Com a expulsão, o Flamengo ficou com 10. Com Ronaldo, o Corinthians já entrou com 10

O jogo não deveria ser realizado. Com aquela chuva, todo o primeiro tempo não existiu. E o segundo, quase a mesma coisa. A bola não andava, ficava inutiizada. O duelo Adriano-Ronaldo, fica para outra vez. Adriano se movimentou bem, no penalti nem hesitou: pegou a bola, bateu o penalti como deveria ter batido semana passada.

Audácia de Mano Menezes escalando o “Fenômeno”, sem condições de jogar e até de andar, atrapalhou os próprios companheiros. Coragem do treinador, manter o jogador até quase o fim. A única corrida de Ronaldo: quando foi substituido. Dava a impressão de que queria ir logo embora.

O ótimo time do Atlético

Surpresa a exibição do Atlético. Futebol de classe, nenhum chutão, foi igual ao Santos, este desfalcado. Foi beneficiado pelo impedimento claríssimo do segundo gol. Só não viu quem não quis. Duplo impedimento, no primeiro e no segundo lance do mesmo gol. Luxemburgo vibrando espantosamente no segundo gol. Já sem paletó e se lamentando quando Santos fez seus gols.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *