Ciro, Doria, Leite, Mandetta e Pacheco se movimentam na disputa pela terceira via

Gilmar Fraga: tensionando... | GZH

Charge do Gilmar Fraga (Gaúcha/Zero Hora)

Gustavo Schmitt, Sérgio Roxo, Guilherme Caetano e Bernardo Mello
O Globo

Na ausência de uma candidatura consolidada a cerca de um ano da eleição presidencial, os atos esvaziados no último domingo reforçaram o senso de urgência para partidos e políticos que pretendem desafiar a polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O embate interno na raia da terceira via ainda vai se desenrolar pelos próximos meses, com boa probabilidade de chegar à eleição sem a convergência em torno de um nome, mas as disputas nas siglas e a tentativa de conciliação entre alguns postulantes tiveram novos lances.

Aproximações a nível nacional entre partidos como PSDB, DEM e PSD têm esbarrado em conflitos internos e incompatibilidades nos estados.

CIRO E MANDETTA – Ainda embrionário, vem partindo de pré-candidatos na “pessoa física” o gesto mais explícito sobre uma aliança. O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) e o pedetista Ciro Gomes têm trocado declarações em torno da disposição de estarem no mesmo palanque, mas a costura ainda depende da definição do quadro partidário.

Se tucanos e o PSD de Gilberto Kassab não admitem por ora abrir mão da candidatura presidencial, isso poderia não ser um problema para o DEM, cujos principais caciques têm interesses nas disputas para governador e senador. As conversas para uma aliança, contudo, não apontam para uma convergência com o PDT de Ciro, e sim para a possível fusão com o PSL, dono de uma das maiores fatias do fundo eleitoral.

DEM E PACHECO – Formalmente, o DEM não descarta ter como nome próprio o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), ainda filiado à sigla. Seu nome para a sucessão de Bolsonaro, porém, tem mais chances de aparecer sob a legenda do PSD. Kassab está perto de concretizar a filiação do senador e já anuncia sua candidatura.

Ao podcast “A Malu tá On”, da colunista Malu Gaspar, na última sexta-feira, Kassab explicou o plano alfinetando um adversário interno da terceira via. Ao dizer que a melhor estratégia para Pacheco é adiar por enquanto a troca de partido e a candidatura, deu como exemplo contrário o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que, na sua visão, tem atraído ataques e críticas públicas por ter se lançado no jogo presidencial cedo demais.

As prévias tucanas, aliás, tiveram novos lances ontem. Depois de Doria fechar o apoio de alguns estados, o gaúcho Eduardo Leite conseguiu a adesão do diretório de Minas Gerais e conta ainda com o grupo político do ex-governador Geraldo Alckmin para obter votos na seção paulista, dominada por Doria.

PDT E DEM – Apesar de fortes resistências dentro do Democratas, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta tem ensaiado uma aproximação com o pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, para tentar construir uma aliança para a eleição de 2022.

Dos seis presidenciáveis que assinaram em março um manifesto em defesa da democracia, visto na época como primeiro passo para a união de forças de centro em torno de uma única candidatura, Ciro e Mandetta são hoje os que estão mais próximos. Dos demais, dois, Luciano Huck e João Amoêdo, desistiram de se candidatar, e outros dois, João Doria e Eduardo Leite, estão mais preocupados em articulações dentro do PSDB, já que vão disputar a prévia do partido marcada para novembro.

E ainda há o MDB, que cogita lançar a senadora Simone Tebet, do Mato Grosso do Sul.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Ainda é muito cedo. A terceira via só surgirá no início do ano que vem, quando se saberá quem tem mais castanhas para vender, como se dizia antigamente. Por enquanto, é só perfumaria. (C.N.)

20 thoughts on “Ciro, Doria, Leite, Mandetta e Pacheco se movimentam na disputa pela terceira via

  1. Sensatez traz paz, prosperidade e segurança para o país. Experiência exitosa é imprescindível. Votem em quem já exerceu cargos executivos com absoluto sucesso por duas vezes. VOTEM EM CIRO GOMES !!!

    • Oi?
      Eu pensei em Lula. Exerceu cargo por duas vezes. O Presidente Obama, dos EUA, disse “Esse é o cara”. Mas ainda assim, na disputa geopolítica, colocou a NSA e engendrou plano e auxiliou a direita brasileira para retomada do poder por meio da destruição do capital nacional numa armação.

  2. A violência está bem na porta de todos, mas , insistem em não enxergar o gravíssimo problema que enfrentamos.
    A Segurança Pública só é tema quando os tucanalhas e petralhas estão em campanha, lá prometem tudo, mentem muito, e depois de eleitos, a “segurança” volta ao normal……
    As carnificinas estão fora de controle nos Estados do Tucanistão e Brizolaquistão, está tudo perfeito, dá até para pegar o Avião e fazer um turismo em Miami.., como fez o Comunopata Fabiana…

    Neto de Luciano do Valle é baleado na cabeça em assalto em SP

    https://www.uol.com.br/esporte/ultimas-noticias/2021/09/15/lucas-do-valle-neto-luciano-do-valle-baleado-sp.htm

  3. Boa postagem, fugiu do lugar comum que é arrancar uma tira de couro das costas e tirar o escalpo do Bolsonaro.
    Procuro na imprensa ler as notícias dos fatos o que é difícil na grande mídia, ali o que prevalece é a opinião do dono e dos jornalistas amestrados e obrigados a seguir a linha editorial e ideológica.
    Dou pouco valor ou quase nenhum aos formadores de opinião que saíram da mesma madraça. antecipadamente já sei o que vão pregar.

    • Há James, tu sabes, que a Direita agia da mesma forma.
      A Globo editou o último debate entre Lula e Collor para favorecer o colorido.
      Tente entender e compreender, que agora vocês são vidraça. Já jogaram muita pedra no telhado do vizinho, agora aguenta.
      Principalmente Bolsonaro, que atacava todo mundo e agora apanhando geral, reclama da vida.
      Aguenta coração, essa é a vingança que a vida nos reserva.
      Um dia é da caça o outro é do caçador.
      Bolso e seus filhos vc tem muito telhado de vidro.
      Só tá dando vexame, igual a esse do Temer, que num jantar em São Paulo, ria de gargalhada com a imitação feira pelo filho do empresário e ex amigo, Paulo Marinho.
      A vida tem dessas coisas e a sua torcida pelo homem, é inocua.

      • A inocuidade de minha “torcida”, foi bem representada nas manifestação de sete de setembro.
        Outra coisa que precisa ser dito, sou eleitor do Bolsonaro mas não sou fanático nem fundamentalista, sou um cara conservador que não aceita de forma nenhuma o comunismo.
        O legado que o comunismo deixou para humanidade se contabilizou em milhões de cadáveres.
        Quanto a questão de vidraça e pedrada, ele próprio já disse que tem o couro grosso.

  4. A terceira via só possui um nome com força junto ao povo brasileiro: Sergio Moro. O resto é sonho de uma classe política apodrecida, quem irá votar em Dória, Ciro, etc? Todos mais do mesmo. Ou Moro se candidata ou o cangaço PTralha volta ao poder em primeiro turno. Olhem a Argentina, onde o governo Macri foi infinitamente superior ao do mito e mesmo assim não conteve o retorno do grupo Kirchnista. Eu votei em Bolsonaro, mas em 2022 em um confronto entre a anarquia e a roubalheira com certeza voto nos ladrões, não existe a possibilidade de meu voto reeleger uma personalidade doentia como Bolsonaro, que conseguiu ser um governante pior que a madama.

    • Peraí! Macri não cumpriu nada do que prometeu. Não é razoável comparamo-lo ao Coiso. Macri não é da extrema-direita embora tenha tido apoio dela para vencer. Já aqui o que vimos foi o contrário… a direita apoiando a extrema direita na corrida final – quando aquela não emplacou seu candidato. Portanto, aqui, Macri seria com a Terceira Via.

      • Nesse caso não existe terceira-via, correto..
        O certo seria uma quarta-via fora dos meios dessas Quadilhas que atormentam a vida da população
        PSDBPT-PMDB-PPS-PDT.PCB-PIÇOL- são farinha do mesmo saco
        Segundo os Especialistas de Plantão, dois nomes que cairiam como uma luva na Quarta-Via são o Moro e o Joaquim Barbosa de vice.
        Uma chapa arrasa-quarteirão….

      • E Bolsonaro cumpriu algo do que prometeu? Não vejo diferença entre Bolsonaro e Macri, foram os escolhidos para tirar a esquerda do poder. A diferença entre Macri e Bolsonaro é que esse vive em um mundo fora da realidade e sonha em se tornar um novo Chavez.

        • De tudo o que prometeu em campanha e para seus eleitores Bolsonèlio só cumpriu uma, acabar com o nefasto horário de verão.
          Ele não conseguiu reverter nem as placas comunistas, esse roubo descarado , meteram a mão no bolso do povo para trocar as placas dos carros, uma coisa inútil.
          HOje nem se sabe mais de qual Estado são os carros, por causa desses Intelijumentos vermelhinhos.
          Tenho certeza que alguém ou alguns levaram um por debaixo do pano….

        • Mas Sylvio… Bolsonaro é da extrema direita que a direita apoiou pois não conseguiu ela emplacar o seu candidato para o poder não retornar à esquerda…
          O golpe que tirou a esquerda do poder foi gestado pela direita, lembra?

  5. O duro é ter que viver a alternância da incompetência. É sempre bom olhar para o exemplo da Argentina, pois incrivelmente ele se repete por nossas plagas, por lá os peronistas promoveram o caos, Macri venceu, Macri aguçou o caos, Fernández trouxe de novo o peronismo, Fernández piorou o que já estava ruim e ao que tudo indica o grupo de Macri retornará ao poder. Aqui no Brasil urge quebrar esse antagonismo PTralha x Mito, pois ambos já demonstraram que seus métodos de governança são “terrivelmente” não dignos de governar.

  6. Infelizmente,acho q vamos ficar entre o diabo e o coisa ruim.Nossos políticos, desgraçadamente, professam a filosofia do rei de França; “se não for eu, o diluvio”.

  7. Gancho.
    Se não for eu, o Dilúvio, o Tsunami, Hecatombe, Terremoto, Cataclismo, Queimada da Amazônia, Genocídio, Desmatamento, Efeito Estufa e todas as praga bíblicas do Antigo Egito.
    Tem que ser eu, e eu sou abstrato e não vou na feira comer pastel com caldo de cana.
    Lembrem-se, eu tirei os milhões da pobreza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *