CNN grava Onyx Lorenzoni e Osmar Terra tramando a demissão do ministro Mandetta

Onyx Lorenzoni, Osmar Terra e Luiz Henrique Mandetta

Terra deixou o celular ligado e o repórter pôde gravar a conversa

Deu na CNN

Na manhã desta quinta-feira (9) o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, discutiu a possível demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com o ex-ministro Osmar Terra, informa Caio Junqueira, na CNN. A conversa foi flagrada pela CNN Brasil após a emissora ter telefonado para Terra às 8h33. O ex-ministro atendeu o telefone, não falou nada e permaneceu com a chamada em andamento.

Osmar Terra, no diálogo, defendeu que o governo Bolsonaro adotasse uma política para substituir a quarentena, motivada pelo novo coronavírus.

FIM DA QUARENTENA – “Tem que ter uma política que substitua a política de quarentena. Ibaneis (Rocha, governador do Distrito Federal) é emblemático. Se Brasília começa a abrir… (Mas) ele está com um pouco de receio. Qualquer coisa que fala em aumentar…”, disse Terra, que acrescentou acreditar que as medidas adotadas pelo ministério da Saúde não protegem o grupo de risco.

Durante a conversa, Onyx afirmou que Bolsonaro deveria ter arcado com as consequências da demissão de Mandetta e disse que teria “cortado a cabeça” do ministro.

###
VEJA O DIÁLOGO ENTRE ONYX E TERRA SOBRE MANDETTA:

Onyx: “Eu acho que esse contraponto que tu tá fazendo…”

Terra: “É complicado mexer no governo por que ele tá…”

Onyx: “Ele (Mandetta) não tem compromisso com nada que o Bolsonaro está fazendo.”

Terra: “E ele (Mandetta) se acha.”

Onyx: “Eu acho que (Bolsonaro) deveria ter arcado (com as consequências de uma demissão)…”

Terra: “O ideal era o Mandetta se adaptar ao discurso do Bolsonaro.”

Onyx: “Uma coisa como o discurso da quarentena permite tudo. Se eu tivesse na cadeira (de Bolsonaro)… O que aconteceu na reunião eu não teria segurado, eu teria cortado a cabeça dele…”

Terra: “Você viu a fala dele depois?”

Onyx: “Ali para mim foi a pá de cal. Eu já não falo com ele (Mandetta) há dois meses. Aí acho que é xadrez. Se ele sai, vai acabar indo para a secretaria do Doria.”

Terra: “Eu ajudo, Onyx. E não precisa ser eu o ministro, tem mais gente que pode ser.”

Osmar Terra foi procurado pela CNN e disse que não irá comentar o assunto, já que se trata de uma conversa privada. Onyx Lorenzoni não se manifestou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A que ponto chegamos, hein? É um governo de intrigas e fofocas que partem do próprio Planalto e dos filhos de Bolsonaro.  E os ridículos fanáticos de Bolsonaro dirão que a culpa é dos esquerdistas e comunistas… (C.N.)

31 thoughts on “CNN grava Onyx Lorenzoni e Osmar Terra tramando a demissão do ministro Mandetta

  1. E o editor reproduzindo “fofocas”…CN, votei aqui para dar uma simples dica para você: observando os comentários, a TI está perdendo o leme…Como cristão, apesar das adversidades, desejo-lhe um boa Páscoa!

  2. Em 2014 a equipe do então presidente Obama previu a possibilidade de uma pandemia parecida com o coronavirus e se preparou para combatê-la através de equipes no estrangeiro (especialmente China) e no proprio país. Depois da entrada do atual presidente americano as equipes foram diispensadas o que levou o país á situação que está passando.
    Esse é um exemplo do que pode resultar de achismos de incompetentes a respeito daquilo que não entende. Segue o link em que mostra Obama discursando sobre o assunto.

    https://www.youtube.com/watch?v=Fjr9iKkPm20

  3. Aguardo a gravação da possivel conversa, que eu pessoalmente não duvido que possa ter acontecido, mas aguardo a gravação, pois caso tenha sido só o reporter ter escutado a conversa, a transcrição está detalhada por demais,

  4. Isto não muda em nada na opinião de quem não está fanaticamente e não respeitando a democracia como a esquerdinha.
    E nem Bolsonaro tem nada com isso

    Problema deles, ministros.

    Assim esquerdinha, isto se for grave ou não , não vai ajudar vcs em nada.
    Podem perder as esperanças de golpe.
    Respeitem a democracia.

    • Uma classe política e jornalística que acha gravação ilegal feita por araponga válida está apodrecida e namorando ditaduras. É óbvio que a história do jornalista dizendo que ele ligou, não falou nada, o outro desligou o celular, ficou conversando em outro aparelho no viva voz e o som foi audível perfeitamente é uma lorota infantil. Vale tudo. Depois não chorem.

  5. Não se percebe na conversa nenhum ato não republicano tais como os muito asquerosos aos quais os brasileiros estiveram submetidos ouvindo todo santo dia por longos anos. Isso é um forte indício de que temos um Governo sério. Reportagens como estas são propaganda maravilhosa para qualquer Governo pós PT.

    • O próprio ato em si já não foi probo – se deixaram ouvir de propósito para desgastar o ministro dando um empurrãozinho para, quem sabe, realizar um desejo do presidente

  6. Bem óbvio que se deixaram gravar ou mesmo que tudo foi armado – sabe-se que a CNN Brasil nada mais é do que uma emissora fundada por gente com ligações com o Edir Macedo, apoiador de Bolsonaro e que tem na sua emissora Record – comprada com dinheiro de empréstimo da Universal para ele, décadas atrás e que respondeu por crime mas foi livrado pela incompetentemente demora – um canal de propaganda do governo

  7. Quanta inocência de repórter da com, está claro que o ônix lorenzonni, junto com o Osmar terra, deixou que gravasse a conversa, Este papo de que deixou o telefone fora do gancho é só para otário, vá catar batata, político não é troca, ao contrário, são verdadeiros malandros.

  8. Aprendi, faz tempo que “”política não é para neófito! Assim me disse, uma única vez, o amigo João Jorge, político de sempre.
    Lendo comentário, deduzo que, a imensa maioria dos autores jamais participou de política partidária e institucional!
    Isto é bom, é ruim? Deponde o anulo que se analisa.
    A leitura de quem já assistiu o filme, é fácil: é só ligar as pontas soltas.
    * Terra perde o cargo de ministro para Onix, quer perdeu seu lugar ara militar, por erros infantis;
    ** Terra se expie mas não por completo. Quer o cargo de Mandetta mas não se joga de corpo e alma.
    O celular é o instrumento que leva o fato à público! De quem é ele?
    Diz um amigo que “se esqueceu-se” do celular ligado, ou seja, é como o “se atolou-se”, com as rodas da frente e as de trás!
    Políticos profissionais agem como a política profissional exige. E eles sabem fazer as coisas. As vezes, são descobertas e outras são oferecidas!
    Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *