Brasil sairá melhor da crise com um projeto de nação sustentável

yy

Ilustração do Duke (O Tempo)

Leonardo Boff
O Tempo

O Natal não é apenas uma pausa, tempo para o encontro festivo com familiares e amigos ao redor da celebração do “Puer aeternus”, o nascimento de Deus sob a forma humana. A antropologia cristã afirma que o ser humano só será plenamente humano se a Última Realidade, Deus, se fizer também humana. Ensinavam os padres antigos que “Deus se fez homem para que o homem se fizesse Deus”. Por trás está a compreensão, também dos modernos, de que o ser humano é movido por um desejo infinito que somente descansa quando identifica, em seu processo de individuação, uma realidade igualmente infinita a ele adequada. É a experiência de santo Agostino do “cor inquietum” (o coração inquieto), que só se aquieta quando encontra o infinito desejado.

Esse dia maior possui também um significado antropológico: reforça valores e sonhos que nos sustentam por toda a vida, sonhos de paz, reconciliação, solidariedade e amor. O ano que entra promete ser carregado de tensões e até de violências no mundo e no Brasil.

DOIS LÍDERES – No mundo há o risco de dois líderes, o presidente norte-americano e o chefe político da Coreia do Norte, perderem o sentido da vida humana e a responsabilidade pela Casa Comum e deslancharem uma guerra nuclear que pode pôr em risco a biosfera e a civilização humana. Não se pode brincar com a autodestruição que nossa civilização irracionalmente criou.

Não devemos esquecer também os lugares de grande periculosidade para nosso futuro: no Oriente Médio, a questão palestina nunca resolvida e agora agravada pela intervenção do presidente Donald Trump ao declarar Jerusalém capital do Estado de Israel.

AINDA A FOME – Seria insensibilidade demasiada não nos referirmos aos milhões de famintos do mundo, especialmente na África. É tanto mais doloroso quando temos consciência de que poderíamos evitá-lo totalmente, pois dispomos de condições tecnológicas e financeiras para oferecer a cada um dos habitantes do planeta uma vida suficiente e decente. Não o fazemos porque ainda não sentimos o outro como um coigual, um irmão e uma irmã na curta passagem pela Terra. Não temos vontade ético-política e humanitária. Predominam o individualismo e o egocentrismo dentro da lógica da concorrência sem os sinais específicos que nos fazem humanos: a solidariedade.

Vivemos, em termos globais, a clara percepção de uma ruptura civilizatória: assim como o mundo se organiza, não pode continuar, pois nos levará a um caminho sem retorno. Vale repetir o que disse Bauman em sua última entrevista: “Estamos (mais do que nunca antes na história) em uma situação de verdadeiro dilema: ou nos damos as mãos, ou nos juntamos ao cortejo fúnebre de nosso próprio enterro em uma mesma e colossal vala comum”.

DESESPERANÇA – No Brasil, vivemos desde 2016 tempos de grande desamparo e desesperança pela deposição até hoje questionada, dando lugar a um Estado de exceção, com políticas sociais restritivas de direitos conquistados pelo mundo do trabalho e pelos mais vulneráveis, à revelia de preceitos constitucionais.

Temos esperança de que o sofrimento coletivo não será em vão. Como diz um provérbio francês: “Réculer pour mieux sauter” (“Recuar para saltar melhor”). Seguramente, sairemos desta crise melhores, com um projeto de nação mais fundacional e soberano.

Essa é uma tarefa não apenas deste momento crucial, mas diuturna, consoante as sábias palavras de Goethe no “Fausto”: “Só ganha sua liberdade e a existência aquele que diariamente as reconquista”. Estes são meus votos para 2018.

16 thoughts on “Brasil sairá melhor da crise com um projeto de nação sustentável

  1. “Seria insensibilidade demasiada não nos referirmos aos milhões de famintos do mundo, especialmente na África.”

    Não precisamos ir tão longe para achar miseráveis.

  2. Esse,é o mesmo Leonardo Bosta,dando uma de puritano,paz e amor.
    Sempre defendeu luta armada desde,que seja praticada por Lula do qual é lacaio e seus seguidores.Não deveria ter espaço para se pronunciar e,o dia que morrer não vai fazer a mínima falta.
    Não precisamos de sua falsa bondade e,já tem seu lugar reservado ao lado do capeta.

  3. Ainda fala que desde 2016 vivemos tempos de desamparo e desesperança mas,quando Lula e Dilma estavam no poder escolhendo,aparelhando os tribunais com gente apoiadora dessa roubalheira desenfreada que o seu partido de ladrões colocou em cada setor da administração ,que destruiu com a Petrobras,que mandou dinheiro roubado do nosso povo para repúblicas comunista,o padréco de meia tigela,achava tudo lindo e maravilhoso.
    Quando o Lula,o maior ladrão da história do planeta roubava e,esse padréco tinha conhecimento de tudo aí eram tempos de amparo e esperança.
    Leonardo Boff,você precisa tomar é vergonha nessa sua cara sem vergonha,você é um apoiador de um partido que só tem ladrões. e canalhas.

  4. Conversa para boi dormir e idiota roncar!
    “Brasil sairá melhor da crise com “! A PRISÃO DOS LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO, A COMEÇAR PELO BEBUM, CANALHA E PATIFE DO EX-PRESIDENTE, ATÉ CHEGAR AOS ATUAIS QUADRILHEIROS.
    Depois, quem desejar continuar a fazer política partidária com mandato do eleitor, que ponha as barbas de molho!
    Em 2018 a palavra de ordem é CADEIA!
    Fallavena

    • Vc tem a pretensão de ser candidato a alguma coisa pelo partidarismo eleitoral ? A meu ver, via partidarismo eleitoral, ou golpismo ditatorial, o país jamais chegará a lugar novo e melhor algum.

      • Luiz Felipe
        Deria interessante dizeres como pretende atingir teus objetivos. Ora, eu só estou pedido cumprimento da lei. Teus comentários anteriores passam a ideia de que tudo pode acontecer “por vontade de acontecer” e só.
        Dizer que quer mudanças opara um novo exige que explique como atingir isto.
        mas tem de ser nesta vida.
        Fallavena

        • Como fazer a mudança de verdade já está dito pela RPL-PNBC-DD-ME, há mais de 20 anos, cujo implemento o $istema podre conseguiu evitar em 2014, mas de 2018 não passará, nas urnas ou nas urnas, até porque, em sã consciência, ninguém aguenta mais o continuísmo da mesmice do lixão a céu aberto que ai está. Que venha 2018. É nele que o Bicho da Revolução Redentora vai pegar.

  5. Homens de pouca fé, não permitam que o velho complexo de vira-lata tome conta de vossos cérebro. Eu sou mais Brasil, creio no potencial do meu país e do meu povo, e tenho certeza de que juntos, unidos pelo ideal da RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, podemos mais, muito mais, podemos inclusive fazer o nosso Brasilzão dar u Pulo não de gato mas, isto sim, de Leão, adiante até mesmo do bicho-papão, EUA, e da própria Europa-mãe. Acredite se quiser, mas não me venha com complexo de vira-lata porque tenho nojo disso, e se aceitasse isso não teria saído de onde sai e nem teria chegado onde cheguei. Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, viável, inovador, futurista, levado a efeito por homens e mulheres do bem e de boa vontade, é só disso que o Brasil precisa para descortinar os novos horizontes para os quais nasceu predestinado.

  6. Antes de 2016 estava tudo ótimo então. Acho que sim mesmo. O Haddad trouxe até príncipe inglês para ver a pujança da nossa cracolândia. Um exemplo de dignidade com os excluídos. 13 milhões de desempregados? Ah isso não existiu. Tivemos só 60.000 assassinatos no país porque os governos do PT deram prioridade ao pobre.
    Dilma fraudou balanço, fez pedaladas fiscais porque não conseguia manter o pagamento do bolsa família, do seguro desemprego, o filão para o PT se manter no poder. Realmente, tudo caminhava bem.
    Eu sei que o discurso do Boff é para manter os alienados ou os que não tem caráter no curral do PT.
    Ah Boff, 24/01 tá chegando. Prepara o lenço.

    • O DISCURSO DÚBIO E CONFUSO É A NOVA-VELHA MODA DA DIREITA, DA ESQUERDA E DO CENTRO. Realmente, o discurso do Boff tb tem sido dúbio, discursa no sentido do Novo mas, infelizmente, puxa as brasas para a sardinha do seu velho Lula, cujo governo tb demonstrou que, sob a égide do $istema político podre, ninguém consegue governar este país sem sentar no colo do capital velhaco e do establishment financeiro bandido, que, por sua vez, não permite que o país vá além de voos de galinha, como demonstrado tb pela própria ditadura militar armada até os dentes, usada, chupada até o bagaço e descartada no lixão da história do Brasil pelos me$mo$, assim como aconteceu tb com FHC, Dilma e está acontecendo com Temer. E se pisar fora do riscado dos dito$ cujo$, rá, ré, ri, ro, rua, não termina nem o mandato. É por isso que eu tb virei Leão. Porque basta, chega dos me$mo$., fora todo$, Democracia Direta Já. Sem rabo preso e sem submissão ao capital velhaco.

  7. Tudo isso é conversa mole, sem um controle da natalidade nunca chegaremos a lugar algum.
    A África produz pobreza como em nenhum outro lugar do mundo e que agora esta exportando para a Europa.
    A América latina também tem seu histórico na criação de misérias. Como é que se vai produzir riquezas, se a pobreza anda sempre na frente.
    Estas bobagem de distributivismo e igualitarismo, só existe na cabeça dos esquerdistas que acham que dinheiro dá em árvore e riqueza cai do céu.
    Aqueles que trabalham para produzir, sabem muito bem como é que funciona a coisa. Poucos produzem e muitos consomem, o resultado é este mesmo, miséria para grande parte dos humanos.
    Sem uma freada de arrumação na explosão demográfica, nada feito. Nem o Boff, nem ninguém conseguira uma receita para o sucesso de qualquer política social, até porque os recursos naturais da terra são finitos e logo estarão esgotadas.

  8. Uma das características de um psicopata é sua inteligência capaz de convencer aos incautos de “realidades” que ele simula através de sua habilidade na articulação de palavras.
    É desse jeito que gente assim elabora ideologias ou religiões políticas, para servir aos seus “divinos” propósitos.

  9. Bofe,
    Não dá mais para ler as tuas piadas, pois se queres saber, estamos afundando como nação por causa das merdas que tu apoia.
    Projeto sustentável com lula, dilma e você deve dar certo em Cuba, na Venezuela ou alguma dessas ditaduras que levou nosso dinheiro enviados por esses dois cachorros.
    Toma vergonha na cara, e não escreva mais essas matérias que afrontam a intelligência de qualquer pessoa de bem.
    Vai trabalhar vagabundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *