Ciro na ofensiva contra Serra e Acio

Pedro do Coutto

Em declaraes dos jornalistas Eduardo Kath, no Estado de S. Paulo de sexta-feira, o ex-governador Ciro Gomes voltou ofensiva contra a candidatura de Jos Serra, sustentando que est violentando a de Acio Neves, a seu ver o candidato natural de Minas Gerais. O ataque dirigido nitidamente a impedir uma aliana que j perdeu seu tempo como uma capa eleitoral, mas com o apoio de um candidato a senador, Acio, a um presidencivel, Serra.

Com isso, Ciro comea a imprimir o tom da campanha que pretende desenvolver ao lado de Lula e Dilma Roussef, alis antecipada na vspera no horrio poltico do PSB, quando lanou uma srie de elogios em srie s obras e realizaes ao atual presidente da Repblica. Ciro, agora, joga para dividir So Paulo e Minas, por menor que seja a influncia de Acio, como candidato a senador ao postulante do PSDB ao palcio do Planalto.

Ficou ntida, porm, a estratgia de Ciro Gomes enfrentando Geraldo Alckmin em So Paulo, Jos Serra a Dilma Roussef pela presidncia da Repblica. Ciro pode at perder em So Paulo, mas sem dvida diminuir a diferena de voto entre a coligao PT-PMDB da PSB-PPS-PR, no caso de um segundo turno o PV de Marina Silva.

verdade que h uma dissidncia no PMDB de Pernambuco de Jarbas Vasconcelos. Mas so doses minsculas. Na rea do PMDB inclusive a impresso que se tem a de que Ciro quer vencer as resistncias e ser mesmo o vice de Dilma. Mas com isso, Ciro se expe frontalmente aos ataques paulistas sua candidatura por So Paulo.

Podero ser por elas, mas o Palcio do Planalto no fundo teme uma base paulista aliada a um alicerce mineiro. Inclusive existe ainda a candidatura de Itamar Franco possivelmente. Se aliar-se junto com Acio enfrentando Dilma a sigla do PR de Alencar no ser das mais importantes, no vai dispor de tempo na televiso.

Alm disso, a candidatura Garotinho pode enfrentar Sergio Cabral no Rio de Janeiro desde que se coloque no segundo turno. Nesta hiptese, Cabral corre o risco de uma unio entre Gabeira, Garotinho ou algum que possa aparecer ltima hora. So dois plos opostos federais e estaduais. Por isso mesmo, para afastar tal hiptese, Ciro Gomes parte antecipadamente para a ofensiva. Melhor papel para ele desempenhar no existe do que este. o personagem certo, mas o contexto que d margem a dvidas que surgiram com a morte de um grevista de fome em Cuba e tanto no foi positivo que o governo de Havana conduziu um segundo grevista para a UTI atribuindo-lhe portanto destino diferente ao que foi destinado primeira vtima. Este desfecho desestabilizou o governo de Havana. Diante da reao mundial teve que mudar de orientao. O Brasil tambm ter de fazer isso.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.