Carta aberta a Michelle Bolsonaro, em desagravo à patifaria da revista “Veja”

Resultado de imagem para MICHELLE + VEJA

Veja faz uma devassa sobre a família de Michelle Bolsonaro

Jorge Béja

Maldade. Crueldade. Patifaria. Desta vez a revista “Veja” resolveu investir contra os sentimentos da senhora primeira-dama Michele Bolsonaro. Antes, a mesma revista quis destruir a reputação do doutor Sérgio Moro, ministro da Justiça, mas não conseguiu. Em 1993 foi comigo, conforme relatei e comprovei em artigo aqui publicado aqui na “Tribuna da Internet” na edição de 24 de Abril de 2019. Me magoou muito. Chorei muito. Mas também não conseguiu destruir minha reputação. A “Veja” sente prazer em fazer os outros sofrerem. Quando faz um prisioneiro, rodeia-o de excrementos, como nos deixou escrito Léon Bloy (1846-1917), no clássico “Le Mendiant Ingrat” (O Mendigo Ingrato).

Senhora Michelle Bolsonaro, sua vida pessoal e familiar é indevassável. É um bem personalíssimo e que só à senhora pertence. Ninguém tem o direito de manipulá-lo, dele se apropriar, de invadir sua privacidade e divulgar e tornar públicos fatos e acontecimentos de sua vida, de sua intimidade, da senhora e de seus familiares.

“ARRASADA” – Seu marido, o presidente da República Jair Bolsonaro, declarou nesta sexta-feira que a senhora se encontra em estado de sofrimento por causa da “Veja” desta semana que fuçou o passado de parentes seus e, segundo a revista, encontrou registros de condutas reprováveis e fez disso matéria jornalística. Jornalística?

 Que relevante serviço prestou esta decadente revista ao pais e àqueles que ainda são seus leitores? Que interesse público despertam as notícias publicadas a respeito de seus familiares?  É tudo para atingir a senhora e o presidente Bolsonaro. Tudo para fazer a senhora, seus filhos e seu marido sofrerem. Tudo para enxovalhar.

TELEFONEMA – No dia 19 de março deste ano de 2019, quando recebi mensagem e-mail da capitã Larissa, ajudante de ordens da presidência da República, pedindo o telefone de minha casa, respondi e passei o número. Meia hora depois o telefone tocou aqui em casa e quem estava do outro lado da linha, me ligando de Brasília, era a senhora. E conversamos.

A senhora me agradeceu pelo artigo que publiquei aqui na “Tribuna da Internet”, no dia 1º de Janeiro do corrente ano, O artigo aplaudia o seu discurso em Libras no dia da posse de seu marido na presidência da República. Ao receber seu telefonema, fui alvo de gesto nobilíssimo da primeira-dama do meu país que, sem me conhecer, sem nunca ter falado comigo, pegou o telefone do palácio da Alvorada, discou o número do telefone da minha casa, e sem intermediário disse, quando eu próprio atendi: “Por favor, Jorge Béja está?”. 

Conversamos muito. Fiquei encantado com a senhora que me disse assim “Jorge, eu poderia lhe enviar um cartão, uma mensagem e-mail, mas agradecer de viva voz  é diferente, é que é o correto, não é?”. E quando lembrei à senhora que o 22 de março estava chegando e perguntei se iria ter bolo, a senhora respondeu: “Olha só! vejo que você é meu fã mesmo, hein! sabe até o dia do meu aniversário!”.

O SOFRIMENTO – Sei, sim, senhora Michelle Bolsonaro. Sei também do seu sofrimento, no passado e agora no presente, por causa desta revista. No passado, porque todos nós sofremos quando os parentes nossos, mais ainda os que estão muito próximos, erram na vida, e nós sofremos pelo erro que cometeram. E no presente, porque a história da vida de cada um de nós só a cada um de nós pertence.

É o sagrado, o natural, o universal e o constitucional direito à privacidade. Direito que o Supremo Tribunal Federal destruiu e atirou no lixo não reciclável, ao permitir as biografias não autorizadas. Isso não é autorização judicial da Suprema Corte para violar a privacidade e a intimidade das pessoas?

DIREITOS HUMANOS – Todos temos dignidade. Até mesmo, quem uma vez ou muitas vezes errou na vida, não perde a dignidade. Se aos presidiários é assegurado o respeito à integridade física e moral, conforme consta no artigo 5º, nº XLIX da Constituição Federal, com muito mais razão merecemos, nós e nossas famílias, ser respeitados em todos os sentidos ao longo da vida e depois da morte.

E a dignidade da pessoa humana é um dos Direitos Fundamentais que a Constituição Federal garante logo no artigo 1º, nº III. A proteção à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem das pessoas também são Direitos e Garantias Fundamentais que a Constituição Brasileira expressamente a todos assegura (artigo 5º, nº X).

SEM PERDÃO – Mas a Veja não quer saber disso. Não respeita esses comezinhos princípios de civilidade. E ataca. Não estou aqui a consolar a senhora, porque sei o tamanho do seu sofrimento. É inconsolável. Mas peço-lhe compreensão. E apelo para o evangelismo que a senhora pratica.

Não leia a sujíssima revista. Leia aquela passagem do Evangelho de Lucas (23, 34): ” Pai, perdoai, pois eles não sabem o que fazem”. Foram as palavras pronunciadas por Jesus quando, o Filho de Deus, levado por seus algozes, chegou ao lugar chamado Caveira e ali o crucificaram. 

36 thoughts on “Carta aberta a Michelle Bolsonaro, em desagravo à patifaria da revista “Veja”

  1. Veja era uma revista falida que foi comprada por um laranja para fazer esse tipo de porcaria.

    Se não tivesse sido comprada por “um grupo econômico” suspeito já estaria na lata de lixo da história porque ninguém compra nem assina esse esgoto!

    Ainda bem que O Cruzeiro, Manchete, Diários Associados e outros acabaram sem ter que passar por esse vexame (e olhe lá, nem o Chateaubriand nem os Bloch fariam esse tipo de coisa!).

  2. Se eu tivesse o dom de escrever, meu recado seria exatamente o que escreveu o Dr. Béja:
    “Senhora Michelle Bolsonaro, sua vida pessoal e familiar é indevassável. É um bem personalíssimo e que só à senhora pertence. Ninguém tem o direito de manipulá-lo, dele se apropriar, de invadir sua privacidade e divulgar e tornar públicos fatos e acontecimentos de sua vida, de sua intimidade, da senhora e de seus familiares.”

    • Parabéns Dr. JORGE BÉJA, ilustre Advogado Militante, Pianista virtuoso, e Escritor emérito de nosso Jornal TRIBUNA DA INTERNET ONLINE.

      Permita-me associarme as suas dignas Palavras neste justo Artigo ” Carta aberta a MICHELLE BOLSONARO, em desagravo à patifaria da Revista Veja”.

      Já nos ensinou o grande MOISÉS em seu Deuteronômio 24 – 16
      ” Não morrerão os pais pelos filhos, nem os filhos pelos pais. Cada um
      morrerá pelo seu próprio pecado”.

      • Sra Michelle peço desculpas em nome dos brasileiros por tuda essa vergonha. Quero aproveitar a oportunidade e pedir que diga ao nosso ilustre presidente que tenho imenso orgulho dele e que lute pelo nosso Brasil que hoje nos dar orgulho de sermos brasileiros, mas que se proteger das hervas daninhas que sao alguns repórteres. Crie uma estrategia pra se livrar pois a maioria são bichos implantados paraestrasçalhar sua vida, seu mandato

  3. Eu acho é que na veja está faltando cérebro, pois toda matéria com intuito de denegrir o presidente acaba por se mostrar o contrario.
    Essas penas de aluguel vão perder o emprego continuarem a dar munição ao presidente.

      • Pensei que está revista veja já estava erradicada do cenário nacional, pois seus atuais só sabem jogar lama em pessoas de bem. Meus comprimentos a primeira dama do pais e ao nosso presidente, e que esses pormenores dessa imprensa falida Nao venha desviar o verdadeiro foco que é acabar com a corrupção e colocar na cadeia quem não queira que se restaure a democracia plena em nosso país.

    • Uma claque para o autor é o comentário. Quando a veja duvidava Lula e o PT era o veículo de maior credibilidade da cozinhada. Agora a veja e comunista, petista e por aí vai. Realmente caráter não é para qualquer um…

  4. O doutor Beja tem que ser respeitado. Mas isso não impede de termos outra interpretação. A Veja dependendo de quem enfoca é criticada duramente. Eu vejo com naturalidade. Um jornal e uma revista vivem de notíciar os fatos agradáveis e desagradaveis que acontecem no dia a dia da sociedade. A Veja reportou um caso que se fosse de outra pessoa não teria a repercursão negativa que teve. Mas o acontecimento envolveu a família da primeira dama. O que ninguém pode dizer é que foi um fato inventado ou maldosamente publicado, pois há um mês já hove notícia sobe a mãe e avó da primeira dama. Foi respondido que era um assunto particular de família. Por falta de sorte a avó precisou fazer uma operação e não tinha vaga no hospital e ela teve que ficar no corredor. Isso ensejou que o povo tomasse conhecimento. Entra a Veja e passa a saber de outras coisas constrangedoras da família da primeira dama. Noticiou e causou como foi noticiado um constrangimento muito grande na primeira dama. Eu não tenho como condenar A Veja por noticiar e nem a primeira dama que no primero momento não deu assistência a sua avó.

  5. Michelle Bolsonaro não responde pelos atos de ninguém mais, a não ser os seus!
    Não sei, e não teria tempo neste momento de verificar, se não caberia uma interpelação judicial contra o “”gibi Veja. Se houver, deve ser feito, imediatamente.
    Depois que meu cachorro começou a ter atitudes estranhas, e isto faz mais de 15 anos, fiquei desconfiado que origem delas seria o fato de eu ter “forrado sua casinha com páginas de Veja”.
    Esta revista, fazendo coisas assim, não serve nem para ser usada como papel higiênico, em patentes de rodoviária de estrada.
    Que a primeira dama deve sair por cima! Com tanta corrupção rolando; com tanta gente mentindo; com tantos defendendo ladrões, a veja faz uma reportagem de bordel!
    Sinal dos tempos. Sinal da queda brutal da qualidade do jornalismo.
    Fallavena

    • Falou o sabe tudo que votou no Aécio Neves, apoiou o Temer e agora defendendo este governo de malucos.

      A Veja quando malhava outro partido o pessoal daqui adorava.

      Haja paciência.

    • Dr. Béja, não é à toa que o senhor é um pianista.
      O dedilhar pelo teclado do seu computador também produziu música, em forma de texto.

      Eu, pelo menos, ouvi assim.

      Parabéns pelo posicionamento.

    • Pera ai, auto lá, eu me manifestei sim, com todas as letras contra o uso de D.Marisa Letícia, achei grosseria e covardia, pois mesmo que a mesma tivesse viva, não foi ela que cometeu os erros do marido e do partido.
      E o queiroz tá na praia do espelho no sul da Bahia, não tenha pressa pergunte porque o aecim o alkimim o serra o la do sul não estão presos, o queiroz é pé de chinelo perto dos outro, e merece sim ser enjaulado desde que apurados os fatos, e percorridos os tramites legais, nada de justiçamento.

    • Jaco,

      Concordo contigo.
      Muitos comentaristas, incluindo a mim e o dr,Béja, CONTRA a dª Marisa jamais nos manifestamos, mas em seu favor!

      Basta pesquisares quando ela faleceu, os comentários que postamos isentando-a dos crimes de seu marido.

      Logo, parabéns pelo texto,
      “Contra D. Marisa os cavalheiros não manifestaram ojeriza.”

      Os legítimos cavalheiros jamais tomariam uma atitude contrário ao cavalheirismo, fato!

      A menos que esta tua frase está incompleta ou mal feita ou ambas as situações.

  6. 1. É ético e legal escrever biobrafias não autorizadas nos USA desde que o texto use informações verdadeiras.
    2. O Amendment I da Constituição dos Estados Unidos garante a liberdade de imprensa e religião.

    Fato 1 : Recentemente The New York Times publicou uma longa pesquisa sobre a vida financeira de Trump, presidente dos USA, em que afirma que seu alegado sucesso como homem de negócios é uma farsa. A pesquisa mostra que ele teve 1 bilhão de dolares em prejuizo na última década.

    Fato 2: O Congresso Americano apelou para corte federal para obter documentos sobre tansações fianceiras do Trump a fim de iniciar o que chamam de impeachment inquiry.

    PS: Não me consta que alguém tenha citado Lucas em favor de Trump. Nos States não há diferença entre o cidadão comum ou a primeira dama – todos são Povo (The People!)

  7. Parabéns Dr. Beja, por mais que a imprensa tenha o direito e o dever de informar, ela não pode jogar na lata do lixo a vida das pessoas querendo simplesmente aumentar sua circulação e sua venda. Não à toa essas publicações, revistas e jornais estão nos estertores, vendendo a alma para continuar existindo. As pessoas de boa fé, estão vendo, analisando e dando resposta a isso. Um grande abraço.

  8. ….”aos presidiários é assegurado o respeito à integridade física e moral, conforme consta no artigo 5º, nº XLIX da Constituição Federal, com muito mais“Garrafa Pet para fazer Xixi na grade da cela, Neocid para matar infestação de Chato e Piolho, muito menos Marmitex Azedo servido Frio, muito Mais Pastor Evangélico para rancá fora o capeta (e o dinheiro) do condenado…. Etcétera …

    Ora, faça-me o favor….
    O Castelo da Branca de Neve legítima e só uma fachada, cánario…
    Já essa que tá aí ganhou um Palácio de verdade e deu nisso que tá aí….
    Uma Abominação !

    Educação vem de berço, de casa, da família, essa que renega a família dela não tem educação nenhuma e, escancarar é do metiê que sustenta esses valores sociais espúrios que te afetam.

    ======================

    O MUNDO agora e assim, estamos todos no GRID.
    Não sei se a ABIN tem os recursos, mas aqui no UK, você sai para colocar o lixo fora de casa, o sensor no poste ja leu TODO o seu celular. Quer se esconder em casa?
    O oficial de Policia que chega conectado com a central fica sabendo pelo radio em que comodo você esta, que interruptor de luz acendeu, ha quantos segundos atrás, etc….
    Não foi por nada que distribuíram medidores de consumo de energia tipo Tablets para TODAS as residencias terem um desses “Smart Meter” que mostra na tela em tempo real “o seu Consumo de Eletricidade” VAI NESSA MANÉ…..

    Não quer que sua vida se torne publica? DEIXE DE SER UM SERVIDOR PUBLICO!!!!
    Presidente o cacete, esse cara e um FUNCIONARIO PUBLICO encarregado da presidência.

    • PS : não fazia ideia do que a Veja escreveu, acabo de ler agora.

      Que dizer dessa gente que vive nessas favelas sem a mínima perspectiva de melhora de vida?

      Conheço gente que vivia na periferia de Brasília e mudou para uma vida muito melhor que a da primeira dama, mas isso ‘eu’ considero privado para comentar.

      No caso da primeira dama figura publica que se tornou, era necessário, tendo em vista a posição em que se encontra, totalmente ligada aos que tem poder de atuação, haver esclarecimento ao publico de que diacho se faria a respeito das circunstâncias em que a avó foi encontrada largada numa maca, ás moscas.

      Nossa sociedade está moldada assim, para fazer rir (futebol, samba) e chorar (dramalhão, novela e política) …

      Embora eu não de a mínima para todo esse chororô efeminado do povo que gosta de sofrimento, cabe-nos, aos que não caem nessa ilusão esclarecer as coisas, as que realmente deveriam estas pessoas dar maior atenção.

      Fica aqui a máxima:
      “Cada um tem o que merece”.

  9. O ALTISSIMO SEJA LOUVADO sempre …

    Prezado Sr. Bejá … discordo de seu artigo ..acho que o Sr. está passando a mão na cabeça desta degenerada..quem descumpre um MANDAMENTO DO ALTISSIMO tem que segurar a barra pois com YA não se brinca. Ademais ela estaria passando por esse vexame público se desse a devida Honra que sua mãe merece? Eu creio que só tem direitos que anda direito . Vir agora com choro..e te ligando para lhe agradecer o artigo que tu escreveste ela teve a cara de pau de fazer , mas dá uma luz para sua mãe nada .
    Portanto meu prezado compatriota … cada um segure sua cruz , quem planta chuvas colhe tempestade. O que ela faz com sua mãe SOB a luz da palavra do ALTISSIMO é ABOMINAÇÃO e transgressora do mandamento numero 4..portanto não utilize uma parte das Escrituras só para consolar isso é ERRADO e má fé …AS SAGRADAS ESCRITURAS DEVEM SER APLICADAS PARA AS PESSOAS EM TODAS SUAS PASSAGENS ..Não dizem que esta degenerada é evangélica ? Então Ela está cometendo uma blasfemia contra o mandamento sagrado..” HONRA O TEU PÁI E TUA MÃE(…) “.
    Menos do que isso é achar que o ALTISSIMO deve se tratado como se fosse um…(melhor nem escrever…).

    O ALTISSIMO SEJA LOUVADO …sempre …

  10. Eu tinha plena certeza que o dr.Béja iria se manifestar sobre esta reportagem repudiável, condenável, que agride e ofende a mulher de Bolsonaro, pois o intuito da publicação foi também de atingir o governo.

    Admiro o nosso eminente advogado pela sua coerência, respeito pelo ser humano, e defendê-lo das injustiças que mais ainda o humilham e ferem a sua dignidade.

    Dito isso, e nesta mesma linha do articulista, pois também o dr.Béja serve de exemplo de como se deve ser com relação àquela pessoa que foi atacada pela mídia com propósitos sub-reptícios, ontem teci um comentário me solidarizando com a primeira-dama neste particular, logo, com a devida permissão do nosso incansável Editor, faço a sua transcrição:

    Francisco Bendl 17 de agosto de 2019, 09:15 at 09:15

    Independente de quem seja, discordo desse tipo de reportagem, explorando parentes para depreciar e constranger quem a imprensa elege para ser atingida.
    No mínimo, a ética foi posta de lado.

    Mas, diante do período que vive o Brasil, onde prevalece a imoralidade, a corrupção, a desonestidade, a falcatrua, a injustiça, uma notícia abordando a família da primeira-dama é até corriqueiro, ainda mais trazendo à tona problemas de ordem policial, como se as demais famílias brasileiras fossem modelo de comportamento!

    A campanha contra Bolsonaro é sórdida, rasteira, sem qualquer limite para desestabilizar o seu governo. Vale tudo!

    A bela Michelle quando no dia da posse do marido se comunicou com o povo através de sinais (Libras), conquistou o Brasil.
    Não só pela sua classe, beleza e simpatia, mas por resgatar a necessidade de nos preocuparmos mais com esse método de se dialogar com surdos e mudos.

    Bastou para que a mídia composta por mulheres feias, frustradas, mal amadas, se rebelassem contra a formosa mulher em rebaixá-la o quanto fosse possível e imaginável.

    Ora, nada melhor para ferir alguém quando se comenta sobre a sua família com palavras utilizadas para humilhá-la, mostrar ao país que aquela mulher que nos havia enternecido pertence à máfia brasiliense!

    Deplorável.

    A mídia nacional perdeu a sua dignidade há muito tempo.
    Desde que se comprometeu muito mais com a política, deixando de lado a sua razão de ser, a essência do jornalismo, que é informar e escrever verdades e não interpretações ou opiniões, a queda de credibilidade foi natural.
    Jornais e revistas vendem menos, audiências na TV despencaram, além de querer de qualquer maneira determinar para o país quem deve ou não nos governar.

    A mídia julga-se inatacável, inatingível, então pensa que pode exagerar, abandonar critérios éticos e morais, ignorar o sentido de suas reportagens, desde que sirvam para os objetivos traçados, de elogiar ou humilhar quem não aceitam no Planalto.

    No entanto, tal aversão a Bolsonaro não advém dos mesmos crimes que Lula praticou, como se o presidente estivesse dando sequência aos delitos petistas, não.
    O ódio irascível da imprensa tem como causa o corte nas verbas milionárias concedidas pelos governos anteriores, de modo que os veículos de comunicação e jornalistas comprados falassem bem da administração que os pagava regiamente!

    A fonte secou, mas jorrou uma campanha pérfida, solerte, sórdida, contra Bolsonaro e de quem dele está próximo.

    Antes, com o PT no poder, mesmo com as notícias do quanto dilapidava o Brasil, roubava, explorava e manipulava o povo, a mídia se mantinha quieta, calada, e surgiram jornalistas conhecidos nacionalmente criando blogs em defesa de Lula, apoiando Lula, dizendo que Lula era inocente.
    Aliás, quando aquele energúmeno petista chamado Sibá Machado, veio a público dizer que os roubos na Petrobrás eram causados pela CIA, ao me lembrar desta declaração desato-me a rir compulsivamente.
    Não há nenhum agente da CIA preso, porém Lula, ladrão e genocida!

    A Michelle tem o meu apreço, a minha solidariedade, o meu apoio.
    E lhe envio o meu abraço de marido, pai e avô, dizendo-lhe que desconsidere as agressões, as alusões publicadas com segundas intenções.

    Ergue a cabeça, menina, e mostra a tua correção de comportamento, que não te deixaste influenciar pelos pecados de gente próxima a ti, e que não podem ser também crucificados justamente por aqueles que têm mais erros e falhas que os delitos que algumas pessoas da tua família cometeram!

    Caríssimo, forte e fraterno abraço.
    Saúde e vida longa.

  11. Pai Dinah Sucupirano. Agora a revista veja quebra e fechar as portas.

    Quando batia e estracalhava Lula, Dilma e o PT era o veículo de maior credibilidade. E mesma gente que hora esculhamba a veja quando vinha para mim falando mal do Mula e do PT já validação suas opiniões com a seguinte sentença: “-E verdade! Saiu na veja!” Mas não é que agora a veja resolveu mentir. Para desencanto da cozinhada reacionária. Caráter e dignidade realmente não é para qualquer um…

  12. Liga não Michelle…
    Você é muuuuito especial!!!!
    Tenha certeza disso.
    Quem não tiver alguém na família que tropeçou. …. atire a primeira pedra.
    Que Deus te fortaleça ainda mais.
    Levante a cabeça. .. precisamos de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *