Bretas libera Adriana Ancelmo de prisão domiciliar, mas impõe uso de tornozeleira

Imagem relacionada

Adriana Ancelmo já pode voltar às compras em Ipanema

Lauro Jardim
O Globo

Por determinação do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo teve sua prisão domiciliar substituída pelo uso de tornozeleira eletrônica e por recolhimento domiciliar nos finais de semana. Bretas atendeu a um pedido do Ministério Público Federal.

De acordo com a decisão de Bretas, durante a semana Adriana só precisará recolher-se em casa entre 20h e 6h da manhã. No resto do tempo, pode deixar sua casa, inclusive para trabalhar — contanto que use a tornozeleira.

EFEITO PRÁTICO – A substituição de penas tem também um efeito prático. O tempo dessa prisão domiciliar integral, que Adriana vinha cumprindo, é considerado cumprimento de pena — e será abatidO da pena de prisão se a ex-primeira dama tiver que voltar para penitenciária.

As novas medidas impostas por Bretas não contam como cumprimento de pena.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGBoa nota do Lauro Jardim. Mas precisamos acrescentar que Adriana Ancelmo só havia sido beneficiada com prisão domiciliar porque tinha filho de 12 anos e precisava cuidar dele, como mãe extremada que teria sido, mas na verdade não foi, porque jamais cuidou dos rebentos, simplesmente os abandonou nas mãos da governanta, que ganhava mais de R$ 20 mil mensais e comandava cinco empregados. Agora, quando o menino está completando 13 anos e Adriana teria de ser recolhida novamente à cadeia, o Ministério Público inventa essa história e o juiz Bretas embarca nessa onda. Realmente, é decepcionante a impunidade desta mulher. (C.N.)

22 thoughts on “Bretas libera Adriana Ancelmo de prisão domiciliar, mas impõe uso de tornozeleira

  1. Antes soltar Adriana a soltar o fedorento Dirceu, convenhamos.
    Mas cá vai uma notícia dada pelo oAntagonista:
    Duas mulheres e dois homens estravam sendo julgados por juizes do PCC por infidelidade extraconjugal quando a quadrilha de juilzes foi presa pela polícia.
    Pois é, em breve o povo vai recorrer a tribunais próprios por falta de juiz honesto nos tribunais públicos (o pior exemplo e óbvio é o STF).

  2. O Brasil não é sério, ainda somos o país do faz de conta. Faz de conta que existe justiça, faz de conta que somos uma República. Recepcionemos os Renans e toda sua trupe de volta ao Congresso e viva as urnas de primeira geração.

    • Só não entendo a razão da diferenciação. É permitido matar pessoas no Brasil, desde que não seja ela pessoa do sexo feminino? Pelas estatísticas quem mais morre são os homens e não as mulheres. Quer dizer então que pelo entendimento destas autoridades, matar por um prato de quentinha, desde que não seja mulher, não requer uma pena tão pesada? Talvez a forma mais didática, seria a de um agravante pela pessoa que matou considerar a mulher como uma propriedade sua. Tudo muito discutível, mas o grande fato é que as penas por crime de morte no Brasil são brandas demais e pouco eficientes na prevenção, pois a maioria dos crimes sequer são desvendados. A justiça no Brasil começou a apanhar de órgãos internacionais, desde a Maria da Penha e não parou mais. O foco é recuperar na marra e neste caso, as penas não podem ser muito duras para se poder devolver o assassino a sociedade o mais rápido possível. Coisa da esquerda e suas ONGs famintas de dinheiro público. Então as saidinhas e outras formas, dão ao sociopata toda possibilidade de sair pela porta da frente dos presídios para somar mais vítimas. O terror toma as cidades e um paliativo é este. A mídia ajuda rebuscando termos como “feminicídio”, “sem direito de defesa da vitima”. Tudo fumaça.

    • Ó tadinha da bandida.
      O casal de prostitutos megalomaníacos, que formou uma grande quadrilha e arrasou um estado rico e matou e ainda mata milhares, ó coitados !
      Os vermes que tinham uma empresa de valores para transportar tamanha quantia de dinheiro, que pecado !
      A bandida juntava brilhantes de alta pureza e lapidação em seu cofre na Suiça, enquanto nosso povo padece de tudo.
      Quando não tinham mais como lavar tanto dinheiro,lavava-se com vinhos franceses,ó coitados!
      Seu escritório só tinha um ou dois clientes,e da noite para o dia transformou-se numa banca de respeito.

      Leve-a para sua casa mas me chame que faço o serviço de graça.

  3. mas, antes, NUNCA perder para o
    ENÉSIMO-MAIOR LADRÃO DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE E DO UNIVERSO,
    Presidiário na Solitária por sua Alta Periculosidade e total falta de honradez,
    Detento Fichado 700004553820,
    ENJAULADO e ENGAIOLADO por ser UM MELIANTE e UM MARGINAL.
    cachaceiro vagabundo escorralho !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *