Ciro envia cartas a Boeing e Embraer pedindo que a fusão seja suspensa

Não é negócio a ser feito em fim de governo, diz Ciro

Luís Lima
O Globo

Em encontro com empresários e sindicalistas patronais, o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, defendeu a dissolução do acordo em que a Boeing comprou 80% da área de aviação comercial da Embraer. Ciro disse que enviou uma carta aos presidentes das duas empresas orientando a não consumarem a fusão até que o próximo presidente tome posse, sob justificativa de que não vê uma possibilidade “saudável” de acordo.

— Esse acordo feito no estertor de um governo e na iminência de 84 dias de uma eleição presidencial é clandestino e absolutamente ameaçador da segurança nacional brasileira. Portanto, ele não deveria ser consumado, e, se for, tem que ser desfeito — declarou Ciro, alegando que o conteúdo da carta será divulgado nesta quarta-feira.

NOVA REFORMA – Ainda no evento, Ciro, que é defensor da revogação da reforma trabalhista, aprovada pelo presidente Michel Temer, moderou o tom. O presidenciável justificou a declaração de revogar pura e simplesmente a reforma, a que já classificou como uma “porcaria”, por sua origem de militante.

— O que farei é trazer a bola de volta para o meio do campo e rediscutir a reforma trabalhista — disse, reforçando que nada será revogado sem que uma nova proposta seja aprovada.

A mudança de tom também é vista como uma tentativa de se aproximar dos partidos do chamado “blocão”. Ao moderar o tom, ele atenderia, inclusive, a uma demanda do DEM, partido que ele também luta para ter o apoio. .

BLOCÃO – Em meio às negociações para o fechamento de alianças na disputa presidencial, Ciro disse que todas as sugestões em discussão com partidos de centro-direita do chamado “blocão” são bem-vindas e nenhuma fere princípios, ou seja, são possíveis de serem conciliadas ao seu plano de governo. O presidenciável falou à tarde em um evento promovido pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), na capital paulista.

— Não quero ser dono da verdade, não quero ser ditador do Brasil. Quero reunir as melhores ideias para que o país celebre um novo projeto nacional de desenvolvimento — disse, a jornalistas, após o evento.

Para tentar dar celeridade à conquista de apoio de partidos como DEM, PP, PRB, SD e PR — chamado de blocão —, o assessor econômico de Ciro, Mauro Benevides, foi escalado para dialogar com técnicos indicados por algumas das siglas. O objetivo, segundo um dos caciques do blocão, é o de chegar a um consenso sobre as propostas até o fim da semana que vem.

Os caciques do blocão já tiveram duas grandes reuniões em Brasília e em São Paulo desde sábado passado. Questionado sobre quais pontos foram debatidos na ocasião, Ciro limitou-se a dizer que os parlamentares pediram para conversar sobre seu programa de governo, mas que não entraram em detalhes. As negociações continuam nesta semana, com um novo encontro marcado para esta quinta-feira, com a presença do deputado Rodrigo Maia.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA Embraer é um sucesso impressionante. Anunciou ontem o fechamento da venda de  300 aeronaves, por US$ 15 bilhões, em negócios fechados sem a participação da Boeing. A meu ver, Ciro Gomes tem razão em pedir a suspensão da tenebrosa transação, que não é uma fusão, com foi anunciada, e sim uma absorção da Embraer pela Boeing. É preciso examinar a questão com maior transparência, creio eu. (C.N.)   

24 thoughts on “Ciro envia cartas a Boeing e Embraer pedindo que a fusão seja suspensa

  1. O Cel. Ozires Silva, criador da EMBRAER disse que a associação dela com a Boeing é benéfica. PONTO FINAL

    Mercado é mercado.
    Não é futebol em que se torce por um time.
    É para quem entende.
    Não é para palpiteiros, que, como tais, por alguma desordem mental, acham que estão do lado “bem” , pois se acham entendedores de tudo.

  2. Criaram uma empresa de capital fechado com a aviação comercial da EMBRAER. A Boeing fica com 80% desta nova empresa e a EMBRAER com 20%. Acho que 50% a 50% seria mais negócio para a EMBRAER. Entretanto, Ciro Gomes não pode e não deve se meter em uma negociação privada. Existem vários mecanismos para contestar qualquer nulidade, não é o Coroné que vai querer aparecer em cima. Este é pior que o PT.

  3. E, é este Coroné, um idiota em economia, que querem como presidente do Brasil? Mostrou, claramente, que está colocado na esquerda da esquerda e busca com isto o apoio do corrupto PT.

  4. Se Ciro Gomes é contra, então está correta essa união de forças entre a Boeing e a Embraer.

    Mas não é só isso. Grandes especialistas aviação também estão dizendo ser uma importante opção para a Embraer.

    Senão ela ficará sem mercado, já que a Airbus e a Bombardier estão juntas agora.

  5. Pergunta básica:

    Qual a vantagem para os brasileiros de se impedir uma empresa PRIVADA com ações em NY, ser incorporada por outra, maior e melhor, que vai lhe trazer novos mercados e tecnologias?

    Socorro!

  6. Esse “Giro” Gomes (ou Sardinha, como queiram) dá a impressão de que vai terminar amarrado ao pé da mesa bebendo água numa lata de goiabada, como dizia o genial Nelson Rodrigues descrevendo os loucos furiosos…

  7. A Airbus comprou a Bombardier, maior concorrente da Embraer, e já incorporou os avioões da Bombardier em sua linha de vendas como A220.

    A Airbus tem uma capitalização de US$100 bilhões. A capitalização da Embraer é US$4.1 bilhões, 20 vezes menor que a Airbus.

    A Airbus tem mais de 130.000 funcionários. A Embraer menos de 20.000 funcionários.

    A JetBlue, grande usuária da Embraer, já anunciou que vai trocar a frota de aviões da Embraer para aviões da Airbus/Bombardier.

    Alguém acredita que a Embraer tem força de vendas e de tecnologia para competir com a Airbus? Sem a Boeing a Embraer acaba em menos de 5 anos.

    • Não é só isso. Até agora a Embraer era única neste seguimento. Além da Bombardier/Airbus, a Rússia, a China e o Japão estão produzindo aviões neste mesmo seguimento e a Embraer perdeu muitos clientes. De todos os pedidos retirando a United não existe nenhuma empresa aérea grande. A Lufthansa já começou a substituir os Embraer pelos Airbus 220. Então, a Boeing é a forma de sobrevivência.

  8. Prezado CN. Não dê uma de Miriam Leitão, a sabe tudo das organizações Globo. A Embraer não vendeu 300 aviões. Ela vendeu cerca de 130, o restante é carta de intenção, que pode ser sacramentada ou não. O importante nessa negociação, é a questão dos empregos da empresa e onde serão montados esses aviões. O resto é pura questão comercial.

  9. “A Embraer é um sucesso impressionante. Anunciou ontem o fechamento da venda de 300 aeronaves, por US$ 15 bilhões, em negócios fechados sem a participação da Boeing.”

    -O Brasil não tem noção do que seja um país, nem do que seja segurança estratégica, forças armadas ou planejamento de defesa a longo prazo.
    A Embraer está sendo festejada por fazer uma venda de 15 bilhões. Para os nossos governantes, ávidos por mais impostos para tampar os ROMBOS ORÇAMENTÁRIOS, tanto faz que a produção da empresa seja constituída por PREGOS ou que seja constituída por caças militares, mísseis de cruzeiro, bombas guiadas, armas antiaéreas, …

    -Do ponto de vista financeiro, ótimo negócio.
    -Já do ponto de vista militar e estratégico…

  10. A verdade é que a EMBRAER é de o menos e m matéria de problema neste país
    O problema mesmo é o custo Brasil, que não deixa que o capital invista neste shit-hole: regulamentos absurdos, impostos absurdos, leis trabalhistas absurdas,etc,etc,etc. E , como disse o Cel Ozires Silva há pouco: o nosso estado impede o progresso do Brasil e acrescentou que a associação da EMBRAER com a Boeing é benéfica para a empresa.

  11. Não se iludam com nacionalismo equivocado. O mercado da aviação é coisa séria.

    Além de enfrentar a união da Airbus com a Bombardier, como a Embraer sozinha faria frente aos novos aviões da China e da Rússia???

    Vamos acordar. A união da Embraer com a Boeing é fundamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *