Cartazes de petistas “procurados” fazem sucesso em São Paulo

Francisco Bendl

Demorou, é verdade. Mas a ficha caiu inteirinha para os brasileiros que não suportam mais o PT, o Lula, a Dilma e a corriola encastelada no Palácio do Planalto. Tanto é que em São Paulo e outras cidades do interior já aparecem colados em postes e paredes cartazes com o título “Procurado” ou “Procurada”, estampadas as fotos de Lula, Dilma e os deputados petistas Vicentinho e Sibá Machado, entre outros, segundo noticia o site do Estadão. O sucesso é total e a iniciativa vai se espalhar pelo país.

Os cartazes são feitos aos moldes dos usados nos EUA na época da ocupação do velho Oeste. Com programação visual que lembra papel antigo, Dilma e Lula são retratados como culpados pelo “roubo” de direitos trabalhistas e outras rapinagens que vieram à tona na Operação Lava Jato.

Cálculos por baixo, indicam que apenas na Petrobras a corrupção fez evaporar da estatal algo em torno de R$ 6 bilhões, cifra que pode ir mais além. Isto sem contar os rombos e roubos no BNDES, Caixa Econômica Federal, estatais, fundos de pensão, Carf da Receita, Sistema S (Sesc, Senai, Sest etc). É roubalheira como nunca antes se viu na história deste país.

27 thoughts on “Cartazes de petistas “procurados” fazem sucesso em São Paulo

  1. Bom dia Bendl.
    Posso dizer que conheco essas figuras , menos a Dilma , de perto. Como o sistema de ‘comunicacao ‘ petista nao esta encontrando mais saida , o Lula hoje e fundamentalmente uma pessoa dividida em duas.
    A primeira tenta desesperadamente livrar a sua cara e para isso ainda precisa do poder que a Dilma tem.
    A segunda tenta fazer com que o PT nao acabe. Pesquisas internas imdicam que o PT perdera ( em PIB ) cerca de 70% de suas prefeituras. Diante disso o Lulla esta pregando a ‘humildade’ e tentando fazer aliancas com qualquer um e so ser cabeca de chapa onde a eleicao de um petista seja praticamente certa.
    Como vemos duas missoes quase impossiveis….

    • Virgílio,
      A verdade é que o PT vai lutar e muito para não o poder central e de alguns Estados onde governa.
      Resta saber se terá preparo físico para tão árduas disputas para chegar ao fim dos combates.
      A esperança é que o cansaço de tantas explicações sobre corrupção, desonestidade, incompetência, aparelhamento do Estado, alianças espúrias … o PT caia nocauteado.
      Grato pelo comentário.
      Um abraço.

  2. Segundo o companheiro Mujica, Lula lhe confidenciou que o mensalão era ‘a única forma de governar o Brasil’

    O ex-presidente bonzinho do Uruguai, José Mujica, contou que o ex-presidente bonzinho do Brasil, Lula da Silva, se sentiu culpado pelo mensalão. Está registrado e agora publicado em livro: segundo o companheiro Mujica, Lula lhe confidenciou que o mensalão era “a única forma de governar o Brasil”. Que ninguém tome isso ao pé da letra. Não é que o mensalão seja a única forma possível de governar. Tem também o petrolão e seus derivados. Ou seja: a única forma de governar o Brasil é roubar os brasileiros, enriquecer o partido e comprar a vida eterna no poder.

    Esse golpe está sendo dado há 12 anos, e há dez o Brasil brinca de se perguntar se Lula sabia. Eis a resposta entregue de bandeja pelo amigo de fé, irmão camarada Mujica: Lula sabia que a única forma de ficar no poder com um grupo político feito de pessoas medíocres, despreparadas, hipócritas e desesperadas por cargos e verbas era se fingir de coitado, chorar e parasitar o Estado brasileiro com todas as suas forças.

    O império do oprimido ofereceu ao país incontáveis chances de perceber a sua única forma de governar. Escândalos obscenos foram montados dentro do Palácio do Planalto, envolvendo os principais personagens do Estado-Maior petista. Hoje o Brasil é governado por uma marionete desse sistema único de governo (SUG), uma presidente solidária ao seu tesoureiro preso, acusado de injetar em sua campanha eleitoral dinheiro roubado da Petrobras. Uma presidente que exalta como heróis os mensaleiros julgados e condenados. E que presidiu o conselho de administração da maior estatal brasileira enquanto ela era depenada por prepostos do seu partido.

    Foi necessária a confissão de um companheiro uruguaio para desvelar o óbvio: eles sabiam de tudo. Tudo mesmo.

    Essa forma única de governar o Brasil só tem uns probleminhas: a economia acaba de registrar sua maior retração em 20 anos, na contramão dos emergentes e do mundo; a inflação avacalhou a meta e taca fogo na antessala da recessão; o desemprego voltou às manchetes, apesar das tentativas criminosas de esconder seus índices durante a eleição; a perda do grau de investimento do país está por uma unha de Levy, após anos de contabilidade criativa, pedaladas fiscais e outras orgias progressistas para esconder a gastança —a única forma de governar.

    Com inabalável firmeza de propósitos, o PT chegou lá: tornou-se o cupim do Estado brasileiro. Hoje é difícil encontrar um cômodo da administração pública que não esteja tomado pelo exército voraz, que substitui gestão por ingestão. O Brasil quer esperar mais quatro anos para ver o que sobra da mobília.

    Mujica disse que Lula não é corrupto como Collor. Tem razão. O Esquema PC era um careca de bigode que batia na porta de empresários em nome do chefe para tomar-lhes umas gorjetas. O mensalão e o petrolão foram dutos construídos entre as maiores estatais do país e o partido governante. Realmente, não tem comparação.

    Os cupins vão devorando o que podem — inclusive informação comprometedora. As gravações da negociata de Pasadena, presidida por Dilma Rousseff, sumiram. Normal. Dilma, ela mesma, também sumiu. Veio o Dia do Trabalho, e a grande líder do Partido dos Trabalhadores não apareceu na TV — logo ela, que convocava cadeia obrigatória de rádio e TV até em Dia das Mães. Pouco depois, veio o programa eleitoral do PT e, novamente, a filiada mais poderosa do partido não foi vista na tela.

    Quem apareceu foi Lula, o amigo culpado de Mujica, vociferando contra os inimigos dos trabalhadores, as elites, enfim, toda essa gente que não compreende a única forma de governar o Brasil. E os brasileiros bateram panela em todo o território nacional — o que algum teórico progressista ainda há de explicar como uma saudação efusiva ao filho do Brasil adotado pela Odebrecht.

    O ministro da Secretaria de Comunicação disse que é um erro vincular Lula e Dilma ao PT. Já o PT tenta parecer desvinculado do governo Dilma. Pelo menos isso: eles sabiam de tudo, mas não têm nada a ver uns com os outros.

    Em meio aos panelaços, foi possível ouvir o balanço da Petrobras contabilizando 6,2 bilhões de reais de corrupção. Ou seja: as informações da Operação Lava-Jato, que apontam o PT e a própria presidente da República como beneficiários do petrolão, foram oficializadas no balanço auditado da maior empresa brasileira. Pena Lula não ter conversado sobre isso com Mujica. Os brasileiros vão ter que perceber sozinhos: esta só continuará sendo a única forma de governar o Brasil se o Brasil não cumprir o seu dever de enxotar um governo irremediavelmente delinquente.

  3. Só sendo direcionado a atacar um único partido pois pelas minhas contas 54 votos não aprovam nada e os outros partidos o porque de não citá-lós ? Criticar só o combalido pt dá visibilidade aos que o criticam ?E na certa ficam achando-se os sábios quem tem um pouco de inteligência ver a campanha contra o governo.

    • Leite,
      Quem está no poder?
      Quem tem sido causa de escândalos e desvios de verbas?
      Quem é o responsável pela queda vertiginosa no valor de mercado da nossa maior estatal, a Petrobrás?
      Quem deixou a inflação atingir os patamares atuais?
      Quem é o causador da queda na produção industrial e vendas no comércio?
      Quem é o artífice do desemprego, que avança a cada dia?
      Quem …?
      Quem …?
      O PT!
      Comentar sobre os demais partidos satélites, por favor, tá de brincadeira, né Deusdedith?!

  4. Filosofando … pergunto … se a vida é Plural como pode haver uma única forma de governar? Neste sentido sugiro à CUT trocar o nome para CPT – Central Plural dos Trabalhadores … e também à FUP = de Federação Única dos Petroleiros para FPP – Federação Plural dos Petroleiros …

    • Rocha, meu caro,
      A lamentar que esses sindicatos representam o clássico peleguismo do passado.
      Grato pela participação.
      Um abraço.

  5. Na época do PSDB de FHC foi R$ 200 mil para os parlamentares, o PT de Lula e Dilma aprendeu até demais, fez falcatruas em todas as empresas estatais e agora, por troca de apoio no congresso está oferecendo cargos no 2º escalão, sabe-se lá o que vai acontecer, pobre povo brasileiro, foi traído e o erário público foi tungado descaradamente, o pior é que ninguém ficará em cana e o prêmio é ficar rico as custas do erário público.

    • Esta é a grande preocupação minha e de milhões de outros brasileiros, prezado Roberto.
      Tenho muito receio que, ao chegar a vez do julgamento dos parlamentares no Supremo – os que foram acusados de envolvimento no roubo da Petrobrás -, os ministros entendam diferente, e os inocentam pelos crimes cometidos!
      O mensalão é a prova incontestável que temos porque nos preocupar.
      Obrigado pelo comentário.

  6. “Os cartazes são feitos aos moldes dos usados nos EUA na época da ocupação do velho Oeste.”
    Quem banca e operacionaliza?
    Os corruptos do PT, que não são poucos, não são os únicos nessa brincadeira.
    Que venha a Primavera.

    • Quem banca?
      Fizemos uma licitação e com as propinas confeccionamos os cartazes.
      Valha-me Deus. A petralhada está tão acostumada com propina que para eles as coisas só existem se tiver corrupção.
      O custo disso é uma impressora e papel sulfite. O software (foto com dizeres e amarelada) alguém fez e está repassando.
      Vergonha alheia, você.

  7. O pt é insuportável mesmo, Sr. Belndl.
    O marketing parou de fazer efeito. Quando o paciente está em falência a gente aplica drogas e estas funcionam, depois começa a tolerância, aí a gente aumenta a dose, mas chega a hora que não dar mais… O pt é um corpo já sem vida. O marketing parou de fazer efeito, e pelo contrário tem é piorado mais e mais a situação, pois a cada propaganda mais panelaços tilintam Brasil a dentro…
    O pt entrou no poder apoiado pela opinião pública, pela classe média, pelos trabalhadores. Os miseráveis que já recebiam o bolsa escola e vale gás na época tinham era medo do pt. Isso mesmo: não foram os pobres que levaram o pt ao poder não. Os pobres têm dificultado sua saída do poder, mas a entrada foi foi dificultada pelos ultrapobres.
    Quem levou-o foi a classe média. Os pobres e bilionários tinham era medo. Mas aí chegado no poder o pt traiu a classe média e pulou pro lado dos miseráveis, comprando-os facilmente. E depois abriu as portas pros bancos. Eu não tenho nada contra os bancos. Pra mim, eles são importantes e necessários. Eu não desejo nada de mal aos pobres de tudo, aliás a pobreza é a regra da humanidade, todo mundo nasce é nu e quando se morre ninguém leva nada a não ser terras nos olhos… Mas o pt viu nos bancos uma porta de segurança jurídica e midiática, ao mesmo tempo que viu na pobreza extrema o seu curral eleitoral. Nisso, criou bolsas presses dois conjuntos: ampliou os bolsas escola e vale gás, batizando-os de outro nome, e também o bolsa empresário. E mandou a conta de tudo pra classe média pagar, a mesma classe média que cada vez mais tem vivido aperreada.
    O pt é uma quadrilha ávida por poder. Seus militantes são uns cães adestrados; seus ideólogos não passam de prostitutas; na verdade, tenho mais respeito e consideração por uma quenga que por um teórico petista.
    Mas ainda bem que ao que parece a minha sensação é comum cada vez a mais pessoas. Isso deixa-me até mais tranquilo de que não estou sendo simplesmente um preconceituoso.

  8. Pena que não se aproveita uma oportunidade como esta para se discutir um novo Contrato Social.

    Em 1984 a carga tributária correspondia à 20% do PIB.

    Veio a volta dos civis ao Poder em 1985 e as crises continuaram, sendo, como sempre, o aumento de impostos e a diminuição da renda dos trabalhadores, seja a renda do momento, ou a futura, a única forma encontrada pelos DOUTORES em economia, contratados pelos governantes de plantão, para resolver os problemas criados pela incompetência aliada à corrupção, das pessoas guindadas ao Poder por um sistema político vencido, podre.

    Em 2015, a carga tributária deve alcançar 40% do PIB. Em 2 anos, provavelmente, equilibram as contas públicas novamente. Até lá, milhares de empresas privadas terão fechado as portas e milhões de brasileiros da iniciativa privada terão perdido o emprego.

    E o que, a bem da verdade, será mudado com todo este custo social ? Unicamente a troca de quadrilha, com a nova continuando à nos explorar como o fazem desde 1.889, e a colocação de novos cartazes de PROCURA-SE.

    À quanto terá que chegar a carga dos tributos sobre o PIB, com um retorno cada vez menor, e o comprometimentos do nosso futuro como trabalhadores e cidadãos, para que as pessoas que se consideram esclarecidas, enfrentem este crucial problema, não esperando mais pelos ladrões travestidos de políticos ?

    • Meu caro Fuchs,
      Não serão através de meios democráticos, infelizmente, que teremos as mudanças necessárias na política tributária brasileira, pois ela envolve não apenas a questão dos impostos em si, mas os custos absurdos de um Legislativo tomado de regalias, de salários nababescos, indenizações pessoais, de seus gabinetes, assessores em demasia, funcionários no Congresso, Assembleias e Câmaras Municipais, que não têm cadeiras e mesas suficientes para acomodar a quantidade de pessoal sustentado pelo trabalhador explorado sádica e criminosamente!
      O tal custo Brasil impede as reformas necessárias neste sentido, de aliviar esta injusta e pesada carga que suportamos por culpa de corruptos, inúteis e incompetentes, e de um Executivo que atua no mesmo padrão de ladroagem e traição ao povo e País!
      Um abraço, meu caro amigo.

  9. Prezado Francisco Menezes,
    Os males do PT, praticados ao longo de treze anos que está no poder são tantos, que nos autorizam mesmo a ser radicais em nossos conceitos sobre este partido, seus filiados, seguidores e simpatizantes.
    No entanto, os petistas ainda possuem uma força popular que não se pode desprezar, basta que olhemos alguns Facebook para se chegar a esta conclusão.
    O ódio que eles sentem por aqueles que criticam a presidente Dilma é preocupante. Neste último panelaço, muitos escreveram que as manifestações eram de pessoas brancas(?!), mal agradecidas e ricas. Ninguém me disse, eu li.
    Evidente que neles contam com o pobre como massa de manobra, na eventualidade de a presidente ser impedida de governar ou, caso chegar ao fim do seu mandato, perder as eleições pois, democrata, o PT não é de jeito nenhum!
    Considerando as fortunas que foram desviadas para bolsos de petistas e aliados, extraídas do erário público e empresas estatais, contratos com empreiteiras, relações com doleiros, tráfico de influência, fundo partidário, corrupção e desonestidade sem controle porque instituídas pelo Executivo e Legislativo, evidencia-se neste momento de crise econômica e social, que estamos falidos, que os tais arranjos fiscais são meras cortinas de fumaça para esconder o tamanho do rombo no Brasil!
    E eles continuam neste procedimento altamente de traição ao povo e País, haja vista os “negócios” estabelecidos com os parlamentares – na verdade, ladrões – por ocasião da necessidade de o governo contar com votos necessários à aprovação dessas medidas, conduta tão descarada que o próprio vice-presidente Temer confessou existir em entrevista à imprensa nacional dias atrás, que atenderá imediatamente as “reivindicações” dos que apoiaram o governo naquela ocasião, isto é, distribuição de cargos, ministérios, secretarias, diretorias, participação em conselhos das estatais, inclusão no serviço público sem concurso … um espetáculo deplorável de desmandos e descalabros!
    Mas tem muita gente que não dá importância para esses crimes, e considera o PT um partido que melhorou as condições da população, surpreendentemente.
    Curioso, que não sabem aritmética, as quatro operações básicas, pois se houve avanços sociais e milhões ascenderam para degraus mais elevados de classes, por que razão outros milhões, mais de quarenta (!), recebem o Bolsa família?
    Por que o endividamento do povo atualmente?
    Por que o desemprego?
    Por que a inflação?
    Por que os cofres estão raspados?
    Por que não desenvolvemos nada nas duas administrações da presidente Dilma?
    Por que só lemos a respeito de golpes, crimes, investigações, roubos, desvios de verbas … então o PT é perseguido injustamente ou demonstra inquestionavelmente que o objetivo sempre foi assaltar o Brasil, tomar o poder e dele não ser afastado de forma alguma?
    Enfim, Menezes, a situação brasileira é a mais grave da História, infinitamente pior que as vésperas da queda de Jango, pois sequer aquele governo chegava perto da imoralidade e falta de ética que sempre caracterizou o PT, desde que conquistou o poder central.
    A indignação e revolta que hoje assalta o trabalhador, diz respeito à alta carga tributária que lhe colocaram no lombo, e constatar que os trilhões arrecadados vão para os partidos, os políticos aliados e para os petistas, na sua maior parte, enquanto que o povo ainda se vê em dificuldades e sérias com a segurança, educação e saúde, sendo desnecessário eu comentar sobre infraestrutura, água encanada, esgotos …
    Treze anos de degradação completa, de exemplos os mais abomináveis, de decadência total e plena do Legislativo e Executivo.
    Um abraço, Menezes.

    • SR. BENDL,
      O senhor sabe as respostas aos seus questionamentos.
      O bolsa família existe por que a pobreza continua endêmica como sempre. As turbas, como diziam os romanos, sempre existiram e vão existir. A pobreza imensa sempre é usada para o bem do governantes e o mal das nações.
      Governo nenhum nunca teve medo dos homens de bem; mas todo governo sempre teve medo das turbas, do povão pobre, da massa… É uma massa de manobra mesmo, por isso que ao mesmo tempo em que leva e sustenta o poder de quem quer que seja, essas turbas podem ser direcionadas numa direção perigosa. Daí o medo que causam… O pt sabe muito bem disso. O pt pode tirar o fgts de um cidadão assalariado, mas jamais se arriscaria fazer um corte no café das turbas; o pt pode aumentar o imposto do comerciante mas jamais mexeria no vale café do pobretão… E nem governo nenhum. O problema do pt é que ele é mais cara de pau. Isso é o que me dá náuseas. O povo, Sr. BENDL, as turbas, ao contrário do que dizem, não têm nada de bonito; as turbas unidas simbolizam o que há de mais animal no homem. Por isso assusta mesmo os homens de bem. E quando se tem gente com má intenção no controle das turbas isso é extremamente assustador.
      Os militares se sustentaram 20 anos, mas não foi por causa das armas, dos castigos nem da economia boa não; os militares se sustentaram no povão; o governo Collor quando entrou em crise apelou pro povão, pras turbas, dando-lhes cestões etc. FHC fez a mesma coisa. E o pt foi maestro.
      Qualquer governo sério que queira fazer crescer seu país e instaurar um sistema político justo tem que antes de tudo se livrar aos poucos das turbas, tirando os meios pelas quais elas se desenvolvem: isto é, investindo no ser humano, qualificando-o, educando-o de verdade, formando GENTE!
      Quando um governo quer só o poder, porém, o que se ver é o alinhamento deste governo com o povão, o populismo de galinheiro (Getúlio, aquele rato, foi um papa nisso!). O pt desde cedo mostrou sua intenção neste sentido.
      Inflação, desemprego e cofres públicos raspados têm os três um ponto de encontro: a incompetência! Da incompetência vem a insegurança, da insegurança vem a necessidade de encher a cabaça e o bucho de água até ter certeza de que pode secar a chuva, e isso por si só já é roubo propriamente dito. Uma coisa leva a outra.
      Nada novo: os petistas e sua esquerda como um todo sempre têm reunido no seu time aqueles sujeitos fracassados em tudo que tentaram: o médico entediado, o professor que detesta ensinar, o ativista vagabundo, o sindicalista preguiçoso, o artista de quem os holofotes fugiram etc.
      O pt demonstra que seu objetivo foi sempre o poder pelo poder, o dinheiro fácil, a corrupção, tudo que não presta, entendeu?

  10. Menezes,
    Tenho registros neste espaço democrático há mais de três anos, que comprovam a minha teimosia quanto ser a educação o nó górdio a ser desatado pelos governos, que se negam peremptoriamente a melhorar o Ensino Público.
    Os profissionais liberais de hoje, egressos das Universidades, não possuem base adequada, e se mostram fracos em suas especializações, necessitando de cursos extras para preenchimento de currículos q

  11. Perdão, mais uma vez, pela minha falha acima.
    Continuo:

    … de currículos que satisfaçam os empregadores ou a instalação de consultórios ou escritórios independentes, que atendam a clientela e suas exigências, caso contrário, se veem obrigados a trabalhar em setores diferentes das faculdades cursadas.
    E, simplesmente, a razão dessa deficiência reside nos deficientes e fracos Ensinos Fundamental e Médio.
    Ora, não há construção que resista sem alicerce forte, profundo, bem calculado a respeito do peso que terá de suportar.
    Por que a permanente crítica da população quanto ao abandono do básico aos alunos?
    Por que não existem mais a quantidade de disciplina do passado, que eu cheguei a estudar Inglês, Francês e Latim, ao mesmo tempo, incluindo Desenho, Caligrafia, OSPB, História do Brasil e História Geral, e demais matérias conhecidas, apesar de a disciplina Português era desmembrada em Literatura e Linguagem, afora Filosofia, e em pleno Primário, com cinco anos de curso, e depois o Ginásio, quatro, havendo opção depois entre o Clássico, para quem desejaria Ciências Humanas na faculdade e, o Científico, para alunos que cursariam Engenharia, Medicina, matemática …
    E, para as meninas, no mesmo nível do Clássico e Científico, o Curso Normal, para quem seria professora.
    A carga horária era maior e, o professor, sinônimo de autoridade.
    O que temos hoje?
    Alunos batendo nos mestres, pais de alunos agredindo os professores e, atuais governos, jogando bombas e usando balas de borracha na categoria, que clama por reajustes negados por falta de “recursos”, obviamente causados pelos roubos, corrupção e desonestidade desses maus elementos, eleitos à base de promessas que jamais cumprem.
    Então, desgraçadamente, a discussão necessária se dissipa, e entra em seu lugar a droga, que, no entendimento de pessoas mal intencionadas e dependentes, claro, o tema é mais importante que a Educação.
    Resultado:
    Índices injustificáveis de analfabetismo, mais que 13% da população e, de analfabetos funcionais, um percentual que ultrapassa 62%!
    Não há como desenvolver um país e possibilitar progresso individual e coletivo ao povo desta forma.
    Um abraço, Menezes.

    • O senhor foi no varejo, do jeito que eu gosto.
      Claro, quando falo melhorar ensino é trazer de volta os métodos de ensino do seu tempo, Sr. Bendl. É exatamente isto: conteúdo.
      Conteúdo forma GENTE, gente forma uma nação, uma nação forma um estado. Já sem conteúdo não formamos gente, sem gente não temos nação, sem nação não temos nada. Sem nação o Estado fica fraco e Estado fraco não protege ninguém, pelo contrário; Estado fraco usa do apoio dos outros para existir.
      É mera coincidência com o que temos visto por aqui?
      Ora, o aluno vai pra escola é pra aprender mesmo as ciências, frutos do entendimento humano. Essas ciências foram construídas ao longo de toda a História da humanidade, tudo na base de esforço e sacrifício. Se foram construídos com sacrifício os conhecimentos, sem dúvidas é preciso um determinado esforço para absorvê-lo, sugá-lo; aprender não é coisa de desejar e pronto; aprender exige esforço e dedicação. Ninguém aprende álgebra com cinco minutos de leitura malfeita. É preciso esforço.
      O problema é que esforço é uma palavra que lembra outra, trabalho, e esta é um terror para a maioria absoluta das pessoas que têm governado este país.
      Não é nem à toa que ao longo dos últimos anos, a cada ano as matérias diminuem os assuntos, mesmo que o tempo de permanência dos alunos nas salas de aula tenha aumentado. Muitas matérias sumiram do currículo. Por exemplo, física, química e biologia eles juntaram tudo dentro de um mesmo saco chamado ciências da natureza, um pacote perfeito pra preguiçoso.
      Falam que o problema da educação é o dinheiro pouco. Acho que nunca tivemos tanto dinheiro pra educação. Mas estamos pagando pras escolas não ensinarem nada; estamos gastando para que os alunos cada vez mais aprendam menos.

    • Jonas,
      Mas não é proibido fazer o mesmo com políticos de outros partidos.
      Da mesma forma que o pessoal foi criativo contra o PT, que os petistas imitem a iniciativa e confeccionem até mesmo outdoor sobre a oposição, simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *