Candidatura de Moro pode reforçar a terceira via e mudar os rumos da política 

Sergio Moro toma vacina contra a covid-19 nos EUA | Poder360

Moro poderá fechar uma coalizão Podemos/União Brasil

Carlos Newton

Como diria Vinicius de Moraes, sempre interessado em política, “de repente, não mais que de repente”, a candidatura do ex-juiz  Sérgio Moro vai ganhando força e se transformando numa alternativa altamente viável para livrar o país da polarização entre Lula da Silva e Jair Bolsonaro.

Desde sempre, o Podemos vem insistindo na candidatura de Moro. O partido foi criado sob liderança do ex-governador Alvaro Dias, tem raízes no Paraná e muitos integrantes são amigos pessoas do ex-juiz. E agora o União Brasil, que vai sair da fusão PSL-DEM, também inicia uma ofensiva para ter Sergio Moro como candidato em 2022.

VIABILIDADE – Essa movimentação de bastidores demonstra que os políticos já entenderam a viabilidade da terceira via, diante da forte rejeição a Lula e a Bolsonaro. O tempo não para, diria Cazuza, e as novas pesquisas continuam indicando que nem Lula nem Bolsonaro têm condições de ganhar os votos da “maioria silenciosa”, como o ex-presidente Richard Nixon classificava a parcela dos eleitores que decidia os pleitos na matriz USA.

Aqui na filial Brazil, a eleição da terceira via depende dos próprios candidatos. Se todos aceitarem a proposta do tucano João Doria, assumindo compromisso de renunciar à candidatura em favor de quem tiver maior chance de vitória, será uma eleição eletrizante.

A união dos eleitores dos atuais pretendentes (Ciro Gomes, Henrique Mandetta, Rodrigo Pacheco, Alessandro Vieira, Simone Tebet, João Doria, Eduardo Leite, José Luiz Datena e… Sérgio Moro) seria suficiente para vencer Lula ou Bolsonaro no segundo turno, porque herdaria os votos de qualquer um dos dois polarizadores.

PODEMOS INSISTE – Em recente entrevista ao Valor Econômico, a presidente do Podemos, Renata Abreu, apostou na candidatura presidencial de Sergio Moro. “Acho que ele está bem entusiasmado com a ideia. Moro voltou para os Estados Unidos  para ter uma conversa com a família dele. Temos até o comecinho de novembro para ele dar essa resposta”, afirmou, acrescentando que o partido fez uma pesquisa bem ampla e Moro é o único nome  que pode romper com a polarização.

“Ele já larga com 10% sem ter se declarado candidato. E pega eleitores do Bolsonaro que são anti-Lula, que são anti-PT”, disse Renata Abreu.

“Primeiro é preciso confirmar a decisão dele, não adianta fazer qualquer conversa antes. E muitos partidos agora estão em fase de confirmação de seus candidatos, então acho que novembro vai ser o mês de definição e aí começarão as conversas sobre alianças”, concluiu.

###
P.S. –
Imaginemos um debate entre Lula, Bolsonaro e Moro, com o ex- juiz comentando a “inocência” do ex-presidente e a “eficiência” do atual. Será um programa imperdível, pronto para entrar na História. (C.N.)

11 thoughts on “Candidatura de Moro pode reforçar a terceira via e mudar os rumos da política 

  1. Cadê o projeto?
    Debate entre os três será de quem roubou, xingamentos, quem fez o certo e errado …o país não aguenta tanto ódio. O país precisa discutir as mudanças na política econômica, industrial, educacional e nenhum dos três nada sabem. O país está doente e existem a CURA – Ciro 2022

  2. Será a segunda “besteira” que ele vai fazer.
    Se for um azarado, vai vencer e aí vai se “lascar” literalmente.
    Quem consegue governar um país com as leis feitas por canalhas para proteger os canalhas?!!!!
    O “tosco” já mostrou que só de intenções não se resolve nada.

  3. Acho muito improvável a aliança Podemos/União Brasil, mas se ela se tornar viável é sem dúvida a melhor chance para sepultar de vez o Luladrão e, dar um fim também nos sonhos grandiloquentes do mito. O tal “debate” entre os três, Luladrão, mito e Moro seria mesmo épico, um sendo chamado de ladrão e o outro de incompetente. E o Moro de falta de parcialidade, coisa muito fácil de refutar.

  4. O ruim da vida é que a gente envelhece cedo demais, e adquire alguma sabedoria tarde demais, como já disse o sábio. Todavia, tem gente que nem na velhice não adquire sabedoria alguma, infelizmente, e está sempre pronto para embarcar no próximo estelionato eleitoral, e o pior de tudo, levar incautos juntos. Enfim o que é de gosto regalo da vida. Tenho dó, mas a enganação no Brasil é tb mais uma paixão nacional, além da cerveja antártica, gelada.,

  5. O comentário de Carlos newton mostra como a imprensa brasileira apoia o barraco na política nacional.

    Nenhum candidato precisa apresentar projeto nenhum para o país. Basta ficar chamando e xingando uns aos outros de corrupto e incompetente que está tudo certo na visão da mídia brasileira, que de brasileira não tem nada.

  6. Matei a charada para a terceira via, já que teremos a rejeição do terrivelmente evangélico, proponho para presidente, Haddad o terrivelmente católico.
    Haddad é um monstro, um monstro em camuflagem.
    Falta uma entrevista divulgando que é cristão desde o primeiro cagar dos pintos, que foi coroinha, que fez primeira comunhão, frequentou catecismo, foi sacristão e congregado mariano, que foi monsenhor, diácono e quase padre, que foi o maior papa hóstia que veio a furo neste mundo de hereges, excomungados e ateus.
    Nem Lula, Zé Dirceu e Genoino conseguem ser mais católicos que ele.
    Haddad vai ser o próximo Presidente.

  7. Para “chefe de Estado”, acumulando as funções de “chefe de Governo”, pelo visto, se o Moro não for candidato, o cidadão terá de escolher entre:
    – O maior corrupto do planeta;
    – O “cavalão”.

    De fato, o Brasil é um país azarado.

  8. Pra quem votou em Aécio Pó

    depois num notório criminoso defensor de tortura e de milicianos
    matadores de aluguel

    … nada mais natural que votar no ex-sinistro do genocida e autor da “licença pra matar” dos criminosos milicomilicianos (“excludente de ilicitude”).

  9. 1) Garuda, o pássaro mitológico do Hinduísmo, me contou que uma mulher tem que estar ou na presidência ou na vice-presidência, caso contrário não emplaca.

    2) Daqui para a frente é a Força do feminismo: quem usa absorvente elege o presidente ou presidenta…

    3) Anotem….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *