
    Não há termo de comparação da conjuntura atual com a daquela época.
    Hoje a esquerda, aliada aos interesses políticos e corruptos, na maioria completamente dissociados dos interesses nacionais,
    só visam interesses próprios, vantagens pessoais, benefícios e benesses, facilidades, haja vista as do famigerado STF, da câmara e do senado.
    Há erros, claro, e exageros na retórica do presidente Bolsonaro.
    Mas, o interesse nacional tem prevalência e , sobretudo, não há casos de corrupção.
    A população não suporta esta casta de políticos e a maioria da pocilga stf, vários que nunca foram juízes e despreparados, até.
    Conheço vários generais, sou mais velho e mais antigo dos atuais, embora contemporâneos.
    São preparados, absolutamente honestos com o dinheiro público, honrados e devotados ao interesse nacional.
    Não sou porta-voz de ninguém, fui da AMAN, arma de Engenharia, Brincadeira Paraquedista, e, desde empresário, com formação
    que julgo boa, sem pretensões, com mestrado em finanças.
    Acompanho a conjuntura política e econômica e sei, sabemos, ser diferente, para melhor, daquela de 64.
    Brasil, Acima de tudo.
    Deus, acima de todos.

    • Movimento de 64 uma ova!
      Foi Golpe!
      Vá a uma exposição, releia reportagens, depoimentos, faça uma leitura histórica e dos acontecimentos antecedentes e das circunstâncias.

      • Não é porque a vagabundagem da educação tentou reescrever a historia, que ela mudou. A historia é a mesma; o que tem agora, é essa versa adulterada que você cita.

        • Que educação o que(!?)
          Estou falando para pegar jornais da época, ver exposição com notícias e registros fotográficos, vídeos…
          Nenhum professor precisa explicar.
          Você mesmo deve ter a mente aberta, inteligência e capacidade de entendimento

      • Se não houvesse o contragolpe e os Militares não tivessem assumido, seríamos uma grande Cuba.
        Nos dias de hoje, eu, você e muitos que aqui postam Artigos, outros que fazem Comentários e muitos outros que endeusam a Ilha presídio, não teriam acesso à Internet e claro, não teríamos smartphone. E o que é pior: Poderíamos já ter sido mandado para outra dimensão.
        Poderíamos querer fugir para nações democráticas, MAS teríamos o mesmo destino dos cubanos que tentaram fugir para Miami em embarcações precárias onde uns poucos conseguiram e a maioria foi fuzilada.
        Poderíamos ter ido para o Paredon.
        Poderíamos ter apodrecido e morrido em prisões.
        Poderíamos ter morrido ou não nos canaviais, nos cafezais ou nas pedreiras.
        Esse seria o nosso destino se os militares não nos salvassem.

        Nos dias de hoje (sem mais a Guerra Fria) não se precisa ter outro Contragolpe, MAS os Militares precisam se impor, falar grosso e se fazer respeitar diante dos comunistas que perderam a Eleição.
        Todo o jogo sujo contra Bolsonaro tem a ESQUERDA como culpado Nº 1.
        Todo o MUNDO Comunista está contra Bolsonaro.
        Os VAMPIROS da Esquerda têm muito a SUGAR dessa nação e também do seu povo trabalhador. Nossa nação democrática está sendo ameaçada pela Esquerda local e estrangeira. Percebem senhores generais?

        Respeito à Constituição? Sim, MAS os Militares têm que prestar MUITA ATENÇÃO para AVERIGUAR se essa gente do SUPREMO e das CASAS LEGISLATIVAS está de FATO também respeitando essa tal de Constituição.
        E que os Militares também notem o quanto um dos seus (que está presidente) está sendo PERSEGUIDO implacavelmente pela MÍDIA.
        Que os MILITARES PERCEBAM QUE ESSA MESMA Esquerda que está querendo DERRUBAR um dos seus é a Mesma esquerda que jogou o país no atoleiro e saiu do poder deixando 13 milhões de desempregados.
        Que os MILITARES PERCEBAM QUE ESSA MESMA Esquerda que está querendo DERRUBAR um dos seus é a Mesma esquerda que no primeiro ano de governo (2011) da comunista Dilma, em apenas um ano, seis dos seus ministros foram demitidos por praticarem atos de CORRUPÇÃO.

  2. O comunista querendo pautar os bravos e dignos Generais que estão no governo. A narrativa é tão simples dos comunistas: querem tirar os militares, por que aí o caminho fica aberto para o golpe do STF. O povo se não aceitar o golpe mete o sarrafo pois não estão armados. Já os militares…. Comunista vc chegou ao fundo do poço, se bem que falam que no fundo tem um alçapão.

    • O fundo do poço é mais embaixo com os cabeça de bagre fardados cavando-o cada vez mais fundo, acorda bobalhão, todos seremos vítimas da ignorância e da burrice fardada e tb à paisana. O país necessita isto sim, com urgência urgentíssima, consultar os seus melhores cérebros, sejam eles de que cor for, à paisana ou fardados, para que juntos encontrem uma saída alvissareira para o país, antes que o pior aconteça, e o Brasil vire propriedade dos gringos.

      • Você usando outro nick diz que a solução é com a democracia do povo; agora já quer dar dois passos, e usar os seus intelectuais inteligentinhos.

        PS: Agora eu vou trabalhar, para garantir a sua lagosta.

    • FHC está errado, os militares, alguns muitos militares, não estão tomando gosto pelo poder, ele$ sempre tiveram gosto por poder, dinheiro, vantagens e privilégios, sem limite$, inclusive extensivo às suas filhas solteiras até mesmo depois de mortos. E o gosto dessa gente golpista pelo poder, em parceria com o partidarismo, já nasceu com a própria república, quando se juntaram para dar o golpe no velho imperador depois de terem sugado tudo do pobre diabo. Vocês militares apegados ao poder, em parceria coma o partidarismo, que se revezam no poder há 130 anos, no efeito gangorra, quando não juntos e misturados, são, na verdade, o câncer do modelo de república, a doença congênita da dita-cuja, com o prazo de validade vencido há muito tempo, república essa que até o seu principal mentor intelectual, Ruy Barbosa, o Águia de Haia, morreu terrivelmente arrependido de tê-la ajudado a formular, face à figura abominável em que se transformou, com ladrões saindo até pelo ladrões, com centrões cheios de ladrões. Vossas Excelências, à paisana e fardadas, caso tivessem brio, vergonha na cara, convocariam, imediatamente, um possível novo Ruy Barbosa, para reinventar essa engenhoca que, infelizmente, não deu certo, e que há muito tempo demanda uma nova reinvenção. E tenho dito.

  3. Veja que nos EUA um funcionário público da Administração Trump, movido pelo bom senso e dever cívico, denunciou o comportamento inaceitável do Presidente sobre conversa com chefe de Estado estrangeiro para investigar o rival.
    O Senado republicano ao contrário, foram canalhas e rejeitaram o Impeachment aberto pela Câmara.
    Tá tudo se passou assim. Sem traumas.
    Aqui, se o Rodrigo Maia resolve abrir o procedimento de Impeachment, será tudo que essa turma de nazifascistas querem para tentar um Golpe.

  4. Carlos Newton, os generais do Planalto me fazem lembrar do livro de Matemática usado no curso científico, chamado de “4 autores”, e que nós estudantes chamávamos de “4 patetas”.

  5. Ah CN, eu ia fazer um comentário a seu respeito, mas vi que não valia a pena. Te avisei sobre as suas ilações e devaneios. Quero acreditar que não são de má fé, mas está difícil. O vídeo da reunião vai ser liberado e vc verá o vexame que está passando. É melhor se retratar agora. Não faz igual ao Moro que é pior.

    • Mostre o vídeo, na íntegra, mas primeiro mostre o vídeo, porque dos vossos sofismas já estamos todos cansados há muito tempo. Por ora, para nós, simples mortais, minimamente inteligentes, vale a opinião do C.N., que nos parece a mais plausível.

      • Fale em nome de meia dúzia de funcionários públicos (se colocar todos Nicks falsos que vocês usam, dá uns 24) que aqui falseiam a verdade e/ou TENTAM mudar a historia.

  6. Que os milicos unam-se pelo bem maior: libertar o povo brasileiro da república narco-socialista, implantada insidiosamente pelos governos tucanos-petistas. Tudo que tivemos com esse traiçoeiro regime foi uma explosão de degeneração moral, assassinatos, corrupção política e tráfico de drogas, acompanhado por um crescimento pífio da economia e por um aparelhamento generalizado dos órgãos de estado, ao ponto de termos, na corte maior, um advogado que trabalhou para sindicato suspeito de ligação com o crime organizado.

    Que venham os milicos e lá permaneçam por, no mínimo, outro quarto de século. Que façam serviço completo, defenestrando, processando e mandando pra cadeia os gabirus que se adonaram da república.

  7. Caro Newton,

    A esse rol de insignes militares, podemos acrescentar também o Marechal Rondon (“Matar, jamais; morrer, se for preciso…”), figura muito exaltada por Darcy Ribeiro.

    Gratíssimo e Abs!

  8. Mário Peixoto, preso. Paulo Mello, preso. Gabriell neves, preso. Todos trabalhando com Witzel. E aqui na TI…NADA. Witzel está blindado. Pouco importa a covid. Pouco importa o RJ. O negócio é derrubar o Bolsonaro. Só isso interessa a imprensa.
    Na declaração de bens do Witzel no TSE ele disse só ter uma casa de 400 mil. Não declarou conta bancária nem poupança. Vive com dinheiro vivo igual traficante? E a mídia…NADA. Só fui saber disso agora com a prisão do capo executivo Mário peixoto. Bem que o Romário avisou no debate.
    Mas deixa prá lá. A corrupção do vírus chinês não interessa. Vidas não interessam. Vamos colocar o nhônho.

  9. me lembrei do livro “Memórias de um Sargento de Milícias”, do Manuel Antonio de Almeida. Rio de Janeiro, início do século XIX. Dado o kaos do romance é possível uma correlação com os generais, sargentos Tainha que atendem aos desejos do Miliciano.

    É de lascar ver três personagens dados como do mais alto gabarito das FA, se sujeitar a divagar em depoimentos, há até amnésia de alguns quanto ao ocorrido no dia 22.

    Impressionante.

    Nunca quiz que o PT continuasse, aliás nunca votei no PT. Mas confesso que não poderia projetar, ao votar no Bolsonaro, o que acontece hoje nesta res publica.

    Voto pela inviabilidade da brasilis.

  10. Milicos guardadores da ordem miliciana funesta instaurada na Brasilda esburacada…

    Papapá papapá.

    Respaldo a um prosaico Rainho da engratérra e seus príncipes de Rio das Pedras.
    NOJENTO

  11. Por isso eu disse aqui ano passado que o exercito deve ser extinto. Se nao, no minimo o exercito deve passar por um mudanca estrutural. Esse exercito que esta ai nao cumpre o sei dever. Esse exercito que esta ai e uma mafia.

  12. Moro não mentiu.
    Um juiz que conseguiu meter lula na cadeia não seria capaz de cometer uma série de crimes contra si mesmo…

    O recruta zero lá, o das olimpiadas, vai ganhar um Oscar também!

  13. Ao mesmo tempo que se aprende o princípio maior do Exército que é a hierarquia, consolida-se o espírito de camaradagem, de proteção entre os militares.

    Os generais que apoiam Bolsonaro não têm outra alternativa que não seja esta, de fidelidade ao ex-capitão, mesmo que este tenha uma patente muito inferior aos 4 estrelas que compõem o staff do governo.
    Independente das maneiras adotadas de comandar o Brasil não se enquadrarem em textos tanto civis quanto militares, o presidente deve ser protegido do que erra e daquilo que não faz.

    Trata-se de um entendimento entre os militares que, se Bolsonaro continuar na sua senda de polêmicas e comportamento incompatível com a função pela qual foi eleito, o prestígio das FFAA deve se manter a qualquer preço.
    Correto ou não, a verdade é que a exposição que o presidente faz dos militares é que são incompetentes, desconhecem negociações políticas, ignoram as nuances dos poderes constituídos.

    Na razão direta que honra e dignidade são atributos que a política desconhece e, se os generais querem mesmo se envolver com a nossa conhecida forma corrupta e deletéria, precisam se despir de toda e qualquer pompa e circunstância que suas hierarquias lhe trouxeram, e agir conforme determina o Legislativo, à base da desonestidade com o povo e país!

    Indiscutivelmente os militares mudaram de comportamento, e não foi para realçar a camaradagem e a hierarquia, mas acordos espúrios e amizades nada recomendáveis.

    Enfim, o Brasil não avança para se desenvolver, mas recua para se manter na posição de sempre:
    à mercê da corrupção e traidores da Pátria, até mesmo com militares, quem diria!

    Ou seria esta a interpretação de democracia pelos militares?
    Jogo de pesos e contrapesos?!

  14. Meu comentário a respeito do Artigo “O trêfego Bolsonaro teve a ilusão de que poderia destruir um cidadão exemplar como Moro” e também deste.

    Na minha humilde opinião, a Ética, Decência, Honestidade e Caráter podem ser dito como alguns pilares básicos da política.
    Decência na política, mas quem perdeu e quem consegue achar esse precioso bem no meio politico?
    Dizem que não se pode generalizar, pois, toda regra tem exceções. Eu diria que, em se tratando de político brasileiro decente, as exceções são pouquíssimas.
    Tudo bem, as pessoas aqui citadas são membros das forças armadas, mas são seres humanos com certas imperfeições, passível de erros, inclusive de usar da mentira em certas circunstâncias, se é que usaram.
    As Forças Armadas se não for, é uma das Instituições mais respeitadas do Brasil. A respeito ouvimos falar da hierarquia, honradez, disciplina, patriotismo e o respeito aos símbolos nacionais preservados e respeitados por essa gloriosa Instituição.
    Bom, só ainda não ouvi falar que todo militar é dotado de uma aura.

    Os militares estão percebendo que o Bolsonaro está governando dentro da razoabilidade, sem denúncias de corrupção pós 01/01/2019, e assim mesmo está sofrendo uma perseguição implacável.
    Não existe oposição ao governo do Bolsonaro, existe perseguição por perdedores que não se conformam em perder as gordas benesses que só o Estado pode lhes dar.
    O que teria levado o Grupo Globo a partir pra cima do governo Bolsonaro com tanta raiva, como se quisesse se vingar da pessoa do Bolsonaro? Percebe-se que é algo pessoal mesmo.
    A Globo está mesmo preocupado em defender a sociedade?
    Também defender as minorias (que dizem ser monopólio da Esquerda),
    será que a intenção da poderosa Globo seria só para defender e impor os bons costumes bíblicos e morais à nossa nação?
    Cito a Globo por ser a Empresa de Mídia mais poderosa, MAS num todo, quase a totalidade da Imprensa (pasmem, até a mídia tradicional) está conspirando e querendo derrubar o Bolsonaro.
    Bolsonaro tomou algo de tão sagrado dos Barões da Mídia? Deu algum tipo de calote nessa gente? Teria essa gente encontrado o Cofre do Dinheiro Público fechado e assim resolveram destituir o presidente incorruptível?

    Nada acontecido na política soa como decepção. Certa vez o Lula falou que se Jesus Cristo viesse para o Brasil e o Judas fosse de um partido qualquer, o filho de Deus faria coalizão com o próprio Judas.
    Por que eu me surpreenderia em saber que um militar ao estar no governo não mentiria?
    Pois é, pois é. Precisa-se da política para fazer as coisas funcionar, a questão é que, os políticos brasileiros fazem de tudo (e mentir é a coisa mais normal para eles) para se dar bem através dela, e para eles, mentir é como se fosse um pecado venial. O pior são os seus pecados mortais.
    Um presidente de uma nação pobre e de povo carente, pegou bilhões dos impostos pagos por esse mesmo povo e em vez de investir na sua nação para beneficiar seu próprio povo, achou por bem em investir em nações governadas por seus “amigos” ditadores e comunistas. Isto é um pecado mortal.

  15. Prezado João da Bahia,

    A meu ver, uma providência que deveríamos tomar como povo seria de abandonar as comparações entre governos.
    Perda de tempo, motivos de discussões estéreis, e nada de conclusões.

    A minha ideia e proposta nos levariam para análises práticas, resultados objetivos com relação ao país e povo, e se fomos ou não beneficiados pela administração do momento.

    Exemplo:
    Bolsonaro diminuiu o desemprego?
    Não.
    Bolsonaro melhorou a economia?
    Não.
    Bolsonaro faz um governo com objetivos definidos?
    Não.
    Bolsonaro se preocupa com a pobreza e miséria no Brasil?
    Não.
    Bolsonaro tomou medidas para melhorar a educação?
    Não.
    Bolsonaro tem atuado incisivamente no combate à violência, ao tráfico de drogas e armas?
    Não.
    Bolsonaro melhorou a deficiente saúde pública?
    Não.

    Posso fazer uma séria de perguntas importantes, e a tua resposta será a mesma, não.

    Logo, comentar que Lula foi isso e aquilo, que roubou o povo e país, que a corrupção é menor que à época do PT … e daí?
    Águas passadas não movem moinhos.
    Quero saber do agora, do momento, e este tem sido ruim para o povo, maléfico, sem previsão de melhora, pelo contrário.

    Saúde e paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *