Carta aberta à minha amiga Lu

Sandra Starling

Cara Lu,

na brincadeira que fiz com você às vésperas da eleição, combinei de votar em Aécio, desde que você votasse em Marina, dependendo de quem fosse para o segundo turno.

Escrevo-lhe hoje para avisar que não vou cumprir o prometido. Vou valer-me do direito de não votar (já tenho idade para tanto) porque não sei mentir para mim mesma.

Dilma não pratica o que eu pensei que o PT fosse fazer sendo governo. Aliás, para ser muito franca, nem Lula praticou: uma a uma, as bandeiras que fizeram do partido o orgulho do país foram ficando pelo caminho, jogadas aqui e ali, no afã de ganhar eleições. Até com Collor e Maluf o PT se alinhou, imagine você. Cooptou os trabalhadores – hoje, por exemplo, a antiga proposta de acabar com a contribuição sindical não apenas continua vigente, como 10% do arrecadado (Lei 11.648/2008) vai para os cofres das centrais sindicais. Negócio da China: não é à toa que muitas greves – como a dos metroviários em São Paulo no primeiro semestre – não terminam com os acordos feitos pela direção sindical. Grande parte da categoria não segue suas lideranças…

E OS SALÁRIOS?

Melhoraram os salários? Depende da faixa em que você se situa, porque não houve diminuição da desigualdade no país. Os muito ricos foram preservados, e houve, isso sim, uma distribuição no interior da própria massa salarial. A pobreza absoluta diminuiu, mas não acabou de todo. Como declarou dia desses um jornalista: é claro que a vida de quem carregava lata d’água na cabeça mudou demais, porque já chega água encanada ao seu casebre. E isso faz diferença, sim, senhora! Porém, quem tem esse benefício não consegue nem imaginar quanto foi parar no bolso dos “campeões nacionais” escolhidos a dedo pelo BNDES. “Ninguém come PIB”, afirmou a professora Maria da Conceição Tavares, mas ela também reconheceu a existência agora da “(des)utopia”. Triste Brasil.

Na conversa de Aécio, também não vou embarcar: aliás, ele consegue ser límpido e cristalino em se assumir um lídimo representante do choque de gestão e de toda sorte de desrespeito aos direitos dos trabalhadores. Com FHC, não se esqueça, começou de novo no país a utilização da polícia para resolver as questões sociais. Aliás, de uma forma bastante sutil: multando os sindicatos quando exerciam seus legítimos direitos de reivindicação… E para enfrentar a crise dos bancos, nada como um bom Proer – que a bancada do PT no Congresso Nacional, naquele tempo, não se cansou de denunciar.

FIM DA REELEIÇÃO

Agora, quero ver como Aécio vai se posicionar em relação ao fim da reeleição – prometida quando seus índices de votação eram pífios.

Confesso, afinal, minha querida amiga, que não votei feliz em Marina: a não ser pela cor da pele, ela pouco se parecia com a imensa maioria do povo brasileiro. Dos males, pareceu-me o menor. Agora, ficarei em casa no dia 26 de outubro. Quero, de cabeça erguida, poder continuar a mirar meus netos e, olhos nos olhos, poder dizer-lhes: dias melhores virão. (transcrito de O Tempo)

11 thoughts on “Carta aberta à minha amiga Lu

  1. São todos patifes, querem é poder.

    Já se ouve nas esquinas do Brasil, que o Aécio, diga-se a cúpula do Psdb, apoiam o fim da reeleição só lá para o ano 2022.
    Por que será, tchan, tchan, tchan….

    Quer acertar ganha um passagem de ida e volta para marte.

  2. Uma professora dizer que ninguém come pib?
    Quanto maior o pib da granja, significa que mais pib`ovos e pibfrangos estão sendo produzidos. Mas, se até a presidentA é avessa ao pib, ferrou!

  3. Sandra: Sou mineiro que nem você e de BH , já votei em você na certeza de que estava votando bem. Na época voce era do PT e eu tambem. Hoje não mais, por motivos obvios. Gosto muito de suas opiniões embora você seja cruzeirense (grave defeito na minha opinião ). Acho que Aécio chegando ao poder, levará consigo o mais bem preparado gestor deste país: Antonio Anastasia. Por isto votarei certo que estarei cumprindo com o meu dever cívico.
    Volte para Minas. Quero de novo votar em você.Um abraço e um queijo.

  4. A jornalista vai se juntar aos 39 milhões de brasileiros que se omitiram no primeiro turno da eleição; mas se atreve como sempre, palpitar e julgar por antecipação quem está batalhando para encarar a herança maldita que o PT já produziu nesses 12 anos de incompetência.
    Todo esse trololó para sua Lu, antecipando sua abstenção no 2º turno, fica flagrado com a aparente comparação que não leva a lugar nenhum – a de não considerar a atual campanha do PT para o 2º turno – entre o “poste” Dilma Roussef, e o preparado candidato do PSB, senador da República, e ex-governador de Minas Gerais, com 92 % de aprovação dos mineiros.
    Ela procura tornar invisível o candidato senhor Aécio Neves, na comparação com Fernando Henrique Cardoso, como se ele fosse um doente político e, por causa disso, ao se abster de votar, ela adquire o pode de mirar, como disse, de cabeça erguida os seus netos…
    Sei não…
    Com todo respeito, há muito tempo não lia algo tão ridículo…
    Poderá haver controvérsias, é claro. Mas, esta é a minha opinião.

  5. Perfeito, Sandra, perfeito: sabedoria e desencanto soprando de cada sílaba, de cada entonação. A expressão ” Triste Brasil”, a rigor, uso-a com frequência, e a usarei ainda mais, a partir de Janeiro, independente do resultado das urnas. Ambos, sem dúvida, medíocres, indignos da estatura do Brasil. O candidato do psdb, sabemos bem, irá causar remorsos em muita gente_ vide o ex-presidente dos uísques Logan. Os de fora de MG nem imaginam o que os espera: choque de gestão significa demissão em massa, pra início de conversa. Reeleição: a ” eminência parda” do psdb não deixará que a removam, enquanto estiver vivo_ e olha que os planos dessa eminência devem ser longos, independentes dos oitenta e tantos anos. Aliás, como ele está quietinho, não? Como esse psdb é esperto…
    Do outro lado, pra que não digam que não falei das flores, dona Carranca vai ter problemas, muitos mesmo, pra ser sincero. Não sabe falar, vai ser um fiasco_não tanto pelo conteúdo do contendor, mas pela artificialidade treinada deste. A mesma que chama de ” leviandade” quem ousa tocar no assunto ” aeroporto”. Incrível.
    Mas como eu dizia, o PT está com tantos problemas, que mais parece uma aranha enrolada nas próprias teias_ da corrupção, da mentira, da soberba e, também, do desespero. Não poderia ser pior o cenário para o futuro_ não do psdb ou do pt, mas do Brasil. Do triste Brasil.
    Pra terminar: se o pt realmente for derrotado_ e, insisto, o jogo NÃO está decidido, ainda_não há motivo para se perder a cabeça: da mesma forma que o péssimo governo tucano levou Lulla ao poder, o péssimo governo petista está ressuscitando esses tucanos falidos. Daqui a quatro anos, quando o Brasil entender o que Minas já entende, o orgânico PT voltará à cena_ apenas, claro, para preparar, de novo, mais um governo do psdb.
    Concluindo: círculo vicioso no qual o Brasil SEMPRE anda pra trás.

    Saudações,

    Carlos Cazé.

  6. Preada Sandra,

    Omitindo-se a senhora está ajudando o PT a manter-se no poder.

    Como sabemos, petismo é sempre petismo, uma religião, o petista não deixa de ser petista nunca, mesmo afirmando que não é mais petista, mas suas atitudes atestam que continua petista e atrelado a velhas, anacrônicas e ultrapassadas ideologias e capaz de usar quaisquer artimanhas, mesmo as mais mentirosas, aéticas e antiéticas para manter-se no poder e tentar implantar suas ideias, senão vejamos:
    – “não sabia de nada”
    – dossier contra D. Rute Cardoso
    – dossier dos “aloprados”
    – mensalão
    – petrolão
    – maquiagem da contabilidade de governo (contabilidade criativa)
    – manipulação das estatísticas governamentais
    – e uma lista interminável, que todos sabemos, mesmo os fingem não saber, e tornaria esta lista infinita, estafante e maçante!!!!

    Siga então sua religião omitindo-se e fingindo indignação, o que é próprio dos petistas, principalmente os de primeira hora.

  7. É possível acreditar em homem perfeito ou mulher perfeita para a presidência de qualquer país? Certamente não. Todavia – acredito que Aécio vencerá – e, se ele tiver juízo, proporá a extinção com a reeleição em todos os níveis, possibilitará aos ocupantes de cargos legislativos apenas uma reeleição e, para culminar com este meu sonho ou pesadelo, impedirá através da lei que ex-presidentes voltem a se candidatar a qualquer cargo no executivo ou no legislativo. E, aí, o Lula e outros “iriam pro brejo”. Seria uma revolução a que nossos congressistas não aderirão. Mas é bom sonhar.

  8. Então, sra. Sandra, abstenha-se de dar palpites em qualquer um dos candidatos que porventura vier a ganhar. Quem não vota, não tem o direito de reclamar de nada!
    Acho muito antiético uma jornalista incentivar votos nulos ou brancos. Guarde p/ si mesma a sua opção!

  9. A propósito, ontem mesmo estava conversando com uma “professora” de uma Universidade Federal sobre os últimos acontecimentos na política.

    Candidatos sendo citados, até quando foi citado o nome de Marina. A reação da dita professora me deixou estarrecido.
    Ao invés de discordar das suas posições políticas, a mesma lascou uns comentários que me fez quase cair da cadeira.

    Disse a suplicante, Deus me livre votar naquela, e mandou adjetivos, os quais evito aqui citar, numa demonstração de preconceito sem precedente.

    Fiquei sem ação e sem esperança. Se uma dita professora, se manisfesta com tamanha estupidez, imaginem……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *