COMUNICADO IMPORTANTE

Helio Fernandes

A partir de hoje, este blog não tem mais nada a ver com Helio Fernandes ou Tribuna da Imprensa. Foi bom enquanto durou, mas as coisas não duram para sempre. Vários fatores contribuíram para a decisão, que é exclusivamente minha, pessoal, pensada e decidida. Algumas pessoas que souberam, antecipadamente, fizeram apelos, desculpem, não posso atender.

Agradeço aos comentaristas que participaram livre e desassombradamente. Ao Carlos Newton, que perdeu dias de sono e dias de trabalho para que as matérias saíssem. Um dia, na distância dos tempos, é possível que jornalisticamente nos encontremos. Mas não como financiadores ou financiados. Isso jamais existiu na minha vida e não existirá. O lamento é de não escrever, o que fiz a vida inteira. Mas lamentar faz parte da vida.

 

***    ***

Comentário de Carlos Newton:

A decisão é do Helio Fernandes, não há muito o que dizer. Ele não tem condições financeiras para manter o blog, eu não tenho mais condições de fazê-lo. Por mais de um ano, suportei todas as despesas e trabalhei pelo blog todos os dias, de manhã, de tarde e de noite, não só editando as matérias e moderando os comentários, mas também digitando pessoalmente os textos do Helio Fernandes, que me encaminhava por fax. Isso, 365 dias por ano.

O blog ia fechar. Mas, por sugestão de Carlo Germani, que teve imediato apoio de grande número de comentaristas, aceitamos que recebêssemos contribuições, até a indenização da Tribuna ser paga. Falta pouco tempo, tenho certeza. Na sexta-feira, por exemplo, a pedido do advogado Luiz Nogueira, mandei para o Palácio do Planalto e para a Advocacia Geral da União os dois textos publicados aqui no blog, sobre as contribuições dos comentaristas, incluindo todos os respectivos comentários. Mas o Helio Fernandes continua descrente. Tem lá seus motivos.

Vários comentaristas já tinham dado idêntica sugestão, inclusive o José Ari, que enviou ao blog a seguinte mensagem ontem, às 23h57: “Já tinha mandado esta ideia pro HF há muito tempo. Pelo visto, não aceitou. Mesmo que fosse em troca da compra, ou de patrocínios ou até de assinaturas como colaboradores para mantermos esta trincheira que sempre foi a TI. Podem contar comigo”.

Na ocasião, comuniquei ao Helio Fernandes a sugestão do Germani, ele respondeu: “Faça o que quiser”. Mas agora, duas semanas depois, Helio Fernandes decide se afastar do blog. O fato de recebermos contribuições o incomoda, é claro. Como eu destaquei aqui no texto que escrevi sobre a proposta do Germani, “Helio Fernandes em toda a sua carreira nunca pediu nada a ninguém e jamais aceitaria pedir”.

É uma pena que Helio Fernandes decida se afastar do blog e parar de escrever. Isso significa que o blog vai mesmo acabar. Como disse o Helio Fernandes, “as coisas não duram para sempre”. Não sei o que fazer. E quando estou em alguma situação delicada e não sei o que fazer, não faço nada. Gostaria que os comentaristas se manifestassem.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *