10 thoughts on “Charge do Duke

  1. Já que banana está na fita…

    Duas bichinhas vão à feira e param na barraca do bananeiro.

    – Bofe, me vende duas bananas? – perguntou uma delas.

    – Não posso. Só vendo de meia dúzia para cima.

    E a bicha:

    – Então tá… As outras quatro a gente come, não é biba?

  2. O Duke está certo.

    Somos todos bananas nascidos no MONTURO chamado BANÂNIA:

    “GENEBRA, RIO e BRASÍLIA – O Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, em Genebra, quer “investigação imediata” do assassinato do coronel reformado do Exército Paulo Malhães.
    — É preciso ter investigação imediata para esclarecer os fatos em torno deste caso e que os responsáveis sejam levados à Justiça – disse Ravina Shamdasani, uma das porta-vozes do Alto Comissariado.”

    Por aqui qualquer ONG de meia pataca manda, desmanda e ainda tem apoio da televisão.
    Por aqui qualquer idiota que saiba ler e escrever é taxado de ESPECIALISTA e sabatinado pela imprensa.
    Por que essa madame não manda a ONU investigar com a mesma ênfase o assassinato de Bin Laden?

  3. Nos EUA um dono de um time de futebol fez declarações racistas. Obama, Michel Jordan protestaram, patrocinadores tiraram o patrocínio. E no Brasil do pelé e do joaquim barbosa,ninguém protesta? A Espanha racista tem muitos negócios no Brasil. Que tal os brasleiros boicotarem os hoteis dos espanhóis agora na copa ?

  4. Nesse trololó de racismo, quem pontuou bem . no instante certo foi o lateral brasileiro Daniel Alves, do Barcelona, e da seleção brasileira.
    No jogo com o Real de Madrid, foi alvejado com uma banana quando na cobrança de um escanteio.
    Sem perder a pose, deu seu recado: descascou a dita cuja e a traçou antes de bater na bola.
    Essa, foí a própria banana revanche, nota 10…

  5. Há um detalhe que poucos notaram. É que, quando se provoca uma pessoas, mas ela não acha ruim e até brinca, o provocador perde a graça. Isso é coisa velha.
    Contudo se o provocado se ofende, levando tudo por detraz, acaba por fazer o jogo do provocador, que voltará afazer o mesmo, que pode até nem ser por racismo como no caso de jogar uma banana, mas somente para ver o bobo espernear.
    É a tal pegadinha.

  6. O Macaco tá certo?
    Por Marcelo Mirisola | Marcelo Mirisola – 5 horas atrás

    Então não partiu do Neymar, foi a Loducca, uma agência de publicidade que resolveu dizer que “somos todos macacos”? Na mesma hora,”personalidades” como Ivete Sangalo, Luciano Hulk, e Angélica posaram para fotos comendo bananas?

    Tem alguma coisa podre aí. Eu duvido de tudo, absolutamente de tudo, que vem da parte de Ivete Sangalo, Luciano Hulk e cia ltda.

    Tem mais. Joseph Blatter, que não faz muito tempo declarou que o racismo devia ser resolvido dentro de campo, também chancelou entusiasticamente nossa macaquice heróica?

    Com certeza tem fraude. Leio que Luciano Hulk já está vendendo camisetas “somos todos macacos”. Virou grife?

    Essas celebridades tropicais e politicamente corretas não estariam nos tratando como jumentos também?

    Na cartilha de todo publicitário constam dois itens obrigatórios: oportunismo e manipulação.

    Cair nessa ladainha, celebrar nossa “identidade” símia, antropofágica etc como se fosse um ato de resistência heróica, é o mesmo que, a meu ver, festejar a jaula. O que esses publicitários e as personalidades citadas estão fazendo é a mesma coisa que o torcedor do time espanhol fez com Daniel Alves.

    Isso se o tal torcedor do Villareal – que misteriosamente teve a identidade preservada – também não foi contratado pela mesma agência do Neymar para jogar a famigerada banana na direção do faminto e heroico Daniel Alves.

    Bem, o leitor desconfiado do meu ceticismo poderia dizer: jogar bananas, e xingar jogadores negros é atitude recorrente nos gramados europeus. Eu responderia que as agências de publicidade e os patrocinadores do Neymar estão cansados de saber disso, e que eles também sabem que uma resposta simbólica é muito mais eficiente do que miihares de discursos contra o racismo. Era apenas uma questão de tempo e oportunidade para descascar esse abacaxi, digo, essa banana.

    Agora, aqui entre nós, quem me garante que Daniel Alves, assim como Neymar “somos todos macacos”, não foi orientado a comer a tal banana?

    Quem quiser que engula essa banana. Eu não. Eu é que não aceito ser tratado como mico da Ivete Sangalo, Luciano Hulk, Neymar e cia ltda.

  7. Caro Mauro.

    É verdade!
    As ofensas, assim como as fofocas, só são efetivas se forem retrucadas. Quando alguém, ao te provocar no trânsito, por exemplo, receber como resposta um “descaso” inesperado, ficará “sem ação”, pois ela já estava armada para uma réplica e não para um muxoxo de descaso.

  8. Na minha interpretação a charge na verdade quis dizer que nós brasileiros somos bananas! E é verdade!

    Pois este nosso país está indo de mal a pior, enquanto o nosso governo (corrupto e péssimo administrador) tenta agora convencer a todos de que a Copa do Mundo (da FIFA) trará benefícios, lucros e legados à nação!

    E somos bananas por mil outros motivos! Basta que cada um analise com calma!

    Mas vou dar outro exemplo: o nosso Congresso Nacional, composto pelos mais diversos tipos de pilantras, porém eleitos pelo voto popular (de milhões de cidadãos bananas!).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *