Câmara inicia recesso dividida entre Cunha e Chinaglia

Eduardo Cunha: “Sou independente”

Carolina Gonçalves
Agência Brasil

Em clima de recesso, que começa oficialmente em cinco dias, os partidos na Câmara dedicaram esta quarta-feira a declarar apoio às candidaturas de parlamentares que disputarão a presidência da Casa no dia 1º de fevereiro. No Salão Verde, o PT e seis partidos – entre eles, PDT, PCdoB e o PROS – lançaram oficialmente o nome de Arlindo Chinaglia (PT-SP) que já ocupou o cargo entre 2007 e 2009 e atualmente é primeiro-vice-presidente da Casa.

Chinaglia disse que trabalhará para tentar ampliar o apoio a sua campanha. Segundo ele, apesar de muitos deputados já terem declarado apoio ao adversário Eduardo Cunha (PMDB-RJ), “não há unanimidade nos partidos”. O candidato destacou que respeitará seus adversários na disputa e disse que a tarefa de presidente da Câmara “é árdua” e exige capacidade de articulação e negociação.

“O presidente da Câmara, para ser bom, sempre vai ter resistência de outros Poderes. O Parlamento, para exercer com altivez seu papel, vai divergir em algum momento com o que o Executivo faz, com o que o Judiciário faz”, avaliou. Chinaglia, que é do partido do governo, garantiu que conduzirá a Casa com independência. “A Mesa tem o dever da imparcialidade: nem vai servir ao governo nem à oposição”, afirmou.

Chjinaglia: “Também sou independente”

IMITANDO CUNHA…

O discurso segue a mesma linha defendida por Cunha que recebeu nesta quarta-feira o apoio oficial do PTB, PSC e DEM. Outros partidos ainda estudam acompanhar o peemedebista – entre eles, o PR, PSD e PP. Segundo Cunha, o apoio já foi declarado por 109 deputados.

O peemedebista disse que buscará uma Câmara mais independente “nem contra nem submissa ao governo”. “[Buscaremos] uma Câmara mais altiva. Não viemos fazer qualquer tipo de bravata. Só vamos cumprir o Regimento Interno e a Constituição e tratar todos com igualdade, seja do governo ou da oposição.”

6 thoughts on “Câmara inicia recesso dividida entre Cunha e Chinaglia

  1. Enquanto a elite de Brasilia se dá aumento astronomicos o povão que não sabe votar e ganha pouco continua rindo e achando que está tudo bem no Brasil. Este aumento da elite de Brasilia é uma bofetada no povo brasileiro. Infelizmente o povo brasileiro votou nos mesmos que aí estão. Dilma passa a ganhar mais de 30.000,00 Reais, os deputados passam a ganhar 33.700,00 Reais e o povão vai ganhar apenas quase 790,00 Reais. E este mesmo povo que ganha esta miséria de salário mínimo vai ainda bater palmas para esta elite de Brasilia que pouco se importa com eles. VERGONHOSO TUDO ISTO.

  2. Recesso
    Conchavo por cargos
    Recesso
    Conchavo por cargos
    Recesso
    Conchavo por cargos

    EXISTEM APENAS DUAS SAÍDAS:

    1- A população invadir cada sala, cada gabinete, cada palácio, onde quer que esteja os meliantes nos 3 podres poderes, retira-los à força e em praça pública oferece-los a cães famintos.

    2- CUMBICA.

  3. Até 1º de fevereiro, muito trololó ainda vai rolar da parte dos candidatos, assim como variadas e tentadoras “promessas” aos parlamentares, inclusive testando os “novatos”, que vão estrear na Câmara.

    Como sempre os destaques, o que mais vai aparecer até lá, nos cochichos e conchavos, serão frases contendo imparcialidade, transparência e, principalmente, o já famoso fundamental que, infelizmente, fica só nos discursos demagógicos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *