Começou a debandada: PR abandona a base aliada do governo.

O repórter Gerson Camarotti, de O Globo, revela que o líder do PR no Senado, Blairo Maggi (MT), anunciou que os sete senadores do partido farão, a partir desta quarta-feira, oposição ao governo federal.

A mudança na postura do partido se deve à negativa do governo em manter com o PR o Ministério dos Transportes, apesar de o próprio maggi ter sido recentemente convidado para o Ministério.

O líder do PR esteve com ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, na tarde de quarta-feira, e ouviu dela que a posição da presidente Dilma Rousseff é de que o partido não terá mais a pasta, como deseja a bancada.

– PR do Senado está fora do governo. Os sete senadores estão na oposição – afirmou o líder no Senado.

O senador e ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, afirmou:

– Acabou, chega! Ninguém aqui é moleque!

Blairo contou que já comunicou a decisão à ministra Ideli. Ele respondeu que não quer mais discussão com o governo.

###
CORRUPÇÃO

A crise no Ministério dos Transportes, alvo de denúncias de corrupção em obras e favorecimento ao PR, causou a demissão de 15 pessoas da pasta. Em apenas 18 dias após a divulgação das denúncias de irregularidades, o senador licenciado do PR, Alfredo Nascimento, deixou o comando da pasta junto com pelo menos quatro auxiliares diretos. Os diretores da Valec e do Dnit também perderam seus cargos. Luiz Antonio Pagot, que comandava o Dnit, entrou em férias, mas foi exonerado do cargo quando retornou.

Esta é a história do PR no Ministério.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *