Cachoeira faz mais uma vítima e sua rede chega ao governo petista de Brasília

Carlos Newton

Já era esperado e até estava demorando, mas agora está comprovado que a rede de tráfico de influência do empresário-bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, tinha ligações próximas com o governo petista do Distro Federal.

Cláudio Monteiro, o chefe de gabinete do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, resolveu pedir demissão na noite de terça-feira, porque integrantes da organização do bicheiro foram flagrados em conversa sobre pagamento de propina e concessão de um telefone especial para Monteiro.

Em um dos diálogos interceptados pela Polícia Federal, o grupo promete dinheiro também para Marcelo Lopes, ex-assessor especial da Casa Militar do DF, conforme revelou ontem o Jornal Nacional, da TV Globo. Os diálogos estão no inquérito sobre a exploração ilegal de caça-níqueis, jogo do bicho e fraudes em licitações entre outros crimes imputados a Cachoeira.

Bem, como o Congresso vai abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o caso Cachoeira, fica demonstrado que não vai sobrar para ninguém. Integrantes dos principais partidos estão envolvidos com o surpreendente empresário-bicheiro, mostrando a que ponto chega a podridão da política brasileira.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *