Capital da balela e da falácia

Vicente Limongi Netto

Beleza. comovente. O povo pulou, cantou, gritou, chorou, bebeu, beijou e vibrou na festa dos 50 anos. Pena que no dia seguinte a ressaca dos problemas voltou ao cenário da brutal e severa realidade. A luta pelo emprego, a correria pelos ônibus ruins, a dificuldade para estacionar, a precariedade cada vez mais acentuada dos postos de saúde e dos hospitais, as ruas sujas, a insegurança aumentando, o trânsito dominado por moleques, imprudentes e irresponsáveis. Brasília tornou-se uma cidade igual às outras em problemas, defeitos, vícios e dificuldades. O povo não come concreto com arroz nem por-do-sol com feijão. Brasília é a capital da balela e da falácia.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *