Cartórios não deviam produzir milionários

Desde os tempos do Diário de Notícias, defendia: os cartórios deviam pertencer aos governos estaduais e municipais. Minha justificativa: os governos criam obrigações para o cidadão, e o produto dessa exigência vai para particulares, que enriquecem sem trabalhar.

Agora descobrem que “quase 8 mil desses cartórios estão irregulares”. São todos, deviam pertencer ao próprio estado e município. Aí, ficariam regulares.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *