Com a ascensão de Jair Bolsonaro, cria-se um novo quadro político no Brasil

Resultado de imagem para bolsonaro

Bolsonaro significa uma reação da opinião pública

Pedro do Coutto

No início da apuração oficial do TSE, vislumbrou-se uma única dúvida: se Bolsonaro venceria no primeiro turno direto ou se iria haver segundo turno com Fernando Haddad. O candidato do PSL não conseguiu liquidar a fatura contra o petista, teremos de aguardar até o próximo dia 28. E o resultado do primeiro turno estabelece um crepúsculo na política brasileira. As grandes legendas desabaram nas urnas e o eleitorado demonstrou um  impulso forte no sentido da renovação e, portanto, numa rejeição às lideranças que vinham dominando através do tempo, desde 1989 até os dias de hoje.

O PT enfraqueceu-se enormemente, bem como ocorreu com as posições de centro-esquerda. O desempenho desses dois grupos ficou muito aquém do espaço que conquistaram principalmente a partir de 2002, que marcou a primeira vitória de Luiz Inácio Lula da Silva.

PASSADA A LIMPO – Essa constelação foi passada a limpo e não se pode negar que tudo resultou da sequência de reação a um sistema de corrupção, que somente poderia acabar assim, com o esfacelamento das siglas até ontem dominantes. Os eleitores e eleitoras do país revelaram-se profundamente contrários a um estilo que desabou.

Fernando Haddad representou bem o ocaso do Partido dos Trabalhadores e deixou claro que, rejeição por rejeição, a do PT superou em muito a de Bolsonaro. Foi uma explosão desencadeada por uma consciência nacional de que o roubo e as acomodações chocam-se com qualquer política capaz de levar a um desenvolvimento real, tanto econômico quanto social.

CONSULTAS A LULA – Refletiram negativamente as viagens constantes de Fernando Haddad a Curitiba. Talvez tenham pesado mais contra o próprio candidato do que lhe tenham acrescentado votos. Esta constatação é que pode explicar a forte subida do candidato do PSL, criando uma situação favorável aos candidatos alinhados com Bolsonaro nas urnas de ontem.

A atuação do PT, principalmente a partir da segunda vitória de Dilma Roussef, foi catastrófica. Isso de um lado. De outro, observa-se um repúdio firme às articulações de bastidores no estilo clássico baseado na frase de que o país precisa mudar para tudo ficar como está. Não é possível aceitar-se a corrupção e a impunidade, somadas à falta de soluções transparentes e que levam a certeza de engodo e mistificação. O exemplo encontra-se nos assaltos que os últimos governos permitiram que acontecesse. Foi uma verdadeira conspiração do silêncio. Não se ouviu a voz do maior interessado: a população brasileira.

REAÇÃO EM MASSA – Mas falei em assaltos. Os eleitores e eleitoras identificaram uma forma de reagir e se defender recorrendo a uma repressão dentro dos limites da lei, esperamos que seja assim.

As pesquisas falharam porque uma série de desfechos foi evidenciada nos movimentos impetuosos das últimas 48 horas. As previsões fracassaram. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, segundo se noticiou, aguarda o momento para publicar uma carta aberta sobre os temores de um futuro marcado pelo lema violência contra violência. Vamos esperar uma política global de parte de Bolsonaro ou de Haddad, se este chegar ao segundo turno.

10 thoughts on “Com a ascensão de Jair Bolsonaro, cria-se um novo quadro político no Brasil

  1. Não vejo a hora do Capitão Bolsonaro e do General Mourão acabarem com o regime ditatorial do comunista Maduro.

    Preparem-se FFAA para ajudar a libertar nossos irmãos Venezuelanos.

    • Não sei se o militar da reserva pode usar o título em atividades civis. Minha impressão é que na reserva o indivíduo passa a ser civil. A militar da reserva nem a continência é obrigatória. Portanto parece-me impróprio o tratamento de capitão a Bolsonaro e o de general ao senhor Mourão. Há algo intencional nesse tratamento.

  2. Bom dia povo POVO.
    Satisfeito com apuração, superando alguns entraves sobre as urnas foi de lavada com uma boa renovação para o Senado e legislativo. Vamos forte para o pleito do segundo turno. Agora está na mão do povo escolham Bolsonaro ou outro petista ladrão.
    Os amigos que estão dando piti cheio de rótulos, não estão satisfeitos zarpa fora que aqui é Bolsonaro 17, contra o escoria marxista, petista o raio que o parta. Liberdade, Ordem e Progresso.

    • kkkkkkkkkkkkkk xD

      INOCEEEEENTEE, TADINHOOO….

      Em 06.06.2018 o STF derrubou o voto impresso, rasgando uma lei sancionada em 2015. Você teve QUATRO MESES pra pedir voto impresso e levantar a lebre da fraude nas urnas da SMARTMATIC. Por que não pediu voto impresso antes?

  3. Dilma tinha 25% de votos aqui em Minas, ficou em quarto lugar..Dizem que do dia pra noite, houve um crescimento absurdo dos outros… conversa fiada..os institutos já sabiam que ela não seria eleita, mas continuavam a mostra-la em primeiro lugar afim de influenciar os eleitores…porque são todos de esquerda..na última hora mostraram a realidade, com mêdo da desmoralização……

  4. Sei não, mas Bolsonaro tem mais tempo como político do que como militar.
    Essa de militar agora é para associá-lo ao regime militar como bem observou Eliel.

  5. O jornalista autor do artigo, que se intitula especialista em Pesquisas, em nenhum momento a elas se referiu. Por que ? Chegou a conclusão que pesquisas são MENTIROSAS e encomendadas divulgando um resultado já faturado ( $$ ) aos clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *