Câmara rejeita adiamento da votação da maioridade penal

Não se sabe se a votação termina hoje ou prossegue amanhã

Deu na Agência Brasil

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou esta noite o requerimento do PSol que pedia a retirada de pauta da PEC da maioridade penal (PEC 171/93). A proposta, aprovada em comissão especial, reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal para crimes hediondos, como estupro, latrocínio e homicídio qualificado (quando há agravantes).

O PSol tenta obstruir a análise da proposta e apresentou requerimentos para adiar a análise do tema, contrariando acordo feito no início da tarde entre parte dos líderes partidários de que não haveria obstrução, em troca de uma discussão mais prolongada.

Diante disso, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, disse que não vai prorrogar o tempo dos oradores. “Como tem requerimento de obstrução, não prorrogaremos o tempo de ninguém”, disse.

Acordo de procedimentos feito entre a maior parte dos líderes partidários prevê a discussão da matéria por dez parlamentares falando a favor da proposta e dez discursando contra. Os deputados vão analisar o relatório do deputado Laerte Bessa (PR-DF), aprovado pela comissão especial que analisou o tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *