Cármen Lúcia amarelou e permitiu que o Supremo se ajoelhe diante do Congresso

Resultado de imagem para carmen lucia charges

Charge da Pryscila (Arquivo Google)

Carlos Newton 

Está ficando cada vez mais clara a divisão do Supremo Tribunal Federal em duas facções que parecem reprisar o glauberiano “O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro”. Os julgamentos de caráter político transcorrem como se os réus estivessem numa roleta de dez números. Dependendo do ministro a ser escolhido como relator no “sorteio eletrônico”, praticamente já se sabe com antecedência o resultado da liminar, do mandato de segurança e do habeas corpus, nas chamadas decisões monocráticas.

Em 2016, por exemplo, houve 102.900 decisões monocráticas, tomadas por ministro-relator, ante apenas 3.373 julgamentos nas duas turmas de cinco ministros ou no plenário completo de até onze integrantes (quando nenhum deles está viajando a serviço, claro).

DOIS PARTIDOS – Na verdade, é como se existissem dois partidos políticos no Supremo – a favor e contra a Lava Jato. Um deles é formado por Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Tofolli, Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes, que votam invariavelmente a favor dos réus da Lava Jato. O outro partido é integrado por Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Luiz Fux, que tentam levar adiante a punição dos corruptos.

São facções antagônicas, que dominam as duas Turmas em que se divide o Supremo. A Primeira Turma tem maioria da ala de Barroso, Fachin e Fux; e a Segunda Turma é dominada por Gilmar, Lewandowski e Toffolli.

A roleta funciona assim – quando a ação cai com relator de uma Turma ou de outra, já se sabe antecipadamente como será a votação.

NO PLENÁRIO – A situação muda de figura no plenário e são imprevisíveis os votos de Rosa Weber e Celso de Mello, que oscilam no apoio às duas facções, enquanto Carmen Lúcia geralmente votava a favor da Lava Jato, a formação da maioria sempre depende deles.

No importantíssimo julgamento desta quarta-feira, que entrou pela noite, ficou mais do que patente a existência dessas duas facções. Celso de Mello e Rosa Weber oscilaram para a ala que apoia a Lava Jato, empatando a votação, mas Cármen Lúcia roeu a corda, como se dizia antigamente, e fraquejou.

Se não estivesse na presidência do Supremo, Cármen Lúcia teria votado a favor da ala que apoia a Lava Jato. Mas ficou com medo do confronto com o Senado e amarelou, mostrando que não tem estatura para presidir o Judiciário. Com isso, o Supremo se curvou perante a bancada da corrupção, que é amplamente majoritária no Congresso Nacional. A decisão foi vergonhosa, sem a menor dúvida.

32 thoughts on “Cármen Lúcia amarelou e permitiu que o Supremo se ajoelhe diante do Congresso

  1. E não custa lembrar: Carmen (indicada ao STF por Lula) votou a favor de Renan Calheiros na farsa imunda que foi aquele “julgamento” de 07.12.2016, em que o STF ficou de cócoras para Renan que, lembremos, se recusara a cumprir uma liminar de Marco Aurelio que o afastava da presidência do Senado.

  2. Prezado Carlos Newton,

    Porque favor, libera a escrita em caixa alta, porque só gritando mesmo!
    A situação está desesperadora, depois de hoje, minhas suspeitas e inagino que de 100% dos brasileiros confirmou a desconfiança de que o STF está comprometido até o taloooo com grana alta… com corrupção financeira mesmo!
    Minha afirmação não pode ser considerada leviandade, pois, contra fatos não há argumentos!!
    Hoje o país terminou de acabar… (desculpe a redundância).
    Ajude um leitor assíduo da T.I. a não infartar…
    Libera o grito Carlos Newton.
    Atenciosamente.

  3. Que me desculpem, comentaristas, mas com os escores que vêm se firmando no STF, alguma coisa não bate. Senão, vejamos. Ali, teoricamente, estão os supra-sumos do conhecimento da Lei Magna; totalizam onze especialistas. Qualquer escore, a meu ver, se se considerasse apenas o conhecimento dos titulares e seus fundamentos diante dos dispositivos da Constituição, ficaria 10 a 1; 9 a 2 seriam até razoáveis. Mas se entre eles há sempre empate, necessitando o voto minerva do Presidente, conclui-se que: ou simplesmente são uns bestiais ignorantes do conhecimento que se vangloriam deter ou a Constituição é extremamente fraca, uma porcaria que cada um entende de um jeito que melhor lhe convier, para, inclusive, eventualmente compensar reconhecidos apadrinhamentos de políticos corruptos.

    • Perfeito entendimento. Em 11, um ou dois serem divergentes é tolerável. Mas quando se faz necessário o voto de Minerva, ou há má fé em alguns deles ou a lei não é compreensível e, portanto,mal redigida.

  4. A madre Carminha de Calcutá é a feminaze fracassada que o lula colocou no STF.
    Tem pavor de confronto. É só ver um coroné falando grosso e ela se borra toda.
    Será que teremos um Mourão no meio do caminho?

    • MACHADO – Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel [Temer].

      JUCÁ – Só o Renan [Calheiros] que está contra essa porra. ‘Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha’. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra.

      MACHADO – É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.

      JUCÁ – Com o Supremo, com tudo.

      MACHADO – Com tudo, aí parava tudo.

      JUCÁ – É. Delimitava onde está, pronto.

  5. Carmem Lucia deve ser irmã da Dilma.

    Seu voto é fruto de uma maracutaia sem vergonha, articulada com o Índio, digo Eunício.

    Na prática, o voto maluco da pior presidente do STF, anulou todas as restrições ao senador chinfrim.

    Um aglomerado de ministros patetas e covardes, a serviço de políticos ladrões e canalhas.

    Infelizmente o Brasil já era!

  6. O STF está lá só para enrolar e manter a carnificina nos brasileiros. É um faz de conta vergonhoso, onde despejam um interminável cordel de leis, regulamentos e arguições intermináveis, achando assim que deuses em suas decisões inquestionáveis e ininteligíveis, achando que nos enganam. O Brasil está nesse lamaçal, não só pelos políticos corruptos, mas por culpa deles também. Um ou outro Ministro escapa, mas são minoria.

  7. 1 Ato- Se confirmando…falta o Senado enviar um sonoro “habeas corpus” para o Senador…
    2 Ato – Câmara rejeita a segunda denuncia contra o Presidente…

    Mais aproximações sucessivas, impossível.

  8. Então tá. O senador está afastado da função sem autorização do senado. E agora, ele volta automaticamente à função e nela aguarda o senado autorizar ou não o afastamento ? Medida cautelar essa que, aliás, não era vedada pela Constituição, daí a decisão do afastamento pela primeira turma do STF, mas que agora passou a ser ilegal sem autorização do senado a partir da decisão do STF, praticamente legislando sobre o assunto, emendando assim a Constituição que só pode ser emendada pela maioria absoluta ou qualificada de 2/3 dos votos dos parlamentares. E depois o congresso vem com o velho chororô da judicialização da política e da usurpação da função legislativa por parte do STF, função que é dos parlamentares que não preenchem as lacunas legislativas e obrigam o STF a fazê-lo. Zorra total. Deu a louca na república 171 do partidarismo eleitoral, do golpismo ditatorial e dos seus tentáculos, velhaco$. Então o texto constitucional, doravante, fica mais ou menos assim: Exceto em flagrante delito, senadores ou deputados no exercício da função só poderão ser presos mediante comunicação prévia e autorização do senado ou da câmara no prazo de 24 horas, inclusive nos casos de medidas cautelares que impliquem em restrição ao pleno exercício do mandato parlamentar. Basta. Chega dos me$mo$. Fora todo$. Democracia Direta Já. https://www.brasil247.com/pt/247/poder/321922/A%C3%A9cio-s%C3%B3-pode-ser-afastado-com-aval-do-Congresso-decide-STF.htm

    • Num congresso de mulheres e homens probos, avessos à criminalidade, tudo bem, a saída é até plausível, mas e quando o congresso caracteriza-se como um imenso “Quadrilhão”, como fica essa situação ? Será que o “Quarilhão”, autoriza a prisão ou o afastamento do seu quadrilheiro fotografado na condição explícita, pública e notória de ladrão ?

  9. Perguntinha tostines…

    Um juiz bate o martelo porque é mais fresquinho que o leiloeiro ou leiloeiro q bate a o martelo por ser mais fresquinho que um juiz???

    Quando grita: vendido!!!

  10. Boa madrugada.

    A DESMORALIZAÇÃO.

    A desmoralização está na mesa e já descobrimos em qual “time” a Ministra Carmem Lúcia faz parte no STF dividido no ” saber jurídico”.
    Agora resta saber de quem o Exército Brasileiro pertence: a nós, o seu povo, desmoralizado, desprestigiado, aniquilado na fome, nos hospitais e na saúde, lhe sendo tirado suas esperanças de um dia melhor, ainda mais faltando-lhe segurança pública.
    O que passou no Congresso para que os militares respondam na justiça militar para garantir a lei e a ordem, com esta decisão do STF, é uma jabuticaba.
    Acredito, que quanto ao Executivo, Legislativo e por que não dizer do JUDICIÁRIO, o Exército com suas inteligências sabe muito bem quem são todos, até quem lhe escreve, e já tinha suas convicções, mas se esperançava como tábua de salvação no judiciário (minúscula) como um ponto fora da curva…
    Diante deste fato do STF de deixar as medidas cautelares fora do alcance dos parlamentares num Congresso apregoado pelo mesmo Exército de totalmente esgarçado, e de um Executivo falido, e agora o Judiciário, não cabe outra medida a não ser tomar as devidas providências. Não pode existir tamanha divisão de pensamentos na mais ALTA CORTE, que hoje se apequenou, e digo, para sempre no imaginário popular.
    Acredito, que se algo for feito, assim espero, o STF deva ser preenchido por concurso de provas e títulos com obrigatoriedade de cinco idiomas – Inglês, Francês, Espanhol, Alemão e Italiano, para com estes conhecimentos e os aprovados, possivelmente apartidários façam um estudo do Direito Comparado, para demonstrarem como a “banda toca” em muitos países ditos civilizados, para os assassinos que usam como armas o dinheiro público roubado; e ensinarem aos Ministros da ALTA CORTE aposentados, ou sei lá; como se faz justiça, o que já estão a dever de muito.

    PS: Exército Brasileiro, agora não estamos mais a precisar das opiniões do Clube Militar de há muito acertadamente clara.
    Com a palavra o Grande GENERAL MOURÃO.

    PS1 – Alguns dizem que não acreditam na possibilidade do Exército tomar o poder, (Rubens Ricupero) o homem ilibado da antena parabólica, quero saber, o Exército para mim não “joga conversa fora” ou joga?

  11. Boa madrugada.

    Agora para o grande efeito sanduíche a Ministra Carmem Lúcia poderá colocar na pauta o caso do Ministro Gilmar Mendes e Jacob Barata.
    Isso é apenas prolixidade para irmos empurrando com a barriga. O povo não aguenta mais. Se for isso quer tirar o foco de cima dela, naquela velha estória de pesos e contrapesos. Só que neste caso ninguém é harmônico entre si. Salvem -se quem puder!!!!

  12. AUTORIDADE FEMININA, NAS FILEIRAS POLICIAIS, MILITARES E SIMILARES – APENAS INDUÇÃO RELATIVA? Imagine dois montes paralelos, consequentemente, haverá entre ambos uma depressão ou um VALE; isso também é o que VALE o poder da mulher policial, militar ou assemelhada. Conclusão: aquilo que parece equiparação da eficácia feminina, se comparada à dos homens, nas aludidas atividades, em verdade; é o poder dissuasivo que a mulherada usurpa da porção masculina existente na corporação! Quem respeitaria ou temeria uma força de segurança constituída só por mulheres?

  13. A melhor definição do problema encontrei em, Zé Beto, de Curitiba:
    “O Supremo Tribunal Federal decidiu que o Congresso pode rever medidas que a Corte decidiu. Para comparar, seria a mesma coisa que o tribunal informal que existe nas comunidades de bandidos e penitenciárias do país pudesse modificar sentenças da senhora Justiça contra integrantes das quadrilhas.”
    Enfim, ontem foi criada a

    • Apenas para complementar e corrigindo meu erro de digitação: “Enfim, ontem, foi criada a situação em que um Supremo virou um supreminho. Um suco!

  14. Estamos falidos em tudo..financeiro,politica,judiciário,e mais essa,a base de Alcântara foi entregue aos EUA. A Base Alcântara e ponto chave para os mísseis EUA,atingir a Coreia do Norte num eventual conflito.. Me revelou um militar entendido no assunto. Por isso,seu Tremer viajou as pressas para EUA. Nessa zorra assinou (fachada), tratado de não proliferaçao nuclear..

  15. É notório o conchavo existente entre as facções que erroneamente chamamos de poderes . Tal constatação , ficou explícita na sessão realizada ontem , no ignóbil tribunal da farsa . Sustentados por uma negaça chamada constituição , inventada e redigída por delinquentes , farsantes se travestem com togas , para tutelar meliantes e corruptos que assaltam e delapídam a nação .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *