Cabralzinho abandonado, quer “eleitoralizar” o governo

O secretário de Fazenda do Estado, Joaquim Ferreira Levy, desentendeu-se com o governador Sergio Cabral e vai deixar o cargo até depois de amanhã, quarta-feira, quando sua exoneração será publicada no Diário Oficial.

Será substituído interinamente por Renato Vieira, de sua equipe, até o governador escolher o novo secretário. O presidente do Rioprevidência, Wilson Rosalia, também deverá deixar o governo. Joaquim Levy voltará ao Banco Mundial (é funcionário) ou então trabalhar no Banco Interamericano de Desenvolvimento. Ambos têm sede em Washington.

Especula-se que a saída de Levy decorre de pressões de deputados, (apoiadas por Cabral) para a nomeação de chefias no setor de fiscalização de impostos e arrecadação. O que coincide com o ano eleitoral. Levy vinha se recusando a aceitar indicações de deputados estaduais para esses postos.

***

PS – Quando Levy aceitou o cargo, escrevi na Tribuna impressa: “Estranha nomeação, Levy é um homem correto, como trabalhar com cabralizinho”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *