Cleptocracia causou a falência ética e financeira de uma promissora nação

Resultado de imagem para cleptocracia charges

Charge do Tacho (Jornal NH)

Francisco Bendl

O Brasil se encontra no seu ocaso como nação, pois destruído ética e moralmente, nos estertores de um Estado que implementou a cleptocracia, está à mercê da ditadura legislativa, que sintetiza este poder deletério, abjeto, e que somente age mediante propina, desonestidade, traição, constituindo-se em um congresso venal, altamente danoso e prejudicial ao povo e país. O desigual tratamento concedido pela Receita Federal, por exemplo, com relação ao contribuinte, demonstra explicitamente que no Brasil desviar recursos públicos compensa e, muito, de forma absoluta e indiscutível. É por isso que a União, Estados e Municípios estão tecnicamente falidos, sem condições de prestar serviços públicos de qualidade aos brasileiros.

Afirmo categoricamente haver mais ética e moral dentro de qualquer dos presídios brasileiros do que nas tais casas legislativas, que sintetizam estelionatos, roubos, traições, inutilidades e vagabundagens em níveis nunca antes registrados na história desse povo tão injustiçado e insultado, que é o brasileiro.

POVO INCONSCIENTE – Se formos esperar por esta “conscientização do povo”, padeceremos por décadas, basta citar os índices vexatórios de nossa educação quando comparada a de outros países muito menores e mais pobres em riquezas naturais!

Foi justamente esta falta de conscientização que elegeu os presidentes dos últimos trinta anos, que arrasaram com o Brasil, e nos jogaram na pior crise da história, somada aos maiores roubos cometidos pelo Legislativo e Executivo já registrados.

Se esperarmos que o povo se dê conta do tanto que está sendo roubado e explorado, decididamente sugiro, para quem puder, a saída do Brasil, sob pena de qualquer dias desses tombar por balas perdidas (ou até mesmo dirigidas) ou morrer por falta de atendimento hospitalar ou ambulatorial.

FALTA ENSINO – Enquanto no Brasil a Educação for destratada dessa forma, sem que lhe seja dada a importância que deve ter, e continuar formando analfabetos funcionais, jamais este país ascenderá ao desenvolvimento, ao progresso, à legítima independência. E continuaremos por anos a fio vivendo essa pantomima democracia, a falsa ilusão proporcionada por eleições fraudulentas e previamente preparadas pela ditadura do Legislativo, quando votamos em candidatos liberados pelos partidos, escolhidos pelas agremiações, e não nos nomes que desejaríamos.

A falta de senso crítico e consciência política, que são falhas encontradas no povo devido à carência de ensino condizente, condena o país à mediocridade eleitoral, que abre espaços imensos à corrupção e desonestidade, características dos nossos parlamentares há décadas, portanto, já enraizadas de tal forma que somente mudanças radicais no sistema para nos possibilitar a retomada do crescimento, não sem antes elevarmos e muito os níveis educacionais no Brasil.

Sem educação não há solução. E até quando irá a paciência do cidadão? – pergunto eu.

12 thoughts on “Cleptocracia causou a falência ética e financeira de uma promissora nação

  1. Boa tarde.
    Até um novo Leonel Brizola pedir apoio a Roberto Marinho para os CIEPS e ouvir o mesmo dizer:
    O povo não precisa de instrução.
    Será que seus filhos pensam o mesmo?

  2. Douglas,

    Grato pelo comentário, mas não vejo a Globo com este poder, de decidir sobre a educação nacional.

    No caso de Brizola, onde a Plim PLim contribuiu para fraudar as urnas, Marinho atendia aos apelos dos militares, que não queriam o governador gaúcho com as mesmas funções no Rio e, mesmo assim, o gaúcho governou por duas legislaturas este belíssimo Estado.

    A educação brasileira é caótica por culpa exclusiva dos governantes, e depois nossa, que não exigimos que nossos impostos sejam convertidos para as necessidades do povo e país!

    Um forte abraço.
    Saúde e paz.

  3. SENHORES

    Certa vez um colega de trabalho me disse:
    -Tem muita gente fazendo cursos superior! Filho de pobre não precisa ter faculdade, basta só fazer um curso profissionalizante no ensino médio e tá bom demais.
    Então eu perguntei:
    -Você tem tem algum filho estudando?
    Ele me disse:
    -Tenho uma filha.
    Eu retruquei:
    -Então porque você não põe ela para fazer um curso profissionalizante no ensino médio ao invés de fazer um curso superior?
    Ele respondeu, alterando a voz:
    -Ora, a minha filha é a minha filha!!!
    Isso aconteceu a uns dez anos atrás e, até hoje, esse meu amigo (também pobre, diga-se logo) passou a me tratar de maneira indiferente.

    Abraços.
    (ps: por que os senhores acham que existe tanta polêmica quanto aos cursos de DIREITO e de MEDICINA?)

  4. Meu amigo e xará,

    Obrigado pelo texto e participação.

    Na verdade, as famílias economicamente muito bem tentam resguardar os mercados para seus filhos.

    Observa que é raro aquele vestibulando que, sem cursos e suplementos nos conteúdos do Ensino Médio, conseguem passar nesses vestibulares que citaste.

    Agora, infinitamente mais seletivo é a Magistratura, uma reserva de mercado exclusiva, própria do Judiciário, que diferencia o cidadão de origem humilde de forma preconceituosa, segregadora, de modo a garantir as sucessões para seus descendentes.

    Outra profissão somente para “bem-apessoados” é a carreira Diplomata, um mercado reservado, onde quem é de fora não entra.

    Um forte abraço.
    Saúde e paz.

  5. A decisão desses juízes especializados é um escárnio aos direitos do funcionalismo público e à dignidade humana, ao sentenciarem que os atrasos salariais são meros aborrecimentos.

    Eu queria ver como se comportariam se fossem com eles tais atrasos, como que reagiriam, cínicos e hipócritas!

  6. O estado brasileiro na realidade é um colundrio dos poderes constituidos tutelados por um engodo chamado de constituição , que garante previlégios á farsantes e transgressores para que estes possam assaltar , delapidar e se apropiar do que é público e estorquir a sociedade.

  7. Quinane,

    Grato pelo comentário.

    Não corrijo absolutamente nada do que escreveste, portanto, concordo em gênero, número e grau com as tuas observações.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

  8. Caro Bendl, assino teu artigo, e demais comentários, a canalhada, transformou o Brasil em grande senzala, com 220 milhões de escravos. Uma Constituição, colcha de retalhos, mais de 100 emendas, que a corja, se auto defende,estuprada e viliependiada, uma justiça de tribunais superiores, conivente com o crime, com o STF, na condição de stf, Os poderes nos envergonham perante o Mundo, transformaram o Brasil em republliqueta democradura.
    O troca troca de deputados, uns amorais., até Deus duvida, da falta de carater desses bandidos.
    Que Deus nos ajude a sair desse oceano de lama. Muita saúde e paz. Théo.

    • Meu caríssimo Théo Fernandes,

      Muito obrigado pelo comentário, que me deixa mais alegre ainda porque concordas com as minhas razões sobre este malfadado governo e daqueles que o antecederam!

      Jamais, em tempo algum, o político se mostrou tão abjeto, deletério, corrupto, desonesto, traidor, conforme vem acontecendo há 32 anos ininterruptamente.

      Desta forma, a democracia é pantomima, uma ficção, diante da ditadura do legislativo, seu poder infinito, que rouba e explora o povo como único objetivo desses venais parlamentares.

      Um grande abraço, Théo.
      Muita saúde e paz.

  9. Caro Bendl,

    Você teceu o seu artigo com o coração e muito patriotismo.
    Ele é verdadeiro, corajoso, como você já demostrou ser, em outros comentários que levaram sua marca de brasileiro que não foge a luta.
    Aliás, textos que marcaram pela sinceridade, lucidez, coerência e ardor cívico. Qualidades, a meu ver, inerentes a poucos, os verdadeiros patriotas.
    Sinceros e efusivos parabéns. Bendl
    Grande abraço.

  10. Meu prezado Andrade,

    Agradeço sensibilizado as tuas palavras incentivadoras e elogiosas a meu respeito, pois apenas tenho comigo a vontade de lutar e a indignação contra a injustiça que sofre o povo por culpa de um parlamento venal, ladrão, traidor, perdulário, inútil e VAGABUNDO!

    Não se pode admitir que um parlamentar ganhe mais de 200 mil mensais, enquanto o salário mínimo se distancia desses proventos milionários, ILEGAIS e imorais em duzentas vezes menos!!!

    Muito menos os magistrados poderiam estar contabilizando vencimentos em torno de 150 mil por mês, recheados de penduricalhos, de suplementos igualmente ILEGAIS e imorais, com o funcionalismo recebendo seus trocados com atraso e parceladamente!

    E desnecessário eu abordar a podridão do Planalto, os ministros envolvidos na Lava-Jato, a corrupção desenfreada, as malas de dinheiro, os encontros furtivos de um presidente na garagem do palácio Jaburu com um delinquente, um empresário sonegador!

    Mas conosco fazem o que bem entendem!

    E, agora, o pior:
    As manifestações “populares” contrárias à condenação do ladrão Lula, do meliante, do inescrupuloso, do crápula e canalha ex-presidente, que me obriga a considerar que, lá pelas tantas, merecemos o sofrimento e as injustiças que são cometidas contra nós!

    Apoiar um ladrão, que arrasou com a Petrobrás, somente um povo muito idiota, imbecil, sem caráter, então tem mesmo de penar e chorar na cama, onde o lugar é quente.

    Andrade, comentaristas do teu porte, do teu nível em educação, conhecimentos, cultura, senso crítico, enaltecem a Tribuna da Internet, e nos obrigam, mútua e reciprocamente, a escrevermos verdades, mesmo sendo a de cada um, mas a autenticidade do que sentem, a legitimidade de seus sentimentos, independente de haver quem dele discorde, elaboram um espaço incomparável, rico, onde captamos o pensamento do povo porque somos de várias origens, desde pessoas simples até formadas academicamente, formando um caleidoscópio estupendo quanto às opiniões pessoais, graças à atuação do incansável Carlos Newton.

    Obrigado, reitero, a tua participação, Andrade, e conta sempre comigo.

    Um forte abraço.
    Saúde e paz,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *