Cesare Battisti desafia Bolsonaro e sustenta que não pode ser extraditado

Resultado de imagem para cesare battisti

Battisti diz que existem leis no país que o protegem

Deu na IstoÉ

O ex-militante de extrema esquerda italiano Cesare Battisti desafiou nesta quarta-feira (dia 31) o presidente eleito Jair Bolsonaro, ao afirmar que é um “charlatão”, que não tem o poder de extraditá-lo para a Itália como prometeu.

“Bolsonaro pode dizer o que quiser. Eu estou protegido pela Suprema Corte. Suas declarações são palavras, é um charlatão. Ele não pode fazer isso. Existe justiça e eu, para a justiça, estou protegido”, declarou Battisti ao telejornal da emissora italiana Radio Rai.

PODE FALAR… – “Não estou nada preocupado. Não acho que Bolsonaro queira criar discórdia entre o poder Judiciário e o Executivo. Falar, a gente pode falar o que quiser. Eu não tenho problema”, acrescentou Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália por homicídio.

Bolsonaro e o vice-premiê e ministro do Interior italiano, o ultradireitista Matteo Salvini, trocaram várias mensagens nos últimos meses nos quais sempre fizeram alusão ao caso Battisti.

“Reafirmo aqui meu compromisso em extraditar imediatamente o terrorista Cesare Battisti, amado pela esquerda brasileira, imediatamente em caso de vitória nas eleições”, escreveu Bolsonaro no Twitter em meados do mês. Uma promessa confirmada pelo deputado federal por São Paulo Eduardo Bolsonaro, que no dia seguinte à vitória do pai escreveu que “o presente está chegando” para a Itália, em alusão ao ex-ativista.

EM CANANEIA (SP) -Battisti negou à emissora que queira fugir do Brasil e, segundo a reconstrução do jornal italiano La Stampa, assistiu no domingo à noite à transmissão ao vivo da apuração das eleições em um bar, acompanhado de amigos de Cananeia, no litoral paulista.

Em meados de outubro, em declarações à AFP, Battisti disse estar certo de que Bolsonaro não teria o “poder de decisão” de enviá-lo à Itália.

Battisti, de 63 anos, foi condenado à prisão perpétua por quatro homicídios na década de 1970, dos quais ele se declara inocente. Passou trinta anos foragido entre o México e a França, onde se dedicou a uma bem sucedida carreira de escritor de romances policiais antes de fugir para o Brasil em 2004.

REFUGIADO – Em 2010, a Justiça autorizou sua extradição para a Itália, mas o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu-lhe o estatuto de refugiado político.

Nos últimos anos, Roma multiplicou os pedidos de extradição deste homem, símbolo dos “anos de chumbo” na Itália.

22 thoughts on “Cesare Battisti desafia Bolsonaro e sustenta que não pode ser extraditado

  1. -Lamento por ele não ter por hábito ler a Tribuna da Internet.
    -Se tivesse, teria lido o artigo do Doutor Beja sobre esse assunto e já estaria procurando comprar uma passagem para alguma outra Colônia da Impunidade – que, assim como a nossa até o final deste 2018, ainda seja governada por alguma quadrilha de bandidos travestidos de “comunistas”.

    • Francisco
      E ainda poderá levar de brinde o preso alcoólico!
      Já pensou, de uma só tacada nos vermos livres de dois trastes, lixos, condenados e presos?
      É uma besta quadrada, como diziam nossos avós.
      mas ainda prefiro que vá para uma masmorra na Itália, cuidada por calabreses! Será recebido com honras de “pato”. Já deve estar usando “cuecas de couro”.
      Abraço
      Fallavena

  2. Está nas mãos dos ministros do STF. Será que vão permitir que esse criminoso continue insultando o povo e agora o Presidente do Brasil?

    Babaquice esquerdista de tipos como o ministro Barroso tem limite!

  3. Lula o Sapo Abominável “extraditou” dois boxeadores Cubanos com a ajuda de seu compadre Hugo Chaves que cedeu uma aeronave que os levou à força para Cuba.

    Suas vidas correram risco mas o Rato petista pode tudo e ninguém se importou.

    De modo ideológico rompendo tratado internacional diante do STF conivente, Lula deu asilo a um verme assassino esbofeteando um país amigo.

    Bolsonaro vai mostrar sua autoridade e vai despachar este lixo sanguinário para a Itália, doa a quem doer.

  4. Editorial do El Pais:

    Moro tira a máscara

    A decisão do juiz de ser ministro de Bolsonaro macula retroativamente suas decisões sobre Lula e o PT

    Moro garantiu no ano passado para a revista Veja: “Não seria apropriado da minha parte postular um cargo político, porque isso poderia, digamos assim, colocar em dúvida a integridade do trabalho que fiz até o momento”. O juiz tem toda razão. A democracia se baseia, entre outras premissas, em uma estrita separação de poderes e no império da lei. Os acusados têm direito a um juiz imparcial. A mera aparência de parcialidade pode ser causa de conflito de interesses, e a decisão do juiz Moro de se unir ao governo do presidente eleito, a cujo rival processou e condenou à prisão tão recentemente, sem dúvida inquieta os defensores de tal processo.

    O fato de Moro ser ministro de Bolsonaro joga de forma inevitável uma sombra retrospectiva sobre se Lula teve ou não um julgamento justo, ou se desfrutou do direito de ter um juiz imparcial. Mas o ex-presidente, hoje na cadeia, não é o único prejudicado. A imagem da justiça no Brasil, como um dos pilares da democracia, é a principal danificada pelo caso Moro.

    https://goo.gl/ahxsq4

    • Esse comentarista deveria ler com atenção o que realmente foi dito pelo Moro: “Não seria apropriado da minha parte postular um cargo político…”

      Sérgio Moro, da parte dele, não postulou (não pediu, não solicitou).

      É completamente diferente de lhe ser oferecido, de ele ser convidado.

      Ou seja, ele nada pediu, nada postulou.

      Portanto, está totalmente de acordo com o que ele disse ano passado à revista Veja.

      Tal é o nível de corrupção que foi proporcionado ao longo dos anos pelos que são defendidos aqui por esse comentarista, que será necessário que Moro tenha que atuar, não mais como juiz, na ponta, depois de os efeitos dessa corrupção terem acontecido, mas sim com medidas eficazes, num novo governo, como ministro de Estado, para que ela não aconteça mais nos níveis a que chegaram (muitos bilhões de reais).

      Moro está tendo que abrir mão de uma carreira na magistratura para poder cumprir uma grande missão.

      Os corruptos e os que se beneficiaram da corrupção e da roubalheira devem estar em pânico com o que virá, com as diversas auditorias que serão realizadas, e que irão mostrar o quanto foi roubado e saqueado dos cofres públicos, e o quanto houve de corrupção.

      Desejo que tudo isso seja mostrado e tornado público pelo novo governo.

  5. Essa conversa fiada desse vagabundo, terrorista covarde é só um caô, um disfarce para passar a impressão que ela não vai fugir. Ninguém está protegido por suprema corte de lugar nenhum do mundo, se for um canalha terrorista como ele. Qualquer um igual a ele só estará protegido atrás das grades de uma prisão de segurança máxima no país onde cometeu os seus crimes. Que a PF fique de olho no vagabundo e não acredite nessa enganação inventada por algum defensor petista.

  6. Alex Cardoso:
    Sentimos pena!
    Todos ficamos tristes com sua alienação mental.
    Você insiste!
    Quer por que quer defender um lixo como Lula é e vem escrever acusações infundadas contra um sujeito honesto patriota e íntegro como Juiz Sérgio Moro.
    Realmente. …fica difícil entender o que passa…o que habita a cabeça de petistas cegos ideologicamente dominados assim como você.
    Digno de pena!
    Mas…fazer o quê.
    Só te digo uma coisa:
    É leve!
    E belo ser livre!
    Livre de amarras ideológicas!
    Tente!
    Se liberte!
    Olhe o horizonte da verdade.
    Veja como é amplo!

    • Não perca tempo com comentários idiotas, que insistem desconhecer a verdade, como este Alex aí.
      Esta corja petista vai se extinta por repetir mentiras, não ter dignidade, e caráter .

  7. O assassino Battisti não poderia falar dessa maneira com o futuro presidente do Brasil!

    Por si só esta agressão deveria servir para expulsá-lo do país (eu ainda lhe daria uns bons pontapés)!

    Identificado com a esquerda, com Lula, Haddad, que perderam fragorosamente as eleições porque a maioria do povo assim decidiu, que deve se solidarizar com os derrotados, usando de uma agressividade imperdoável e inaceitável.

    Bolsonaro deve ter com uma das primeiras medidas a ser levada a efeito, a extradição desse assassino, que deve ser preso na Itália e cumprir com a sua pena.

    Chama à atenção que, na mesma época, quando Tarso e Lula decidiram albergar esse matador ideológico, a mesma da dupla brasileira, ambos mandaram embora do país três atletas cubanos que pediram asilo político!!!

    Devolveram-nos para o líder da petezada, Fidel Castro!

    Rapazes honestos, decentes, que viviam à base de sofrimento e penúria em Cuba!

    Preferiam o assassino porque de esquerda, um combatente, um homem de valor!!!

    Cabe a Bolsonaro mandar esse pústula para a cadeia no seu país e, Temer, caso ainda tivesse um mínimo de dignidade ou o seu ministro da Justiça se desse a conhecer, deveriam prender imediatamente esse assassino pelas suas declarações ofensivas ao Brasil e seu futuro presidente!

  8. Já não basta estarmos cheios de brasileiros criminosos aqui no Brasil! Ainda ter que nos sujeitar a dar guarita a criminoso italiano! O Brasil, não quer esse tipo de gente aqui não, não queremos lixo! Nós queremos gente do bem, gente limpa, honesta, parceiros. O Presidente é o poder máximo! E com certeza entregará esse pacote aos amigos italianos. Se o lixo for meu, embrulho e jogo no lixo de minha casa agora, se o lixo for de outra pessoa, nada mais justo que eles o descartem. Boa viagem viu!!

  9. A conversa e o compromisso de Moro com Bolsonaro antes de ser eleito é mentira ou é verdade? Quem quiser conferir procure no Blog Tribuna Sindical de Hélio Fernandes. Está lá “escancarado”. Se for mentira processem o Blog e o Hélio. Vamos lá coragem! Coragem!. Essa mensagem é para os guerrilheiros de Bolsonaro.

  10. Nestes anos todos passados no Brasil o terrorista ficou arrogante como todo esquerdopata. Deve ter estudado Direito para afirmar que o presidente eleito não pode extraditá-lo. Chama o futuro presidente de “charlatão”, afirma estar protegido pelo STF quando este mesmo STF permitiu a sua extradição. Esquece-se que foi salvo pelo 51 na undécima hora, mas disto o terrorista se esquece. Com certeza agora não tem mais chance de sair correndo para a Bolívia, ficaria feio demais mas, como todo bom esquerdopata que é acreditava no impossível, na manutenção do regime que vem lhe garantindo impunidade todos estes anos. Vai nesta terrorista, mais dia menos dia está no avião com destino à pátria mãe.

  11. Artigo recente publicado aqui na TI demonstrou e comprovou que o ato administrativo de Lula que contrariando decisão do STF negou a extradição de Battiste. Na época do julgamento do pedido de extradição pelo STF, estava em vigor o Estatuto do Estrangeiro cujo artigo 66 dava ao presidente da República a última palavra sobre expulsão de estrangeiro. E a situação de Battisti era de extradição. Logo, o revogado Estatuto do Estrangeiro não beneficiava Battisti porque o STF já havia deferido a extradição e Lula só poderia dar a última palavra no caso de expulsão.

    Agora é Battisti que ofende o presidente eleito pelo povo brasileiro. Ele é o presidente. Só por
    questão de tempo ainda não tomou posse. Mas é o presidente eleito e merecedor de todas as honrarias e todo o respeito de todos.

    Então, creio que se poderia aplicar a Battisti a Lei de Segurança Nacional que manda expulsar do país estrangeiro que ofende o presidente da República. É um caso a estudar à luz do Direito.

  12. O assassino Battisti encheu a boca e disse que confia no Supremo Tribunal Federal. Aliás, todos os grandes corruptos ladrões do dinheiro do povo também confiam.

    Agora, chamar o presidente eleito do Brasil de CHARLATÃO, além de ser desmedida ofensa, é atestar que o STF protege, realmente, assassinos e ladrões. Por ter a certeza disso, está tranquilo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *