Citado em propinas, presidente do Tribunal de Contas do RJ tira “licença-prêmio”

Lopes depôs na Polícia Federal sob condução coercitiva

Daniel Biasetto
O Globo

Citado em delações de executivos da Andrade Gutierrez, como mostrou o Globo em novembro, o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), Jonas Lopes de Carvalho, vai se licenciar do cargo por três meses. A informação foi publicada na edição do Diário Oficial desta quarta-feira e assinada pelo vice-presidente do TCE, Aloysio Neves Guedes. Segundo a publicação, a licença de Jonas começará a contar a partir do dia 6 de março.

Segundo os delatores, Lopes foi um dos favorecidos pelo esquema de pagamentos paralelos nas grandes obras do governo fluminense, revelado pela Operação Calicute, que prendeu o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e outras sete pessoas. Um dos operadores investigados seria Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, o Doda, que teria a função de fazer a ligação do órgão com as empreiteiras.

Há 15 dias, Lopes de Carvalho foi levado para depor em um operação da Polícia Federal denominada “Descontrole”. Segundo a PF, a operação investiga crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O filho do presidente do TCE, Jonas Lopes Neto, e Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, o Doda, apontado como operador de Lopes, também foram levados a depor. As três conduções coercitivas foram determinadas pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer.

LICENÇA-PRÊMIO – Procurada pelo Globo, a assessoria do TCE informou que o presidente já havia feito um pedido de licença-prêmio ao vice-presidente no último dia 9 de outubro, mas que ele foi deferido apenas no dia 16 de dezembro, três dias depois de Jonas ter sido levado para depor pela PF.

De acordo com a assessoria, o conselheiro já tinha essa intenção há muitos meses. Teria avisado à equipe que ficaria ausente por seis meses, sendo dois meses de férias e quatro de licença, para se desligar do cargo de presidente do TCE e cuidar de projetos pessoais.

Segundo o gabinete de Jonas Lopes Carvalho, assim como os magistrados do Rio, os conselheiros do TCE têm direito a dois meses de férias por ano e, a cada cinco anos trabalhados, eles também podem tirar três meses de licença chamada “prêmio”. Tanto férias quanto a licença-prêmio são remuneradas.

PROPINA DE 1% – Para não serem incomodadas pelo TCE, órgão encarregado da fiscalizar os gastos do governo fluminense, as empreiteiras pagavam uma caixinha de 1% do valor dos contratos, supostamente repartida entre conselheiros, afirmaram os delatores da investigação. Uma das obras seria a construção do Maracanã. Em julho, o TCE bloqueou R$ 198 milhões em créditos vigentes para as construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez referentes à reforma do estádio.

Na ocasião, Clóvis Renato Numa Peixoto Primo, ex-dirigente da Andrade Guitierrez, afirmou em delação ter autorizado o pagamento de propina para o TCE no valor de 1% do contrato do Maracanã, reformado por um consórcio formado pela Andrade Guiterrez, pela Odebrecht e pela Delta. Na mesma delação, ele também disse que pagou 5% de propina ao ex-governador Sérgio Cabral.

Outro delator, Ricardo Pernambuco Júnior, acionista da Carioca Engenharia, citou nominalmente o presidente do TCE como negociador direto do pagamento da propina. Jonas Lopes Carvalho teria cobrado cinco parcelas de R$ 200 mil da empreiteira.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Envolvido em corrupção junto com o filho, que é conselheiro federal da OAB, Jonas Lopes é um exemplo da esculhambação institucional do país, onde conselheiro de TCE tem duas férias ao ano e ainda tira licença-prêmio, que já não existe no governo federal, mas no Estado do Rio de Janeiro é “direito adquirido”. Quanto ao futuro presidente do TCE, Aloysio Neves, ele participava da quadrilha de Cabral desde os tempos da presidência da Assembleia e era da “turma do guardanapo”. Não é preciso dizer mais nada.  (C.N.)

11 thoughts on “Citado em propinas, presidente do Tribunal de Contas do RJ tira “licença-prêmio”

  1. 1) Perguntar não ofende:

    2) Por que os artistas não fazem um show beneficente e encaminham a renda para o s servidores que estão sem receber?

    3) Por que jogadores de futebol não fazem um amistoso e encaminham a renda para os servidores que estão sem receber?

  2. “O BRASIL VAI VENCER.” KKKKKKKKKKK… KKKKKKK… CONTE AGORA AQUELA DO PAPAGAIO, CHICO VIGILANTE. Com os trates do partidarismo-eleitoral, do golpismo-ditatorial e seus tentáculo$, velhaco$, com prazo de validade vencido há muito tempo, e o ciclo de poder dos me$mo$ esgotado, com a kriptonita da lava-jato rondando-o$, dos quais somos todos vítimas e reféns há 127 anos, o Brasil não vence mais nem corrida de tartaruga, muito menos de jegues. Com elle$ no comando, quem sabe venceria uma disputa de voo de galinha ? Não consegue sequer sair do velho lugar comum do velho continuísmo da mesmice, do mais dos me$mo$ e do nefasto ” quanto pior, melhor”, até porque elle$ não sabem fazer outra coisa senão isso: guerra tribal primitiva, permanente e insana, por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, sem desconfiômetro, sem simancol, sem óleo de peroba, sem-vergonha, sem sensibilidade humana, sem dó, sem piedade e, sobretudo, sem projeto novo e alternativo de política e de nação. http://www.brasil247.com/pt/colunistas/chicovigilante/272472/O-Brasil-vai-vencer!.htm

  3. Fazem e depois somem…

    O prefeito não veio, não

    Brasil 29.12.16 07:43

    O prefeito de Mesquita, Gelsinho Guerreiro, do PRB, há mais de dois meses não dá as caras na prefeitura. Prefeitos desaparecidos são a novidade administrativa da Baixada Fluminense.

    O Globo publica que, assim como Gelsinho, “nem o prefeito de São João de Meriti, nem o de Nova Iguaçu, nem o de Caxias e tampouco o de Belford Roxo foram encontrados em seus gabinetes, como mostrou o RJTV, da Rede Globo. Para piorar, em todas essas cidades, funcionários estão com os salários atrasados.

    Em Belford Roxo, servidores informaram na sede do governo que o prefeito Dennis Dauttmam (PCdoB) não aparece há três semanas. Uma funcionária do gabinete confirmou:

    — Ele não têm vindo, não.”

    Se saísse mais barato para o contribuinte, apoiaríamos que ficassem em casa.

  4. Caro Newton, já escrevi aqui, que em 2006, mandei fechar o TCE, por aprovar despesas superfaturadas e e outras mazelas, na área da Saúde de Guapimirim/RJ, por estar Conselheiro da Saúde, de 1998 até 2013, em 2013, superfaturamento em medicamentos chegando a 1.600%, e continua, denuncio a 10 “autoridades 3 em Brasília e 7 no Rio”, e nada acontece, em 2006, o presidente era o Graciosa. O TCE, tem sido citado na Midia, mas…a impunidade é soberana. Os TCEs, são coniventes com a roubalheira, por suas ” cabeças coroadas” chamadas ministros( o melhor nome é “sinistros”. Os sinistros são raposas no galinheiro a mando do Raposão governador, que os nomeia, com ajuda da Câmara Estadual.
    Sinceramente, não vejo Luz na saída desse Túnel tenebroso qua corja nos meteu.
    até nov/16, mais de 2 trilhões arrecadados em impostos escorchantes para serem roubados. TCE uma inutilidade cara para a Cidadania, pode fechar que não faz falta, e a Receita de sua despesa, vá para a Saúde no Caos, Que Deus nos ajude.
    PS. tenho documentação a respeito.

  5. O ” elástico ‘ da paciência do povo ainda vai romper…. Manchetes do OESP:

    Desemprego atinge 12,1 milhões de pessoas, novo recorde da série do IBGE
    Taxa registrada pela Pnad Contínua, iniciada em 2012, ficou em 11,9% no trimestre encerrado em novembro.
    ———–
    Governo deve liberar R$ 7 bi para o Congresso.
    Presidente faz gesto a parlamentares após sinais de desagregação na sua base aliada; ideia é que porta-voz anuncie pacote de medidas em balanço de fim de ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *