CBF quer Brasileiro com 24 times, finais em mata-mata e incluindo Lusa, Vasco, Ponte e Nutico, que caram

http://l1.yimg.com/bt/api/res/1.2/pdq1phllkUW.f7nwFoykag--/YXBwaWQ9eW5ld3M7Zmk9aW5zZXQ7aD00NTA7cT03NTt3PTYzMA--/http://l.yimg.com/os/publish-images/sports/2013-12-11/84948dce-7f2a-4016-bd70-bd7e4564c5db_Esporte11-12-2013.jpg

Jorge Nicola

A iminente chuva de aes na Justia comum de torcedores da Portuguesa contra o rebaixamento do time, decretado nos tribunais esportivos, j ligou o alerta da CBF. E existe um estudo para viabilizar o Brasileiro de 2014 com novo tamanho e formato.

O presidente da CBF, Jos Maria Marin, conversou nos ltimos dias com Marco Polo Del Nero, seu vice, sobre a possibilidade de a edio deste ano contar com 24 clubes, incluindo Lusa, Vasco, Ponte e Nutico, que caram.

At a Globo j entrou na conversa e deu seu pitaco: a emissora que paga os direitos de transmisso do Brasileiro quer a volta da frmula do mata-mata os ndices de audincia do campeonato desde a introduo dos pontos corridos, em 2003, despencam ano aps ano.

Em cima disso, a CBF cogita organizar um torneio com dois grupos de 12 times, cada. Eles se enfrentariam em turno e returno, apenas contra adversrios de sua chave. Os quatro primeiros colocados de cada grupo passariam s quartas de final, quando comearia o mata-mata.

Existe importante vantagem prtica em um eventual Brasileiro desta maneira: ele s teria 28 datas, dez a menos do que o modelo de 2013. E o futebol nacional vive problema srio de calendrio, principalmente pela realizao da Copa do Mundo, que vai abocanhar quase dois meses do ano.

Poltica Por trs de uma eventual virada de mesa, tambm h um cunho poltico. Em abril, ocorre a eleio para a presidncia da CBF e apenas os presidentes de clubes da Srie A tm direito a voto. Com a incluso de Lusa, Vasco, Ponte e Nutico, Marco Polo, candidato da situao, pode garantir mais quatro votos.

Alm dos times, tm direito a voto os presidentes das 27 federaes de futebol do pas. Andrs Sanchez, ex-presidente do Corinthians, ser o candidato da oposio.

###
NOTA DO COMENTARISTA PAULO PERES – Torcedores do Vasco tambm esto se mobilizando para entrarem com aes na Justia comum, tendo em vista que o STJD, no julgamento da partida Atltico PR X Vasco da Gama, no respeitou o regulamento da competio, o Estatuto do Torcedor etc.

(texto enviado pelo comentarista Paulo Peres)

5 thoughts on “CBF quer Brasileiro com 24 times, finais em mata-mata e incluindo Lusa, Vasco, Ponte e Nutico, que caram

  1. E continuamos com a Republiqueta de Bananas de Nis Todos.
    E o futebolzinho dos filhos do marinho continua na mesma de todos os anos com MARACUTAIS REGADAS a boa e velha CORRUPO…….

  2. Advogado aciona Justia comum em favor da Portuguesa
    Quinta-feira, 02/01/2014 – 17:01

    Parece que o Campeonato Brasileiro de 2013 est mesmo longe de acabar. Aps a chamada ’40 rodada’, em que os destinos de Portuguesa e Fluminense foram selados no Superior Tribunal de Justia Desportiva (STJD), o caso do rebaixamento da Lusa pode ganhar novo captulo. Delmiro Aparecido Goveia, advogado e ex-presidente do Unio Mogi, de Mogi das Cruzes, cidade da regio metropolitana de So Paulo, entrou nesta quinta-feira com uma ao no Juizado Especial Cvel da cidade, que tem como rus a Confederao Brasileira de Futebol (CBF) e o prprio STJD.

    De acordo com Goveia, sua inteno no processo que seja suspensa a multa de R$ 1 mil e a devoluo dos quatro pontos Portuguesa, e seu pedido na Justia comum est legitimado pelo Estatuto do Torcedor.

    – Eu sou um torcedor e me sinto no direito de mover uma ao porque acompanho o campeonato. Espero que seja acatado e que a Portuguesa seja mantida na Srie A, uma vez que os auditores do Tribunal no tiveram coragem e tampouco foram legalistas para aplicar a lei de forma correta. Aplicaram somente o Cdigo (Brasileiro de Justia Desportiva) para favorecer os times grandes – opinou o advogado.

    Goveia registrou o processo no Juizado Especial, j que, segundo ele, este tipo de juizado no h custos quando a ao se baseia em um valor inferior a 20 salrios mnimos, que o caso desta ao, e conhecido por ser mais gil na execuo das aes.

    – O Judicirio est em recesso at o prximo dia 6 de janeiro, o processo s ter continuidade durante esta sexta-feira se o juiz de planto der seguimento ao caso – explicou.

    A punio Lusa s foi divulgada pelo site da CBF na segunda-feira (09/12/2013), um dia aps a ltima rodada do Campeonato Brasileiro, e nisso que se baseia o advogado na sua tese, alegando que a pena se torna nula diante do que rege o Estatuto do Torcedor.

    – “… o que precisa ser observado, e at agora no foi, que a Lei n 12.299, de 27.07.2010, que alterou alguns dispositivos do Estatuto do Torcedor (Lei n 10.671/03), modificou expressamente a forma de publicao de qualquer deciso da Justia Desportiva, inclusive aquelas do STJD do futebol. O art. 35 do Estatuto do Torcedor, aps afirmar que as decises da Justia Desportiva, em qualquer hiptese, devem ter publicidade igual a dos tribunais federais, determina expressamente que todas as decises devero ser disponibilizadas no site da entidade de organizao do desporto, no caso, o site da CBF, sob pena de serem nulas, conforme previso expressa do art. 36 do mesmo Estatuto (Lei n 10.671/03)” – diz um trecho da ao proposta por Goveia.

    Procurada pela reportagem do GloboEsporte.com, a CBF no atendeu as ligaes para comentar sobre o caso.

    Fonte: GloboEsporte.com

  3. No acredito na mudana do formato do atual sistema de pontos corridos, a alterao precisaria ter autorizao do Conselho Nacional do Esporte e poderia desencadear uma greve liderava pelo Bom Senso. Tanto a Fifa quanto a CBF j advertiram a Portuguesa e poder sofrer punies esportivas. Uma pergunta ficar no ar. Caso um grande time seja eliminado antes da fase eliminatria, quem vai pagar o prejuzo da longa inatividade durante trs meses.?? A Globo??? Duvido. E quem garante desvalorizao das marcas dos clubes fora do eixo Rio/SP?? Qual empresa vai querer patrocinar algum fora dos grandes centros, oramento menor, menos espao na mdia e sem atividade de outubro at janeiro?? E os campeonatos estaduais do Estado de Gois, nordeste, Minas… tem tanto apelo miditico???
    A soluo seria criar no mximo onze datas e mudar o formato dos estaduais. A questo fica por contada falta de atividade dos clubes pequenos. Nenhum dirigente da CBF e das federaes querem trabalhar para deixar a maioria dos clubes em atividade durante toda a temporada, preferem fazer agrados e perpetuarem no poder. Seria bom para todos criarem uma longa fase classificatria durante o segundo semestre e os melhores enfrentariam os grandes nas fases finais.

  4. Eu acho que a CBF devia juntar todas as divises numa s e fazer um campeonato com 150 clubes, seria sensacional. O torcedor no importa, eles tm mais que pagar(caro) o ingresso, j que o aumento para compensar os ingressos dados gratuitamente para as “organizadas” (que de organizadas no tm nada). Para a imprensa tambm no vai mudar muita coisa, j que aqueles que falam sobre o esporte, como no entendem nada mesmo, tanto faz falar do Flamengo como do Canto do Rio.

  5. Prezado sr. Nicola : Tomo a liberdade de fazer uma sugesto, posso ? Que tal se a CBF, durante o Campeonato Brasileiro, todos os dias anteriores s das partidas, divulgasse quais os atletas no estariam em condies de jogar o prximo jogo. O motivo do impedimento seria irrelevante. Caso fosse suspenso, caso fosse documentao incompleta ou qualquer outra proibio, j haveria um informao em carter nacional que determinados atletas estariam ” impossibilitados ” de entrar em campo. Com certeza isto desmascarava a posio canalha do jogador se fingindo de inocente, do tcnico alegar que no foi avisado, do advogado do clube deixar de falar bobagens numa audincia e do presidente do clube, como sempre despreparado, em atitudes e declaraes ridculas que a imprensa adora publicar. Atitudes como essas, penso eu, somente seriam para mostrar respeito ao torcedor e a CBF melhorar a sua desmoralizada imagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.