Carvalhosa requer impeachment de Gilmar e pede que o povo pressione o Supremo

Resultado de imagem para carvalhosa

Carvalhosa denuncia que o Supremo procura esvaziar a Lava Jato

Julia Affonso
Estadão

O advogado Modesto Carvalhosa entregou nesta quinta-feira, 13, no Senado um pedido de impeachment contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, por crime de responsabilidade. O documento tem 150 páginas e anexos com outras 800 páginas. Após entregar o pedido na Casa Legislativa, o professor se reuniu com os senadores Lasier Martins (Podemos-RS) e Álvaro Dias (Podemos-PR) e como deputado Luiz Flávio Gomes (PSB-SP).

No encontro, Modesto Carvalhosa declarou que espera que “o Senado agora possa acolher, não o pedido, mas acolher o processamento, “para que possa livremente julgar que vale ou não vale”.

OUTROS PEDIDOS – Durante a reunião, o professor relatou que este é seu segundo pedido de impeachment contra Gilmar. “Havíamos já, em abril do ano passado, ingressado com um pedido, mas esse pedido era o nono na lista. Havia outros pedidos de cassação”, contou.

“Esse pedido de abril do ano passado tinha um elenco de crimes de responsabilidade. Mas para o presidente do Senado de então, Eunício Oliveira (MDB-CE), em um despacho linear, declarou que não havia fundamentos para o pedido. Tanto o nosso quantos os demais e arquivou.”

Luiz Flávio Gomes afirmou que o povo nas urnas já começou a limpeza na política. “Agora é hora do impeachment do ministro Gilmar Mendes para iniciar uma transformação positiva na Suprema Corte. Gilmar traficou a imparcialidade de juiz, isso degrada injustamente toda magistratura”, declarou.

SUSPEIÇÃO – Modesto Carvalhosa é bacharel e doutor pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, Carvalhosa. O documento é subscrito também pelo advogado Luís Carlos Crema e pelo desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo Laércio Laurelli.

De acordo com o pedido, ‘Gilmar Mendes incorreu na prática, por cinco vezes, do delito de proferir julgamento, quando, por lei, seja suspeito na causa, crime de responsabilidade previsto no inciso 2 do art. 39 da Lei nº 1.079/1950’.

“Gilmar Mendes também incorreu na prática, por cinco vezes, do delito de proceder de modo incompatível com a honra, dignidade e decorro nas funções de ministro do Supremo Tribunal Federal, crime de responsabilidade”, acrescentaram os juristas.

LAVA JATO – Carvalhosa alertou que, no julgamento iniciado ontem e que continua hoje, “os ministros do STF Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Marco Aurélio Mello vão tentar alijar a Lava Jato do seu principal papel no combate à corrupção e enviar os processos dos políticos corruptos ligados ao caixa 2 para a Justiça Eleitoral”.

Carvalhosa pediu à população que se manifeste, dizendo: “O desaforamento é um desaforo ao povo brasileiro: os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa passam a ser conexos ao caixa dois, crimes menores que serão julgados pelos Tribunais Regionais Eleitorais. Precisamos reagir junto aos ministros para evitar isso”.

9 thoughts on “Carvalhosa requer impeachment de Gilmar e pede que o povo pressione o Supremo

  1. o deus Gilmar mendes está no olimpo, olhando de cima, tudo o que ocorre e se acha intocável. O povo terá de pressionar o presidente do senado, e toda a casa legislativa, para aposentar Gilmar.

  2. Suzano: um ataque terrorista fascista

    O que houve na Escola Estadual Raul Brasil, que fica na cidade de Suzano-SP, foi um ataque terrorista de ultra-direita. Os assassinos que praticaram esse atentado, além bolsonaristas, eram notoriamente o que costumamos chamar de fascistas, por mais que ainda tenha gente que ache exagero chamarmos indivíduos dessa estirpe assim.

    Os dois participavam de fóruns virtuais de pregação, organização e divulgação práticas de ódio, um deles era o Dogolachan. “Dologa”, como muitos chamam, é um fórum online de debates, onde é garantido o anonimato dos membros e de quem divulga conteúdo por lá. Em uma rápida pesquisa na internet, encontramos diversos casos de pessoas que sofreram algum tipo de crime que partiu desse chan, normalmente as vítimas são mulheres, negros, LGBTs, militantes de esquerda ou ativistas da área dos Direitos Humanos.

    Ignorar o recorte ideológico das pessoas que praticaram esse atentado e minimizar a ascensão do fascismo no Brasil são dois erros graves.

    Uma mobilização realmente organizada contra isso é mais do que urgente e necessária.

    O fascismo está passando e algo tem que ser feito.

    https://goo.gl/bXGzpx

    • Deve ser por isso que a esquerda fez tanta campanha para fechar os Hospícios: Garantir que seus membros que atingiram o grau máximo de delírios continuem soltos e fazendo comentários como esse!

    • Alex

      Ninguem pode ser irresponsável ou ideologicamente comprometido para ignorar a violência destas ações e a ameça de sua repetição e deixar de condenar e lamentar publicamente.

      Aqui, como em quase todos os lugares que isto ocorre, sao fruto de ações isoladas de indivíduos ou grupos desequilibrados e violentos , que elegem seus alvos entre os mais fragilizados, por óbvio.

      O que condenamos e vamos condenar sempre, é a tentativa rasteira e oportunista, de faturar politicamente sobre esta desgraça, tentando culpar o governo recém eleito como responsável.

      è impossível aceitar esta manobra, quando lembramos as palmas, o incentivo, o silencio cúmplice sobre estado islamico, ( na Onu lembram ?) crimes contra judeus, ataques aos Eua e ações similares variadas. em todo o mundo e muitas “esquecidas ” pela imprensa no Brasil.

      Temos a consciência limpa de condenar sempre e batalhar sempre para a identificação e penalização dos culpados, sejam quaisquer ismos e istas suas denominações.

      Convidamos a integrar-se nessa luta de maneira ampla

  3. Carvalhosa nasceu doente e vai morrer doente. Nunca em sua vida defendeu alguém, mesmo sendo advogado. É um professor do ódio. Se as leis permitem que seja mandado para a Justiça Eleitoral , porque não mandar? A Justiça Eleitoral examina e manda se for o caso para outra instância. Ele falou sobre os 2.000,500,00 (dois milhões e quinhentos mil reais) que os procuradores da Lava Jato queriam abocanhar? Quem barrou foi a Procuradora Geral da República Raquel Dodge. (Essa turma da Lava Jato começou a dar mancada. Botou olho grande no dinheiro. E o Tacla Duram por quê não é ouvido?). Eles não são tão direitinhos como pensamos; já botaram o rabo de fora.

  4. Os brasileiros infelizmente são uns bananas, e NÃO irão às ruas pelo impeachment do Gilmar Mendes, ou pelo golpe que o STF aplicou ontem na Lava Jato e no Brasil.

    Se fôssemos um país sério e desenvolvido, não existiria um Gilmar Mendes numa Suprema Corte!

    Mas aqui tudo pode…

Deixe uma resposta para Antonio Santos Aquino Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *