Combater a Violncia

Cel. Digenes Pereira da Silva

A violncia um fenmeno que vem sendo estudado por organizaes, socilogos e especialistas como acumuladora de conhecimento. Com as novas ferramentas tecnolgicas de apoio e com a transformao organizacional dos aparelhos de defesa do estado, verifica-se, que houve avanos significativos, ratificadores do aprimoramento da segurana da sociedade. Neste sentido, as novas perspectivas, indicam compromissos que geraro bons frutos quanto postura desenvolvida como fora pblica defensora dos direitos humanos e como gerente e administrador, tanto de pessoas como do conhecimento.

O tema violncia urbana e da criminalidade e como combat-las, tm provocado discusses salutares em nvel nacional. O envolvimento da sociedade civil tem sido um marco regulatrio da expresso pelo clamor social no sentido de exigir, dos nossos governantes e dos diversos rgos corresponsveis pela Segurana Pblica, o resgate do difcil quadro de aumento dos atos de violncia e criminalidade. Com foco nesse fenmeno, esto sendo desenvolvidos estudos prospectivos e aes pelos rgos de defesa do estado, na busca de contraporem-se aos problemas, muitas vezes, sustentados pela distino de polticas pblicas voltadas para a condio social do indivduo que abarca uma gama de caractersticas que contribuem para a violncia, tais como: renda escassa ou nula (oportunidade de trabalho); desigualdade social distribuio de rendas, educao e outros.

A violncia teve sim suas acrescidas sustentadas pelo surgimento da globalizao, do trfico de drogas e da afluncia populacional. Este fator tem exigido o refinamento tcnico-profissional dos integrantes das foras de segurana pblica em todo o pas, voltado para a GESTO de PESSOAS e tem revelado resultados positivos pelas constantes atualizaes e habilitaes no gerenciamento de pessoas e das situaes, as mais diversas, com que se deparam o profissional de segurana pblica, muitas vezes, complexo e delicado exerccio funcional.

nesse sentido, que convoco a sociedade parceira para assumir responsabilidades, no no sentido figurativo de correr riscos perante a combativa do crime, mas em sustentao do art. 144 CF 88, Segurana Pblica dever do estado, direito e responsabilidade de todos e no se esqueam: a violncia pode, sim, ser controlada, combatida com eficincia e dentro do patamar de aceitao social, mas extingui-la por completo, ou baixar os ndices criminais na sua totalidade, querer acreditar em algo dificlimo. Olhe s o combate a dengue, quantos milhes de brasileiros esto se mobilizando contra o mosquito transmissor! No pode ser diferente com a segurana pblica.

Digenes Pereira da Silva, Policial Militar da PMMG,
graduado em Segurana Pblica e Privada
pelo Centro Universitrio do Tringulo UNITRI

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.