Centrão decide caminhar unido na eleição e já escolheu até quem será o vice…

Josué Gomes, filho de José Alencar, deve ser o vice

Catarina Alencastro
O Globo

Os caciques dos cinco partidos que formam o bloco de centro – PP, DEM, PR, SD e PRB – reuniram-se na noite desta quarta-feira e decidiram que tomarão uma decisão conjunta sobre quem apoiar na corrida presidencial. Além de resolverem caminhar juntos, esses partidos já escolheram o nome que indicarão para ser o vice da chapa que decidirem apoiar. O empresário Josué Gomes, do PR,  filho do ex-vice-presidente José Alencar, é quem mais vinha sendo falado nos bastidores do grupo.

As conversas continuarão na manhã desta quinta-feira na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que abrirá mão de sua própria candidatura presidencial. O jantar foi na casa do presidente do PP, Ciro Nogueira. Segundo ele, o grupo ainda está dividido entre a possibilidade de apoiar o pedetista Ciro Gomes ou o tucano Geraldo Alckmim.

SEM DIVISÃO — “Vamos decidir, e iremos 100% para o mesmo lado, impossível haver divisão. A gente combinou que mesmo as pessoas que forem voto vencido vão acompanhar a maioria. Está meio a meio. Acredito que até meados da próxima semana a gente anuncia. O vice já está escolhido, isso a gente já chegou a uma decisão” — disse Ciro Nogueira.

Mais cedo, o presidente do PDT, Carlos Lupi, que está em Brasília preparando a convenção que selará na sexta-feira o nome de Ciro Gomes como candidato do partido, disse ao Globo acreditar que o bloco opte por apoiar o pedetista. Mas não deve contar com uma resposta a tempo do evento de oficialização da campanha de Ciro Gomes.

TEMPO DE TV – “Acho que vamos ter o blocão todo conosco. Com isso, o Ciro vai ficar com o maior tempo de TV. Essa aliança vai dar ao Ciro a perspectiva de vitória, viabiliza o Ciro de forma irreversível no segundo turno. E o povo gosta de votar em quem vai ganhar” — avalia Lupi.

Juntos, esses cinco partidos têm com cerca de 40% do tempo de TV. Na Câmara, somam quase 200 deputados. Participaram da reunião, além de Ciro Nogueira, o comandante do PR, Valdemar Costa Neto, o presidente do DEM, ACM Neto, o ex-ministro Marcos Pereira, do PRB, e Paulinho da Força, do SD.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGPosso estar enganado, mas tudo indica que o Centrão vai aceitar a coligação com o PDT e apoiar Ciro Gomes, que esteve com os dirigentes partidários no sábado e se saiu bem na reunião.  E o tucano Alckmin não foi convidado a participar. Depois disso, houve reuniões de economistas do Centrão com Mauro Benevides Filho, que atua como consultor econômico de Ciro. Portanto… (C.N.)

14 thoughts on “Centrão decide caminhar unido na eleição e já escolheu até quem será o vice…

    • Centrão… Usa-se esse termo e outros que definem posicionamento ideológico com referência a intelectuais; ladrão não se posiciona para roubar – eles roubam na esquerda, na direita, no centro e como fruta: a famosa laranja!

  1. Não defendo qualquer candidatura e gostaria muito de transformar esta Tribuna em local para debates e não doutrinação.

    Não sei o que acontece nos bastidores da política, mas seguem os fatos que tenho lido na web nos últimos tempos.

    Ciro Gomes já declarou que reverteria a Lei Trabalhista e foi vaiado na CNI. Nesse mesmo encontro Bolsonaro foi aplaudido.

    Reveria a concessão do pré-sal às petroleiras estrangeiras.

    Enviou cartas à Boeing e Embraer pedindo que aguardassem o próximo governo. E o mercado sabe que querem fechar o negócio esse ano, justamente porque temem que o próximo governo impeça esse negócio.

    Todos os partidos aqui citados defendem os interesses do mercado, apoiaram no Congresso todas as reformas do Governo Temer, aprovaram a PEC do Teto de Gastos e a nova Lei Trabalhista e são totalmente favoráveis às privatizações.

    Devido à situação das contas públicas, o próximo governante será obrigado a promover cortes de gastos e elevação de impostos. Tudo isso será anunciado logo depois das eleições. É uma imposição do Orçamento, não um desejo do governante.

    Frente a tudo isso, o apoio do Centrão a Ciro Gomes não é precipitado e até mesmo contraditório com as idéias que esses partidos defendem?

    Aguardo comentários.

    • Você não esta contando com o apoio para terminar a lava jato. Os partidos estão se unindo para apoiar aquele que tiver coragem de atacar o maior inimigo dos políticos atualmente.

      • Você foi na ferida. Toda a classe política unida contra a “República de Curitiba”.
        Mas parece que o patinho feio dos políticos, isolado pelos coronéis, é o único que vai apoiar a Lava-jato incondicionalmente… O nome dele o G1 não permite divulgar…De quem estou falando?

  2. Não sei se o dito mercado confiará em Ciro por ter Alencar como vice já que nos governos Lula o pai dele, então vice presidente, batia dia e noite na taxa de juros mas não deu em NADA pois vice, no Brasil, NÃO APITA NADA!!!

  3. É a junção do tudo de ruim de um lado com o tudo que não presta do outro. Só a ideia já exala mau cheiro, se concretizada será mais fétida que fossa a céu aberto sob o sol de 40º.
    Que o Universo tenha piedade de nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *