Chico Buarque mantém proibição à peça de Cláudio Botelho

Assessoria diz que Chico Buarque “pode mudar de ideia”

Deu em O Globo

A assessoria do compositor Chico Buarque publicou na quinta-feira nota no Facebook para defender o artista da acusação de que houve censura ao diretor de teatro Cláudio Botelho. O compositor desautorizou o diretor de usar suas canções no musical “Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos”, após Cláudio Botelho, diretor do espetáculo, se envolver em confusão com o público que assistia à peça em Belo Horizonte porque criticou a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Esta mensagem é para aqueles que tentam classificar de censura o legítimo direito, amparado por lei, de um artista autorizar ou desautorizar o uso de sua obra segundo os seus próprios critérios. Qualquer pessoa tem o direito de defender opiniões políticas antagônicas às de Chico Buarque, assim como ele tem o direito de impedir que estas ideias sejam associadas às suas canções. Foi seguindo este princípio que, durante o governo Médici, o artista protestou contra a utilização de “A Banda” como fundo musical de uma propaganda do Exército”, diz a nota.

PODE MUDAR DE IDEIA

Em um primeiro momento, Botelho afirmou que ele havia sido “censurado”. No entanto, na terça-feira, ele pediu desculpas a Chico Buarque e afirmou que comparou, “equivocadamente”, o episódio de sábado com o histórico atentado à “Roda viva”, encenado por José Celso Martinez, quando atores como Marília Pêra, foram atacados e espancados duas vezes por simpatizantes da ditadura militar.

No mesmo dia, a assessoria de Chico afirmou que o compositor “recebeu e aceitou o pedido de desculpas”. Sobre o veto ao uso de sua obra, a equipe do músico informou que ele pode mudar de ideia.

 

21 thoughts on “Chico Buarque mantém proibição à peça de Cláudio Botelho

  1. Não é censura, mas até o Botelho falar mal do lula e da Dilma, não tinha problema, quando abriu o bico dizendo coisas contra o governo, ai melou.
    Se não é censura, por favor digam então o nome de prática.

  2. Pimenta no dos outros é colírio. E assim o Sr Buarque de Holanda escreve mais um capítulo de sua vida. O que parecia ser um indivíduo com idéias abertas, acabou se transformando em mais um fantoche petista. Perde-se um artista, ou já o perdemos há muito tempo.

  3. Quer dizer então que todas aquelas canções era mera retórica e que há ditaduras e ditaduras? Lembrei logo do Sartre que mesmo sabendo das barbaridades do Estalinismo continuou defendendo o assassino.

  4. Chico Buarque sempre foi uma fraude. Quem disse que aquelas musiquinhas da ditadura já não lhe eram passadas “prontinhas”?

  5. Pelo visto, as opiniões que qualificam com mais rigor e precisão as falsidades ideológicas das “vacas sagradas” midiáticas agora passaram a ser suprimidas, . . .

    Espero que a motivação alegada para esse tipo de censura seja a inversa que hoje esteja garantindo a IMPUNIDADE para as inúmeras “INCITAÇÕES PÚBLICAS À DESORDEM, AO ÓDIO E AO ASSASSINATO” que vem sendo promovidas pelas alas radicais petralhas, . . . ou seja: a não exposição do blog à “apologia ao crime” de “difamação”, apesar das evidências demonstrarem claremente QUEM SEJAM OS CRIMINOSOS e as eternas fraudes ideológicas!

    Tudo passou a apresentar-se como “uma faca de dois legumes”, pelos “riscos” UNILATERAIS da judicialização promovida por essa caterva de BANDIDOS, com sua recém adquirida capacidade de reprimir a verdade através de “Processos judiciais” suportados com o dinheiro que ROUBARAM de nossos impostos!

    Entretanto, temos Millôr Fernandes, que disse tudo sobre esse “FARCSANTE”: – “Eu desconfio de todo idealista que lucra com seu ideal”

  6. Bye bye, Chico.
    Muito obrigada por muitas de suas canções, realmente belas.
    Mas Vc perdeu o encanto.
    “Hoje a gente nem se fala, mas a festa continua. Suas noites são de gala, nosso samba ainda é nas ruas”.
    Quem te viu…Quem te vê.

  7. Chico dedica para a Rose :

    Se eu demorar uns meses
    Convém as vezes
    Você sofrer.
    Mas depois de um ano
    Eu não vindo
    Ponha a roupa de domingo
    E pode me esquecer…..

  8. Fui admiradora de Chico. Chico realmente apodreceu projetado em seu espelho autoritário. Não tem mais nada a oferecer ao país a não ser incoerência.
    Chico faleceu em 2004 e até hoje não foi enterrado. Sua alma vaga tal qual sombra em pântano no vale do país do escárnio. Escárnio este que seu espectro ajudou a materializar.

    • Fui e continuo sendo admiradora de seus belos poemas musicais. Respeito sua preferência politica, como quero que respeitem a minha. Não sou petralha mas amo “A Banda” que mereceu uma belissima crônica de Carlos Drummond de Andrade. Poderia citar aqui muitas e muitas músicas, com as respectivas apreciações de escritores sobre elas

  9. Estão todos de parabéns, porque cultura mesmo são as novelas das rede goebells com seus artistas fornicadores batendo palminha dentro de suas vans. Ou quem sabe, alguns vira-latas que defendem a liberação de jogos no Brasil, em troca de algumas fichinhas. Pobre país, com sua classe média sonhando em viajar oara miami, ter sua empregadinha negra vestida de branco e levando seu poodle no colinho.

  10. Esse é exatamente o problema dos petistas dogmáticos: imaginam que todos que criticam o governo Dillma são aecistas, classe média, assistem à globo e “usam” empregados (as) negros vestidos (as) de branco!
    O mundo de vocês é dividido em A e B, preto e branco, rico e pobre…
    Continuem sonhando que as classes sociais estão perfeitamente definidas entre proletários e burgueses? Continuem sem estudar, sem aprofundar o conhecimento! Mantenham a “crença” na deusa Marilena Chauí como ícone da sabedoria! Essa visão indigente, ignorante e dicotômica do mundo só atrasa a tão esperada revolução de vocês!

  11. A mídia dá muita atenção para esse fariseu. Musiquinhas de rebeldia adolescente e voz horrível. O tempo desse sujeito já passou. O Cláudio Botelho deveria dar um chute nessa obra e partir para outro projeto. Que ideia mais infeliz. Deixa esse esquerdinha caviar seguir a sua caminhada para o ostracismo e esquecimento. Esse cara dá faniquito em público só para cavar um espaçozinho na mídia.

  12. Chico Buarque mostra toda sua hipocrisia ao defender bandidos como lula, dilma e o pt. Lembro muito bem na campanha presidencial ele dizendo que havia primeiramente votado na anta por causa do molusco, mas que agora votaria na anta por causa da anta. É hipócrita porque ainda vive naquele mundinho de proletariado x burguesia, quando ele mesmo vive no bem bom, usufruindo dos luxos do capitalismo. Ora, Chico… vá para Cuba, Coréia do Norte, China. Vamos ver se nesses lugares sua hipocrisia se sustenta. Hipócrita.

    • Ele sempre fez parte da mesma corja, . . . só adolescentes ingênuos e reprimidos por um regime militar que lhes impôs ordem e responsabilidade social num momento em que “ganhavam o mundo” caíram na conversa desse farsante oportunista. Nada mais que isso . . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *