Desta vez, a presidente fez como Ali Babá e reuniu 40 ministros

Presidenta Dilma Rousseff faz a primeira reunião ministerial do segundo mandato na Granja do Torto (José Cruz/Agência Brasil)

Retrato de um governo não consegue se entender e cada um diz uma coisa

Carlos Newton

Um ministro anuncia uma coisa, logo é desmentido pelo Planalto ou por outro ministro. A confusão é geral é só faz aumentar. Ainda não satisfeita em ter 39 ministros, a maioria sem a menor expressão ou importância, a presidente Dilma Rousseff já elevou este número para 40, porque o assessor especial Marco Aurélio Garcia, tido como consultor da Presidência para Assuntos Internacionais, conquistou assento permanente junto aos demais e participa das reuniões ministeriais.

Mas esse espantoso número passa a 41 quando se entende que o marqueteiro João Santana também merece idêntica qualificação de ministro sem pasta. Na verdade, deveria até ser considerado como principal ministro, uma espécie de Rasputin imberbe, pois é o único que consegue ser escutado com atenção por Dilma Rousseff, que acata sem discutir todas as sugestões dele, embora algumas tenham sido inteiramente idiotas, como vazar para a mídia que a presidente Dilma costumava andar sozinha de motocicleta por Brasília, à noite.

No dia seguinte, vergonhosamente o Planalto teve de desmentir a falsa notícia, porque Dilma não tem habilitação nem sabe dirigir motocicleta. Foi patético, porque, na tentativa de desfazer a mancada de Santana, a Secretária de Comunicação Social então inventou que a presidente andava de carona na moto do então secretário-executivo da Previdência Social,  Carlos Gabas, que amavelmente se apressou a confirmar a veracidade da informação. E todos puderam imaginar a cena daquela volumosa senhora esforçando para subir na garupa de uma motocicleta para se abraçar fortemente a um jovem funcionário do governo, pelo simples prazer de dar um passeio pela capital…

CRIANDO E IMITANDO…

Santana é um excepcional marqueteiro, mas se alimenta muito da criatividade alheia, ao imitar ideias e situações. No caso do passeio de moto, por exemplo, ele copiou descaradamente o jornalista Said Farah, que era ministro da Comunicação do general João Figueiredo. Para popularizá-lo, Farah espalhou a notícia de que o então presidente gostava de andar de moto sozinho em Brasília, à noite, e divulgou até uma foto dele, a caráter.

Depois, Santana imitou também Ulysses Guimarães e fez Dilma se referir ao “Velho do Restelo”, o personagem de Luís de Camões que tentou evitar a viagem de Vasco da Gama. A presidente da República absurdamente aceitou a sugestão e tentou aparecer como conhecedora das Lusíadas, como se realmente tivesse esse tipo de cultura literária, vejam a que ponto os marqueteiros chegam.

Em outra ocasião, Santana inventou que Lula passara a ler livros e teria até adorado a tradução da biografia de Abraham Lincoln escrita por Doris Kearns Goodwin. Lula gostou da ideia e deu declarações sobre a obra, destacando um episódio em que Lincoln estava numa estação de telégrafo. Só que, ao fazê-lo, Lula disse que o presidente americano estava usando o “telex”, ao invés de telégrafo. Mas o pior da estória é que esta cena não existe no livro, apenas no filme de Steven Spielberg, pois foi criada pelo roteirista Tony Kushner. Ou seja, Lula viu o filme, foi tirar uma onda de que teria lido a biografia e quebrou a cara.

Esses episódicos erros de Santana são desqualificantes, mas nada consegue reduzir o prestígio do marqueteiro no Planalto e no Instituto Lula, porque ele realmente funciona no que é mais importante – vencer eleição.

SEM PASTA, MAS PRESTIGIADO

Quanto ao outro ministro sem pasta Marco Aurélio Garcia, é o contrário do marqueteiro, pois tudo que o assessor de Assuntos Internacionais faz dá errado. É da inspiração dele, por exemplo, a abertura de embaixadas e consulados em países e cidades sem importância. Com isso, aumentou os gastos do Itamaraty inutilmente, fazendo os diplomatas passarem vergonha no exterior, com credores batendo à porta a todo momento e a imagem no Brasil denegrida no plano internacional.

Quem aceita um assessor desse nível decididamente nem precisa de inimigos. Mesmo assim, a presidente Dilma continua ouvindo os conselhos de Garcia e lhe dá assento nas reuniões ministeriais.

REUNIÃO IMPROFÍCUA

Como todas as anteriores, a primeira reunião ministerial do segundo mandato da presidenta Dilma foi totalmente improfícua. A governante (ou seria governanta, como sugere a comentarista Teresa Fabricio?) demonstra tanta consideração com os ministros que marcou a reunião para as 16 horas, para que tivesse a menor duração possível. Isso significa que praticamente só quem falou foi ela, a quase totalidade dos ministros fez como figurante de novela, que entra em cena mudo e sai calado.

Reunir 39 pessoas (na verdade 40, contando com o “ministro sem pasta” Garcia) é de uma inutilidade constrangedora. Se tivesse o mínimo de conhecimento de técnicas de Administração, a suposta “doutora” pela Unicamp saberia que os ministros precisam ser reunidos por grupos. O mais importante deles seria formado por Fazenda, Planejamento, Desenvolvimento e Banco Central. Dependendo do tema, poderia incluir Agricultura, Relações Exteriores, Turismo, Micro e Pequena Empresa e até Transportes e Portos, em função da importância crescente da logística no desempenho da economia.

Outro grupo seria formado por Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia, Esporte e Desenvolvimento Social. Mais um grupo, integrado por Defesa, Relações Exteriores, Assuntos Estratégicos, Aviação Civil e Segurança Institucional, incluindo os três comandantes das Forças Armadas.

E por aí em diante. Mas quem se interessa por governar de uma forma racional e eficiente?

31 thoughts on “Desta vez, a presidente fez como Ali Babá e reuniu 40 ministros

  1. A presidente Dilma reunida com seus ministros tem sido menos importante que qualquer reunião de Grêmio Estudantil.
    Os alunos, pelo menos, decidem algo para escola, enquanto que a dos ministérios é para ouvir corte nos orçamentos e discursos atabalhoados da Chefe.
    A presença do Top Top Garcia, que soma 40 auxiliares diretos da presidente, comprova a irresponsabilidade e mau uso da máquina pública pelo PT, pois se houvesse uma quantidade racional de ministérios, no máximo haveria doze, sobrando verbas para que se tornassem um pouco menos deficientes como atualmente se caracterizam.
    O problema é que a prioridade petista é dar emprego para seus apaniguados, pouco se importando com o povo, que já recebe o bolsa família, portanto, tem mais é que ficar quieto, enquanto dilapidam o patrimônio nacional e assaltam o erário público.
    Certamente a quantidade inútil de tantos ministérios tem um objetivo:
    Mais cabeças ruins pensando em como criar novos métodos para enriquecimento ilícito e rápido, pois o PT só dura mais quatro anos no poder.
    Até 2018, pobre Brasil, que sofrerá ataques violentos dos petistas para roubarem escandalosamente este País, cuja comprovação se dá com a escolha da presidente em ir à Bolívia, no lugar de ter ido a Davos, na Suíça, se encontrar com quem poderia melhorar a economia brasileira através de aumento em nossas exportações, preferindo se reunir com o cocaleiro Morales, que nos roubou usinas da Petrobrás e, mesmo assim, é prestigiado pelos petistas, evidentemente cúmplices no roubo à nossa maior estatal, então a escolha adequada de Dilma, claro.
    Desta forma, a presença na reunião ministerial do Top Top Garcia tem a sua razão de ser:
    O gesto feito às vítimas do acidenta da TAM, em São Paulo, com 199 vítimas, ele faz o mesmo à população brasileira, top top, enquanto acena delirantemente para países que agem da mesma forma com seus povos: Argentina, Bolívia, Venezuela e Cuba, governos cuja ideologia é empobrecer suas nações na razão inversamente proporcional à riqueza de seus presidentes e consolidação das classes dominantes.
    Basta lembrar que o prejuízo à Petrobrás é multinacional, com Bolívia e Venezuela juntos com o Brasil, praticando roubos e prejuízos incalculáveis à Petrobrás e sem qualquer medida oficial para punir ou cortar relações com esses vizinhos tão “bons” para nossos interesses!
    Da minha parte, só me resta devolver o top top à reunião dos 40 bobos da corte, comandados por uma presidente sem graça, mas risonha e franca para “colegas” mandatários que, igualmente, só nos desejam o pior!

      • Cazé,
        Tomara!
        Ou este governo termina antes ou acaba conosco.
        Anota:
        Caso persistir a crise econômica e falta de crescimento, ano que vem teremos outra rodada de aumento de impostos.
        O tal de Levy, que era da turma do ex-governador do Rio, aquela do guardanapo, só mesmo à base de propaganda para divulgá-lo como competente, pois aumentar a carga tributária para compensar os desmandos e descalabros até eu, que tenho apenas o Ensino Médio!
        Os tais “especialistas” não conhecem outro remédio, a não ser sugar o sangue do povo, enquanto se refestelam em viagens, reuniões, passeios, salários polpudos, mordomias e “comissõezinhas” à parte.
        Agora, o governo fazer a sua parte, que seria economizar, gastar menos, se enquadrar dentro do orçamento da União, não mesmo, esta prática é com a população, que já ganha de mão beijada o bolsa família, quer mais o quê?!
        Olha, Cazé, existe solução para o mal que nos aflige.

  2. Nem precisam se converter, mas petistas/governistas podiam usar as técnicas de gestão de Jesus Cristo, considerado o melhor Gestor de todos os tempos. Tinha apenas 12 “ministros”, só precisou de um mandato de 3 anos e seu ótimo legado está aí até hoje.

  3. Caro Sr. Newton, ótimo artigo, a Srª Pinoquio não resistiu, vestir-se de Ali Babá, e materializou o 40, que eu considerava invisível e o mais devastador, o da corrupção, então salve-se quem puder!, o Zé Mané, vai se danar!, só nos resta: Deus SOCORRO

  4. O problema é que, como bem diz acima o Sr. ANTONIO ROCHA, se a Presidenta DILMA reduzisse os Ministérios para 12 ( são 12 as Tribos de Israel), colocasse nos 12 Ministérios os mais COMPETENTES/HONESTOS, em alguns casos TÉCNICOS EXPERIENTES, e fizesse tudo certo Administrativamente, PERDERIA TOTALMENTE sua Base Aliada, ficaria isolada Politicamente, e sofreria Impeachment antes do meio do ano, para grande alegria do senhor Vice-Presidente e um certo maior Partido do Ocidente. E se esse, o senhor Vice-Presidente, procedesse da mesma forma, em menos de 6 meses sofreria o mesmo Destino, para grande alegria do senhor Presidente da Câmara de Deputados………….
    Com nosso atual e caótico SISTEMA POLÍTICO, ( PRESIDÊNCIA DE COALIZÃO) operando sem Cláusula de Barreira nem nada com 32 Partidos, e mais 42 Projetos de Partidos NO FORNO, como REDE, o ressuscitado PL, etc, será de assim para pior.

    • Caro Flávio José Bortolotto,

      MATOU A CHARADA.
      Errado é o sistema.
      Judiciário ausente e cúmplice.
      Legislativo ausente e cúmplice.
      Executivo refém, ausente e cúmplice.
      Tanto faz se o presidente é Zé, Mané ou a Chica do Babau.
      População PAGA A CONTA.

      abraço fraterno

    • Esse raciocínio, é de uma lógica, que realmente não existe. Olha, meu caro senhor, a competência, é um atributo de que a possuí e pratica , uma qualidade impar. Ela só agrega, só dá frutos, só produz, ela não faz parte do menos, é só do mais. Moral da história, quem tem competência, não teria medo da base aliada, pois saberia com ela(competência), mexer a panela. Como não é o caso, esta senhora com os seus 41( bundões e ladrões) fazem concessões mutuas, ela para não sofrer o impeachment (mas graças a Deus não escapará) e eles para roubar mais do povo brasileiro.

    • Perdão, mestre Bortolotto,
      Então a questão não é o Brasil se desenvolver e seu povo progredir, mas ficar à mercê de políticos e partidos traidres do povo!
      Ora, a Dilma com o apoio popular que teve e se fizesse uma administração correta esta popularidade aumentaria, e eu duvidaria muito se o Congresso tivesse coragem de impedi-la.
      Desta forma, a Dilma é tão incompetente quanto aos ministros que escolheu como também irresponsável, demonstrando fraqueza diante de partidos políticos que só visam seus interesses e conveniências, no lugar de dar um soco na mesa e pensar no País, na sua população, e não agradar corruptos e ladrões que se acham donos desta terra.
      Não posso perdoá-la por esta fraqueza, quanto mais entendê-la.
      Uma presidente da República se ver chantageada por inescrupulosos, mas tendo o apoio popular, que aumentaria, repito, caso mostrasse decisão e vontade de acertar, na verdade não está refém de uma política deplorável, mas distribuindo cargos, secretarias, diretorias e ministérios para o PT possa roubar como vem fazendo, liberando a mesma prática para os demais partidos, de modo que todos possam se aproveitar deste desgoverno e enriquecer às custas do povo, dos impostos que nos são cobrados e dos desvios de dinheiro de nossos cofres, afora o assalto às estatais.
      Dilma não é vítima deste sistema, Dilma é cúmplice!

      • Se reunir para quê? Ninguém sabe de nada…. A Petrobras lançou o seu balancete sem as perdas geradas pela roubalheira. A Graça ( a C. Foster tem ou não 43 contratos) disse que assim fizeram pois é IMPOSSÍVEL calcular quanto roubaram! Quem ‘administra’ desse jeito se reúne por que ?

        • Só podem estar brincando de governar um País e uma estatal como a Petrobrás!
          Quer dizer que “não sabem” o tamanho do roubo?!
          Em outras palavras:
          Se eu sou roubado e me levam o dinheiro, eu não saberia quanto estava levando na carteira em espécie?!
          Quanto escárnio com a população brasileira, quanto deboche com as instituições, Virgílio.

      • Fuchs,
        Notaste que ultimamente as verdades nos deixam infelizes?!
        Enquanto estivermos sob a égide deste governo mal intencionado e mentiroso, a realidade que se abate sobre nós e o Brasil nos desespera, mas alegra e deixa felizes os petistas.
        O PT é do contra.
        Quanto mais somos massacrados por impostos que são desvirtuados de seus destinos, mais eles ficam contentes; Quando a verdade vem à tona, tipo o roubo da Petrobrás, ficamos indignados, mas eles esfregam as mãos e faceiros porque sequer se tem uma idéia do quanto ocasionaram de prejuízos à estatal!
        Eis os legítimos algozes de nossas alegrias e felicidades: os petistas, por enquanto.

  5. Incrivelmente, nenhuma palavra sobre a dramática crise da falta de água e do iminente racionamento de energia, no Triângulo das Bermudas do Sudeste, Rio, São Paulo e Minas Gerais. Esse assunto deveria ser a prioridade das prioridades. No entanto…

    Contrariando a lógica, falou-se sobre a preservação das empreiteiras, no caso da cartelização das obras públicas e da corrupção ativa, querendo-se apenas a punição de poucos executivos, após o devido processo legal, em uma demorada demanda com direito a ampla defesa e o contraditório, além é claro, das costumeiras gincanas processuais eivadas de recursos protelatórios.

    O país está de cabeça para baixo literalmente. Os rios e fontes estão secando e a população pobre começa a separar área próximo dos riachos secos para construir casas de madeira nas imediações da Represa Billing, conforme denúncia de moradores de São Paulo. Foi constatado, que esgoto in natura é despejado das residências de luxo e das comunidades, na represa em questão. Nem uma palavra sobre as Estações de Tratamento de Esgoto e o destino da água tratada. Provavelmente, essa água, quando tratada, escorre para rios poluídos como o Tiete. Estão brincando com o perigo.

    Não estão tratando conforme deveria, a maior seca histórica dos últimos 100 anos. A temperatura do planeta já cresceu 2º C. O calor continua insuportável, as árvores caem estressadas e os animais migram para não morrerem desidratados e são atropelados nas estradas e ruas. Aqui no Rio de Janeiro, no bairro de Curicica, a população retira água dos córregos em meio aos jacarés esfomeados. A disputa pelo líquido será uma batalha sem precedentes no Sudeste, pois não fomos preparados para viver o momento de estiagem prolongada.

    Os frutos das amendoeiras caem queimados e sem vida nas ruas da cidade do Rio de Janeiro e as mangas e goiabeiras diminuíram de tamanho. A situação está de vaca não reconhecer bezerro. É gravíssima a crise. Reportagem de hoje nos jornais, informam que a crise era conhecida do governo estadual, há pelo menos 10 meses. Seria tempo suficiente para conscientizar a população para a racionalização do uso da água. Provavelmente, não estaríamos tendo que utilizar a água do volume morto.

    Alea jacta est

    • Caro Roberto Nascimento,
      Simplesmente vivemos o pior governo da História deste País há doze anos, e com mais quatro, que será a pá de cal em cima de nossas aspirações.
      Se o povo inculto e incauto não quer que o PT deixe o governo por questões de interesse e conveniência – bolsa família -, a Natureza com dó dos brasileiros fará este trabalho!
      Não existe população que aceite pacificamente ficar sem luz. Água, que é vida, a revolta é iminente.
      A falta de previsão, de preocupação com a população que hoje sofre de falta d’água, com esta Educação e Ensino deprimentes, Saúde nas mãos de estranhos, Segurança absolutamente inexistente e Infraestrutura apenas para roubos e rombos, a consequência seria esta, inevitavelmente.
      Desta forma, nossos governantes e governo central se unem na incompetência, irresponsabilidade, criminalidade, e deveriam ser sumariamente expulsos de suas funções por deixarem o povo sem água!
      A Venezuela está melhor que o Brasil.
      Lá falta papel higiênico, que existe alternativa, mas água?!
      Cuba, que não tem comida suficiente para os cubanos tem água, da mesma forma a Argentina e a Bolívia do ladrão de refinarias, Morales.
      Pois conseguimos suplantá-los no ítem vital para o ser humano, água.
      Não foi por nada que a Dilma preferiu ir à Bolívia que Davos, afinal das contas, ambos estão comprometidos com os prejuízos à Petrobrás, então precisam estar mais unidos que nunca nesta fase.
      E, se a falta de água aumentar e se tornar crítica, o governo e aliados importam água francesa, Perrier e Evian com gás para beber e sem gás para banho, lógico.
      A corda está ficando perigosamente muito retesada.
      Um abraço, Roberto.

  6. E no fim das contas ninguém governa nada. Com um séquito de tal dimensões, custa mais ao executivo gerenciar essa turma do que realmente governar, uma palhaçada sem precedentes.

    E o povo de bosta não tá nem aí, não sabe ler, só pensa em trabalhar para comer, não quer saber de política por causa das decepções, esquecendo-se que quanto mais ele foge, mais as consequências da sua omissão o atinge.

  7. Roberto Nascimento,

    Falta agua em SP, MG, RJ, GO, BA, AL, PE, RN, CE, PI, entre outros
    Manaus tem um dos maiores rios do planeta e oferta de agua potável é insuficiente.

    Falta energia no Brasil inteiro
    E as tarifas aumentam mais e mais a cada mes

    A canalhice governamental é inerente a
    pt pmdb, psdb e tos os outros p(s)

    • Dorothy:

      O desmatamento é uma das causas da falta de chuvas, mas o desperdício da água agrava o quadro. Aqui, no Rio de Janeiro, cidade onde resido, há 1400 lava jatos clandestinos, que desperdiçam água o dia inteiro. Moradores lavam suas calçadas com água potável, diariamente, então…

      Os governos poderiam incentivar o uso da água das calhas das residências e também o uso da água oriunda das máquinas de lavar, para lavagem de calçadas e áreas comuns dos edifícios. Na abundância, ninguém pensou em praticar essa economia, contudo, agora terão que fazê-lo de qualquer maneira. Ou isso ou o racionamento e por fim nada mesmo.

      O pior dos mundos, é que não está chovendo o suficiente nem para acumular nas cisternas. A crise atinge proporções de caos. Os ambientalistas torcem para que o mês de fevereiro seja abençoado, entretanto, esse mês do carnaval, historicamente é de secura e falta de chuvas, com temperaturas senegalesas, em torno de 40ºC. Talvez haja uma melhora em março, que em 2014 foi muito fraquinho de precipitações chuvosas na cidade maravilhosa. De abril até novembro chove muito pouco.

      Precisamos, todos nós, botar as barbas de molho.

  8. Verdade, Roberto Nascimento,

    Não temos um PROJETO DE NAÇÃO. SOMOS UM AMONTOADO DE PESSOAS OCUPANDO UM TERRITÓRIO.

    DETALHE;

    Só no Rio são1400 lava jatos clandestinos.
    A demanda é gigantesca.
    Na contramão do mundo desenvolvido Luladrão incentivou o uso de carros e deu incentivos fiscais às montadoras. Luladrão nunca se preocupou com o transporte público. O país precisa de 50 anos para neutralizar o efeito petralha.

  9. O golpe de 64, foi dia 1 de abril, mas segundo a ditadura foi em 31 de março
    para não pegar mal, pois primeiro de abril é dia de enganar bobo.
    O governo do PT parou em 39 Ministério, também para não pegar mal, pois
    40 Ministérios, faz lembrar do Ali Baba e os 40 ladrões.

    • Isso já é real Nelio,com apenas uma correção, aqui no Brasil não é um Ali Bábá mas uma Ali Bábá.
      Considerando que no PT existe o Ali Bábá(mentiroso e enganador de trouxa) tambem conhecido bebum de Rosemary.

  10. “João Santana. Na verdade, deveria até ser considerado como principal ministro, uma espécie de Rasputin imberbe, pois é o único que consegue ser escutado com atenção por Dilma Rousseff, que acata sem discutir todas as sugestões dele, …”

    Este é o principal ministro. Sem ele, este governo já tinha caído. No dia em que pararem de mentir, acabam.

  11. O PTraidor. 12 anos de hipocrisia e mentira, está levando o Zé Mané que tem ‘bestunto’ a pensar na situação gravíssima que está a sua porta.
    Com esse calor e falta de água para beber, a situação vai ficar incontrolável.
    Oremos fervorosamente a DEUS, pedindo que nos ajude. mandando chuva para não morrermos de sede, e mandando um AVC de paralisia total para a canalhada hipócrita dos 3 podres poderes que estão infelicitando 200 milhões.Pão e circo está na porta – carnaval, vejo a Mídia, gastar tinta e papel, não vejo orientação para enfrentar a crise, já que os governos ficam num bláblá sem fim, Pesão vai pedir socorro a Dilma, é piada de mau gosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *