Campanha de Haddad se irrita com afirmações de Dirceu e pede moderação

Resultado de imagem para DIRCEU CHARGES

Charge do Paixão (Gazeta do Povo)

Sérgio Roxo
O Globo

As recentes declarações do ex-ministro José Dirceu tem provocado incômodo na campanha do candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad. Apesar de Dirceu não ter influência nas decisões da cúpula partidária, as suas falas servem de munição para os adversários. Por isso, a expectativa de pessoas próximas a Haddad é que dirigentes petista peçam que Dirceu modere suas palavras na reta final da eleição.

Em entrevista publicada pelo El País no último dia 26, ao ser perguntado se havia risco de o PT ganhar as eleições e não levar, Dirceu respondeu: “É questão de tempo para gente tomar o poder, aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição”.

DECLARAÇÕES – No final de semana, em entrevista ao portal AZ, do Piauí, o petista afirmou que o Ministério Público se tornou “uma polícia política” e que, por causa disso, é preciso “tirar o poder de investigação” do órgão. O ministro ainda sugeriu, em outra entrevista, que o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha seu nome alterado para “Corte Constitucional”.

De acordo com um aliado de Haddad, esse tipo de fala “não ajuda em nada”. O ex-ministro não exerce nenhuma função formal na campanha petista. Embora tenha participado do ato de registro da candidatura do ex-presidente Lula, em 15 de agosto, em Brasília, Dirceu não participou de atos públicos de campanha de Haddad.

ENCONTRO – No começo do ano, no entanto, quando tentava se articular dentro do PT para ser o candidato do partido a presidente, Haddad se encontrou com Dirceu, em Brasília.

No domingo, Dirceu afirmou, em coletiva de imprensa, que o uso da expressão “tomar o poder” foi “infeliz”. Segundo ele, estava se referindo à possibilidade de, mesmo após eleito, o PT levar um “golpe”.

O ex-ministro tem rodado o país para divulgar o seu livro “Zé Dirceu – Memórias volume 1”. Condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava-Jato, o ex-ministro foi solto em junho por decisão do STF.

CARVALHO AMACIA – Integrante da coordenação da campanha de Haddad, o também ex-ministro Gilberto Carvalho diz que não há problemas com as falas de Dirceu e negou o incômodo.

– Não acho que ele falou nenhuma bobagem. Em nenhum momento na campanha foi tocado nesse assunto.

17 thoughts on “Campanha de Haddad se irrita com afirmações de Dirceu e pede moderação

  1. Se o probelma fosse apenas as declarações de José Dirceu os problemas da candidatura Haddad seria “pinto”.
    Não sei se o próprio Haddad participou da confecção do programa do próprio partido, mas sem dúvida nenhuma o pior está ali. Marco Antonio Villa está escarafuchando esse programa que é público, é uma declaração em que fica claro que se trata de um programa socialista bolivarianista, que tem um monte de propostas que vai de encontro(se choca) com valores caros a sociedade brasileira, tais como ideologia de genero LGBTI+, guerra racial, etc..
    https://youtu.be/C9c22i7iPyg

  2. É preciso não perdermos, alem da compostura e da educação, também a capacidade de interpretação e racionalidade.

    O que disse José Dirceu é crime! É um ataque a democracia e a constituição (ou pelo menos o que sobrou dela).

    “É questão de tempo para gente tomar o poder, aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição”.

    O que é isto José Dirceu? Golpe? Sim, se ganhar a eleição não trás poder, o que quis dizer com “tomar o poder”?

    Se fosse Lulla, o “tomar” seria pinga, mas para um guerrilheiro, TOMAR O PODER e golpe, é revolução armada.

    Haverá um cidadão brasileiro com mandato ou cargo público que lhe imponha denunciar tal fato?

    Quando alguns brasileiros, pouco tempo atrás, defendiam intervenção constitucional, eram chamados de golpistas, antidemocráticos, incendiários e quantas coisas mais.

    Agora, um CONDENADO, com vários processos em andamento, promove e defende tal ameaça e tudo é normal, fica assim?

    Estarei ficando idiota ou louco, ou José Dirceu pode dizer o que quer e fica por isto mesmo?

    Fallavena

  3. O difícil é acreditar que José Dirceu não tenha influência nas decisões do PT. São matérias assim que fazem as pessoas descrer da grande imprensa. E depois O Globo se julga na posição de combater “fake news”.

  4. Haddad, não passa de um “garotão” da classe média de São Paulo.
    Foi prefeito, saiu como entrou.
    Se fosse perguntado onde ficava a zona leste, oeste, etc, com certeza não saberia responder.

    Quem é poste, sempre será…..

  5. Um rivotril antes de qualquer entrevista funciona como soro da verdade. Mostrou a cara do dirceu. Esqueceram de perguntar o que ocorreu com Toninho e Celso Daniel. Seria uma confissão para resolver esses casos insolúveis.

  6. O SR.ZÉ DIRCEU É QUE ESTÁ FALANDO A VERDADE DO PT. ELES QUEREM MESMO É “TOMAR O PODER”,COMO BEM O DISSE O ZÉ DIRCEU. SABEM QUANDO O PT VAI “TOMAR O PODER” NO BRASIL? NUNCA. TIVERAM MUITO TEMPO PARA FAZÊ-LO PERDERAM A OPORFTUNIDADE,COMO BEM FALOU O SR. JACQUES WAGNER. A OPORTUNIDADE PASSOU. AGORA É TARDE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *