Ciro Gomes já está no Brasil, mas não fala sobre a disputa em segundo turno

Ciro  — Foto: JL Rosa/Diário do Nordeste

Ciro Gomes foi recebido em festa no aeroporto de Fortaleza

Por G1 CE

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, derrotado no primeiro turno das eleições, desembarcou no Brasil nesta sexta-feira (26), mas não falou sobre a eleição presidencial, disputada por Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). Ciro Gomes estava no exterior desde o dia 11 de outubro. Ele ainda não deu declaração sobre apoio no segundo turno. No aeroporto de Fortaleza, o pedetista foi recebido por apoiadores e não concedeu entrevista à imprensa.

Uma declaração pública de apoio de Ciro é esperada pela campanha de Fernando Haddad desde o fim da votação do dia 7 de outubro. Três dias após o primeiro turno, o PDT se reuniu e decidiu dar “apoio crítico” ao petista, mas afirmou que não participaria da campanha.

SEM ARESTAS – Nesta quinta-feira (25), Fernando Haddad afirmou que, se existe “aresta” entre PT e Ciro, é preciso colocá-la de lado. O petista acrescentou que, com Ciro Gomes, a disputa fica mais “fácil”.

Em sabatina na TVE Bahia, nesta sexta-feira, Haddad repetiu que ainda espera uma declaração mais contundente de apoio de Ciro Gomes.

“Eu espero um gesto do Ciro, até porque eu já fiz vários a ele. […] Do meu ponto de vista, o Ciro é um amigo, é uma pessoa que tem uma folha de serviços prestados muito importantes, e agora com a volta dele esperamos uma declaração de apoio”, disse Haddad.

ELE, NÃO – No dia da votação em primeiro turno, logo após a confirmação o resultado, Ciro Gomes foi questionado sobre quem apoiaria no segundo turno e respondeu “ele, não”, uma referência ao movimento #EleNão, contrário a Jair Bolsonaro.

Segundo o colunista político Gerson Camarotti, do G1 e da GloboNews, Ciro Gomes dará entrevista e falará contra Bolsonaro, mas não a favor do PT, que costurou acordos com o PSB para disputas regionais no primeiro turno, o que ajudou a isolar o PDT na disputa ao Planalto.

23 thoughts on “Ciro Gomes já está no Brasil, mas não fala sobre a disputa em segundo turno

  1. Ciro Gomes foi feito de otário tantas vezes pelo lula que comecei a acreditar que o que se finge de “cangaceiro do século XXI” não passava de um idiota útil.
    Mas parece que finalmente Ciro cansou de ser usado.

  2. IPOJUCA PONTES
    A democracia da mídia amestrada
    O conceito de democracia defendido pela mídia engajada encontra amparo nas muletas e elucubrações acadêmicas do charlatão espanhol Manuel Castells, modernoso sociólogo marxista, guru de Fernando Henrique Cardoso e figurinha badalada das chamadas ciências sociais desde a publicação do livro “Sociedade em Rede”, em essência uma diluição das teses levantadas pelo teórico da comunicação canadense Marshall Mcluhan no seu esquecido “O meio é a mensagem”, chavão em moda nos anos 70 e que procurava “desconstruir” ou relativizar o conteúdo da informação a partir da supremacia das novas tecnologias dos meios de comunicação (as “redes”, em Castells).
    (Abro parênteses para anotar que Gilberto Freyre, único sociólogo brasileiro com contribuição de porte universal, com a obra “Casa Grande e Senzala”. afirmou certa feita, em palestra proferida na Faculdade de Direito da Paraíba, que as ciências sociais, inexatas, tinham a ampla capacidade de atrair determinados “tipos psicológicos”, em especial os “intrujões”).
    Voltando à vaca fria: para camuflar a existência do comunismo no mundo, o grafomaníaco espanhol (todo mês aparece com um novo livro velho, tal qual o contista Humberto de Campos e o próprio FHC) diz que não existe mais confronto entre esquerda e direita, mas, sim, agora, apenas o conflito entre “populismo” e “autoritarismo”.
    Deixo aqui o trabalho de abordar mais uma vez as definições de populismo e autoritarismo e pergunto: Lula da Selva, mantendo o PT debaixo do chicote e corrompendo as instituições “democráticas” para impor seu projeto de perpetuação de poder (via “postes”, por exemplo) é “autoritário” ou não? Ou melhor: o “líder carismático”, que sente saudades dos tempos em que os “meninos do interior” transavam cabras e galinhas; que saracoteia ao som de Zeca Pagodinho entornando doses da cachaça “51” e ainda vende a imagem do eterno “pai dos pobres”… bem, ele é populista ou pilantra? E Raul Castro, a se esconder por trás de fantoches bem armados para manter o poder ditatorial? E Xi Jinping, ditador chinês que intensifica a produção de armas nucleares e reabilita os métodos do pedófilo Mao mandando para longínquos “campos de reabilitação ideológica” milhares e milhares de improváveis dissidentes do regime comunista – o que é que ele é?
    Sobre essas coisas, o esperto partisan da gororoba marxista não dá um pio. Mas, em compensação, se apressa em afirmar que Lula é um rapaz honesto e que “está preso por motivo político” – e não pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, motivos de sua condenação em juízo.
    No mesmo tom o “guru” desinforma que o impeachment de Rousseff se deu porque “a presidenta propôs enviar ao Congresso uma proposta de controle da corrupção” – e não, como ocorreu e foi votado por ampla maioria parlamentar, pela tipificação de crime de responsabilidade.
    (Castells, como é fácil perceber, não passa de petista vulgar, tipo Gleise Hoffman ou Lindbergh Farias).
    No caso da Democracia, para afrontar a realidade, jornais como Folha de São Paulo e O Globo, que vivem de verbas oficiais bilionárias, espalham que Jair Bolsonaro representa uma “ameaça” à sua existência e é, ao mesmo tempo, no plano político, um reles “populista autoritário”. (Royalties para Castells!)
    De fato, Bolsonaro quer passar o trator por cima da democracia, mas a democracia deles, conforme exige a grande maioria da população brasileira, farta do “sistema democrático e suas instituições” que coonestam o esquema de privilégios, discriminações, mamatas, mendacidades e muita astúcia política, em que a figura do vasilinoso professor de marxismo FHC, por exemplo, passa por ser “de direita”, tendo em vista a completa eliminação da representatividade política do conservadorismo.
    Hoje, nas redações dominadas em sua totalidade pelas esquerdas, em vez de um Eugênio Gudin, Roberto Campos, Augusto Frederico Schmidt, Nelson Rodrigues ou Tabosa Pessoa, temos Zuenir Ventura, Frei Beto (com um “t” só), Ancelmo Gois, Cacá Diegues e Clóvis Rossi, comunistas, marxistas, “neomarxistas” e esquerdistas notórios, travestidos de “democratas”. Já em 1965, em plena “ditadura militar”, quando trabalhava no Diário Carioca, a redação era ocupada na sua quase totalidade por comunistas, ou esquerdistas, entre eles Sebastião Nery, Milton Coelho da Graça, Carlos Alberto Oliveira (Cao), José Augusto, Antonieta Santos, Carlos Marques e tutti quanti. (No Globo, o último jornalista conservador que passou por lá foi Luiz Carlos Horta, católico, falecido há mais de 5 anos, trazido pelo dono do jornal, Roberto Marinho, hoje renegado, intramuros, por ter escrito editorial em louvor da Revolução de 64).
    Em editoriais, notas, artigos, notícias e reportagens da mídia impressa engajada despontam ainda o apelo e a manipulação em torno do império da democracia (deles) e até da necessidade de mudanças. Mas tudo, é bom salientar, sob a égide da legenda do Príncipe de Lampedusa, a estabelecer que “tudo precisa mudar, para que tudo permaneça na mesma”. Como se sabe, para ver haver mudança de poder é preciso que este poder seja, de fato, substituído. Ora, com o atual “poste” de Lula, que essa gente quer enfiar na goela do eleitor, fica claro que não haverá mudança alguma.
    E, de fato, mudança pra quê? Há décadas essa gente já detém o controle econômico e o poder ilimitado via estatização da cultura, da educação, da moral, dos costumes e mesmo das relações humanas. Daí a necessidade de aniquilar, a qualquer preço, inclusive a morte, o único vivente que apareceu para enfrentá-los no campo político: o honesto brasileiro Jair Messias Bolsonaro.

  3. O presidenciável Fernando Haddad voltou a falar sobre a conversa que teve com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e relatou que o convidou para “compartilhar” com eles o momento da virada. “Lembrei da tradição de Brizola que, nesses momentos, nunca regateou apoio. Sempre esteve do lado certo”. Na avaliação de Haddad, Bolsonaro é uma pessoa “que enaltece a tortura e a violência” em todo os seus discursos. “Ele, inclusive, no último discurso, ofendeu o povo do Nordeste, de novo, dizendo que o nordestino deve parar de se fazer de coitado. Ele (Bolsonaro) é que se faz de coitado. Quem conhece o Nordeste não vai aceitar uma afronta dessas”.

    Milhares de pessoas receberam o candidato que chegou em terceiro nas eleições presidenciais, Ciro Gomes (PDT), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. O pedetista foi recebido com euforia pelos apoiadores, que, aos gritos de “Ciro presidente”, queriam chegar o mais próximo possível do ex-ministro. A chegada dele havia sido anunciada como evento por aliados e pelo próprio irmão de Ciro, Cid Gomes, eleito senador mais votado do país na proporção do contingente eleitoral. https://noticias.uol.com.br/politica/eleicoes/2018/noticias/2018/10/26/ciro-gomes-multidao-paris-chegada-aeroporto-apoio-fernando-haddad.htm?fbclid=IwAR3NTB560r742nmwQEMEcnfG-pxszRRJa4IUMjg2y0UQYA76a9x4KtTffbw&cmpid=copiaecola

    O ex-presidente do STF escreveu: “Votar é fazer uma escolha racional. Eu, por exemplo, sopesei os aspectos positivos e os negativos dos dois candidatos que restam na disputa. Pela primeira vez em 32 anos de exercício do direito de voto, um candidato me inspira medo. Por isso, votarei em Fernando Haddad”. https://www.bandab.com.br/politica/joaquim-barbosa-declara-voto-a-fernando-haddad-em-rede-social/?fbclid=IwAR2tIdyym_rO1QIK9NNSOzYYmLUh5Uo7pSHi9DlraQrmBx7psf_VaPXYdgU

    FAMÍLIA ACUSA CRIME POLÍTICO: Segundo testemunhas, bandidos encapuzados desceram de um carro e pediram que os frequentadores da padaria deixassem o local. Em seguida, passaram a atirar no empresário Rafael Cardoso, que morreu na hora. Os assassinos fugiram em seguida, e a Polícia ainda não conseguiu identificar nenhum dos envolvidos. A família tem certeza que Rafael foi vítima de crime político, porque já havia recebido ameaças. https://jovempan.uol.com.br/programas/jornal-da-manha/suplente-de-vereador-do-pdt-e-assassinado-na-baixada-fluminense.html?fbclid=IwAR2Mt3acFk7DePAw-EAnqlze2-BshdZa5q7Fnjp27uj64fUz-9Ulj9HT01s

  4. Ciro é um pobre coitado, um cangaiado pelo PT. Mesmo sempre escurraçado acaba sempre indo lamber as botas do seu chefe, o “Capo si tutti capi”. Na verdade o Ciro não passa de um coronézinho regional.

  5. PERCIVAL PUGGINA
    Haddad e o kit gay
    Durante os 25 anos em que tive atuação partidária, colaborei ou coordenei diversos planos de governo para eleições estaduais gaúchas e pleitos municipais de Porto Alegre. Conheço bem o volume de trabalho exigido e a seriedade com que se executam as muitas consultas, se organizam os grupos técnicos, se desenvolvem as rodadas de reunião e são elaborados os documentos finais.
    O plano de governo do PT para esta eleição presidencial foi coordenado por Fernando Haddad a pedido de Lula. À época, este tentava fazer com que sua impossível candidatura descesse pelo esôfago do ordenamento jurídico e das instituições da República. Não passou. Assim, o plano que fora feito para Lula acabou sendo usado pelo seu autor, que o formalizou junto ao TSE. De Haddad para Haddad.
    O atual candidato, dito “o Poste”, tem em seu currículo, além de alguns livros de cunho esquerdista sobre socialismo, marxismo, regime soviético e teoria da linguagem, uma gestão desastrosa no Ministério da Educação, marcada pelo aparelhamento de sua burocracia e das universidades federais. Poucos titulares do MEC dispuseram de tanto tempo no comando da pasta. Foram sete longos anos! E a decadência da educação brasileira é de conhecimento geral. Os subsequentes quatro anos de Haddad como prefeito de São Paulo lhe conferiram troféus de demérito, entre eles o de péssimo prefeito, certificado pelo abandono do eleitorado na tentativa de reeleição.
    Devo à presidente Dilma a melhor lembrança que guardo da passagem de Haddad pelo Ministério de Educação. Foi quando ela mandou o órgão arquivar o projeto do kit gay, inteiramente desenvolvido na gestão do ministro petista. A tarefa de comandá-lo foi atribuída à sua Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC (creia, isso ainda existe!).
    Com recursos do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação e uma faina produtiva que se prolongou durante quatro anos, ao custo de R$1,9 milhão, foram elaboradas as peças que integravam o kit. Quando chegaram ao conhecimento público (há um vídeo explicativo aqui), constatou-se que seu intuito era fazer nas salas de aula o que as novelas da Globo introduzem, diariamente, em tantos lares brasileiros: promoção do homossexualismo. Isso, claro, nada tem a ver com a necessária prevenção da discriminação.
    Pois o assunto votou à tela no plano de governo do ex-ministro. Ali estava com todas as letras, num eufemismo tipicamente petista, o compromisso do candidato com “políticas de promoção da orientação sexual e identidade de gênero”. Nenhum veículo da grande imprensa – ocupada em desancar o incômodo Bolsonaro – deu qualquer destaque aos vários pontos do programa de Haddad que o próprio candidato, quando tornados públicos pelas redes sociais, se apressou a modificar junto ao TSE! Entre eles, esse. Flagrado pelos leitores, Haddad correu para alterar o teor de seu compromisso e passou a falar em “políticas de combate à discriminação em função da orientação sexual e identidade de gênero”.
    Mas todo mundo sabe o que o PT realmente sempre quis e continua querendo, não é mesmo?
    Percival Puggina (73), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site http://www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.

  6. João Amaury Belem, Ô Sr. Amaury, o KIT GAY nunca existiu, é apenas um livro Francês importado por empresa privada e nunca entrou em nenhuma sala de aula. Seria ridículo uma coisa dessas toma tento Sr.

    O que vale mesmo são essas realizações:

    1- Transposição do Rio São Francisco.

    2- Criação de centenas de escolas técnicas.

    3- Criação de 14 Universidades públicas.

    4- Minha casa minha vida para milhões de brasileiros.

    5- Programa LUZ para todos.

    6- Acabar com a reforma trabalhista que não gerou emprego.

    7- Água para todos com a construção de milhares de cisternas.

    8- Farmácia popular

    9- Reservas cambiais 380 bilhões de dólares.

    10- Aumento do poder de compra do salário mínimo.

    11- Prouni e Pronatec

    Um bom dia.

    Ps. Procure com boa vontade que acharás mais.

    • Obeservando,

      Tens plena razão.
      Valem mesmo as realizações, e devemos procurar mais dos feitos do PT além daqueles que postaste:

      1 – Aparelhamento do Estado;
      2 – Destruição da Petrobrás pelos roubos contra a estatal;
      3 – Desfalques nos fundos de pensão;
      4 – Obras superfaturadas;
      5 – Lucros exorbitantes dos bancos, no período governado pelo PT;
      6 – Juros extorsivos;
      7 – Escândalos sem fim;
      8 – Vários dirigentes petistas na cadeia;
      9 – Lula, preso;
      10-O pobre explorado e roubado pelos petistas;
      11-Desemprego;
      12-Inadimplência;
      13 -Loteamento de ministérios;
      14-Ministros petistas na cadeia;
      15-Roubos nos Empréstimos Consignados;
      16-Roubos nos gastos de verbas para propaganda oficial;
      17-Corrupção institucionalizada;
      18-Violência exacerbada, com mais de sessenta mil mortos a cada ano por assassinatos;
      19-Infraestrutura deficiente;
      20-Ensino e Educação medíocres;
      21-O PT é uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA!
      22-Haddad é o cão petista adestrado e amestrado!!!

      Como podemos observar, Observando, os malfeitos petistas são o dobro daquilo que enuncias como bem feitos, logo, votarei em Bolsonaro, e basta de ladrões no Planalto!!!

    • Caro leitor e comentarista Observando,
      Antes de qualquer consideração, quem deve aqui tomar tento é o leitor que escreve neste blog sob o ANONIMATO.
      Leia o artigo recém publicado aqui na TI com o seguinte título “TSE erra ao declarar que o ‘kit gay’ não existe e ao proibir menção a ele”.

  7. Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF, teve a faca e o queijo na mão para ser presidente do Brasil.

    Teria sido eleito facilmente.

    No entanto, é conhecido como um fenômeno, pois saiu da sua cor original para amarelo, ao se ver diante da chance da sua vida e da esperança do país e povo de se verem livres de Dilma, ao renunciar à sua candidatura!

    Amarelou, teve medo, tremeram as pernas.

    Pois além de ter tido um medo brutal para disputar o Planalto, vê-se claramente que o ex-ministro é um petista, razão pela qual não se tornou opositor de Dilma, prejudicando o país e povo CONSCIENTEMENTE!!!

    Barbosa se mostra mal intencionado, tendencioso, e segue julgando mal a realidade.

    O seu voto declarado em Haddad, dizendo-se com “medo” de Bolsonaro, comprova a sua covardia e, o mais grave, a sua bênção ao partido que julgou como criminoso enquanto ministro do STF!!!
    Ou seja, que perdure a cleptocracia, menos a chance de limpá-la!!!

    Contraditório, medroso, covarde, um cidadão que jogou fora a sua carreira como cidadão, ao rejeitar ser presidente da República, em benefício do partido que sempre admirou e lhe foi fiel!

    Desta forma, as sentenças prolatadas no mensalão com penas ridículas aos petistas, e severas em demasia contra Marcos Valério e equipe, demonstram o quanto Barbosa é também injusto, parcial, e comprometido com o PT, com os roubos, com a corrupção, com a exploração do povo e país pela organização criminosa, e que deseja ver no poder mais uma vez!

    Barbosa, uma das maiores decepções que tivemos!!!

  8. Graças ao bom e eterno Deus que a faca do Barbosa estava cega e o queijo mofado!
    Se esse petista tivesse sido presidente, continuaríamos na miseria petista.
    Não sairiamos da lama.
    O apoio dele ao boneco de ventríloquo já era esperado.
    E so atende aos anseios curtos da petezada desesperada por sinalizações inexpressivas tais como Ciro…Delubio Soares…Barbosa….
    “Transposição” do São Francisco. …
    Prouni…
    Pronatec
    Farmacia Popular
    Luz para Todos…
    Ou seja…
    Populismo rasteiro típico de socialistas ladrões e que gostam de por cabresto em pobres coitados que têm preguiça de trabalhar e também preguiça de pensar.
    Bem….
    B17 tá chegando.
    A petezada acostumada a boa vida do dinheiro facil….vai ter que procurar em que gaveta deixou a velha e mofada carteira de trabalho….
    Melhor Observar isso com uma boa gemada para ficar forte e experto(a).
    “Xhola” petezada desesperada.

  9. Há muito tempo o PT trai o PDT. Brizola venceria Collor facilmente com o apoio do PT, o qual nunca teve. O Ciro Gomes venceria Bolsonaro, também, facilmente, e todos nós brasileiros sabemos disso, pois a rejeição a Ciro é baixíssima. O Ciro, tal como Cid, não têm razão alguma para apoiarem o Lula detento, réu por corrupção e lavagem de grana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *