5 thoughts on “Charge do Duke

    • Não temos em quem votar senão no Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, ou nulo, ou branco, ou abstenções, são os únicos candidatos nos quais vale a pena votar, porque o resto é tudo mais dos me$mo$.

      • Neste sistema, estagnado e putrefato, o qual apenas favorece a mallandragem partidária, nem há o que se discutir. A coisa começaria a mudar se o candidato avulso, sem partido, pudesse concorrer. Se o político que pediu o voto e foi eleito para uma finalidade específica, fosse proibido de ocupar cargos em outros Poderes. Eleito para ser deputado, tem que ser deputado. Não pode dar pernada no eleitor, ocupando cargos públicos depois de eleito, deixando seu suplente o trabalho a que o eleitor determinou para que ele cumprisse.

  1. O detran, é caso para uma CPI “pente fino”; os desmandos são estarrecedores.
    Carros recém vistoriados com películas anti luminosidade (aqui no nordeste é uma questão de saúde para os olhos e pele); são multados.
    E os carros oficiais, também são?!!!
    O exemplo acima é uma pequenininha parcela do problema.

    • A industria de carros no Brasil alimenta uma gigantesca MÁFIA. Você compraria um sofá por 20 mil reais? O brasileiro faz isso quando compra um carro no Brasil. Um sofá é dividido em peças, se o todo custa 20 mil, sabemos quanto custará cada peça. Hoje o melhor investimento bancário, sequer chega perto dos números maquiados para baixo da inflação, mas se vai financiar ou pegar dinheiro no mesmo banco, pagará várias vezes aquilo que conseguiu depois de ser desnudado pelo banco. Denatran e suas “caixinhas de maldades”, fábricas de multas, coloquei aqui que o brasileiro é o maior predador do próprio brasileiro, os fatos e não eu, dizem isso. O transito no país ceifa uma imensa quantidade de vidas e isso é o espelho do desleixo, incompetência e conivência destas autoridades. Os fatos apenas gritam, “não sei porque bato, mas você sabe bem por que apanha”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *