Comunismo? Se um dia existir, será somente daqui a uns 500 anos…

Resultado de imagem para comunismo e capitalismo charges

Charge do Wilmar, reprodução do Arquivo Google

Antonio Santos Aquino

Não podemos ter facilidade de elogiar e condenar regimes e pessoas. O comunismo nunca existiu. O comunismo é o estágio superior do socialismo. Se existir, será daqui a 500 anos. O socialismo ainda não está definido. São mais de 100 nomenclaturas. Tem socialismo para todos os gostos. Eu entendo que o melhor é ficarmos com a definição mais simples: “O Socialismo é um ideal humano”.

Aqui na Tribuna da Internet, o editor Carlos Newton fala sobre as atrocidades comunistas de Josef Stalin na Rússia, Pol Pot no Camboja. Mas esqueceu de Hitler. E também dos carniceiros de Israel que já há muito também cometem atrocidades. Dos ingleses, belgas, americanos e franceses que têm por séculos infelicitado o mundo com suas guerras de pilhagem.

Os países nórdicos são pequenos e milenares. Representam um “tampão contra a Rússia” e gozam do apoio e benesses das grandes potências ocidentais. Enquanto o dólar for a moeda de conversão internacional e ao mesmo tempo moeda americana, nenhum modelo de governo será estável. No Brasil, a elite “latu sensu” não tem consciência de pátria. Vemos agora um governo que assumiu com uma horda de corruptos dizendo que vai melhorar tudo. Como? Corrompendo as instituições? Mas Newton tem razão, é preciso sonhar.

###
QUEM DEFINIU OS CONCEITOS FOI MARX

Flávio José Bortolotto

Para evitar confusão devemos definir os conceitos. E  quem melhor definiu os conceitos foi o grande filósofo economista Karl Marx.

CAPITALISMO: propriedade privada de todos os bens de produção (terras, fábricas, bancos etc.), com escolha individual escolha do quê, como e quanto fabricar/produzir, com mecanismos de mercados para levar a efeito essas decisões.

SOCIALISMO: propriedade estatal de todos os meios de produção (terras, fábricas, bancos etc.), com  escolha coletiva do quê, como e quanto fabricar/produzir,com mecanismos do planejamento central para levar a efeito essas decisões.

COMUNISMO: como muito bem dito acima por nosso colega Antonio Santos Aquino, seria a fase superior e última do socialismo, e do qual Karl Marx pouco elaborou, apenas dizendo que no comunismo, “de cada um seria exigido conforme sua possibilidade de produzir, e para cada um seria dado conforme suas necessidades”. Muito vago, como se vê.

Segundo essas definições, o regime dos países escandinavos, que detém um dos maiores padrões de vida (IDH) do mundo, tecnicamente é capitalista. Eu diria que: é um capitalismo muito bem regulado. O que não existe no Brasil, que tem um capitalismo muito mal regulado.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Como sempre, excelentes colocações de Aquino e Bortolotto. Embora permaneçam atuais, diante das desigualdades de renda, as ideias de Marx e Engels só podem ser analisadas em relação à época em que viviam. É pena que Aquino e Bortolotto não entraram no tema do capitalismo sem risco, introduzido no Brasil pela irresponsabilidade do presidente Fernando Henrique Cardoso, que levou a essa situação de penúria o país de maior potencial de crescimento do mundo. E o FHC ainda tira onda de estadista, escreve livros cagando regras, dá entrevistas chatíssimas e continua sonhando em voltar ao poder. (C.N.)

13 thoughts on “Comunismo? Se um dia existir, será somente daqui a uns 500 anos…

  1. Imperialismo, imperialismo comunista onde, excluindo as uvas verdes e podres, milhoes foram para la e outros milhoes gostariam de ir,.. burrismo,….
    Lindo, Brasil 2×0 e o aviao russo transportando para o Peru turbina fabricada por brasileiros numa multinacional Suica.

  2. O comunismo é um regime político/administrativo tão bom, mas tão bom, que só funciona com ditadura e de partido único, tendo como método de
    cooptação dos opositores, o expurgo e a execução em massa.
    O “paredon” foi o pavimento do comunismo cubano, resumindo a “democracia” a apenas um eleitor, o próprio ditador.
    Talvez daqui a 500 anos ele possa vigorar, quando a humanidade for reduzida a robôs guiados por controle remoto.
    Enquanto houver um único humano com espírito de liberdade, o comunismo sera contestado.

  3. Parabéns, pelo excelente artigo esclarecedor.
    Toda revolução para implantação de um regime totalitário. principalmente se for nacionalista, haverá reação das classe privilegiadas dominantes, o que leva as matanças, porque, se não matar, morre, haja vista, que para vencer a revolução terá que haver matanças também..
    Tanto a Rússia como a China, antes da implantação da ditadura eram países pobres,de um povo miserável. Hoje são potências, e isso não se pode negar.
    Sou contra qualquer ditadura, porque entendo que existem maneiras de melhorar o país e tirar o povo da miséria sem necessidade de matanças.
    Aqui no Brasil se conseguir colocar todos os corruptos por longos anos na cadeia e oferecer-lhe um kit trabalho (enxada, pá e picareta, não haverá necessidade de matar.
    O que dói é saber que o Brasil tem tudo para dar a seu povo um bom padrão de vida, mas infelizmente as elites, principalmente a política, que vivem como nababos num país de uma maioria de pobres e miseráveis, não permitem.

  4. NR perfeita, FHC, escritor de merda, ele mesmo se declarou: “esqueçam tudo o que disse e escrevi”, é um lesa-Pátria, tem escrito suas baboseirtas no Globo, deveria escrever seu governo PSDB, como iniciante da corrupção desenfreada, e continuada pelo PT e seu sócio o PMDB, que colocou o Brasil neste Oceano de lama. Pós ditadura/64, o Poder Civil, só teve um Presidente que honrou sua Consciência Patriótica: Itamar Franco, o resto, é resto podre. Os outros 2 poderes, se igualam, envergonhando à Nação.
    Pobre Brasil, espoliado pela corja.
    Até Deus duvida, nos deu uma Natureza rica, e uma raça politiqueira ladra. que infelicita 200 milhões,

  5. Conjuntura Econômica Geral:

    Os índices indicam que a Recessão que vivemos desde 2015 em diante, apesar de grave, não foi a pior situação de nossa Economia desde o fim dos Governos Autoritários ( 1985 em diante ).
    A meu ver, as Crises de 1987 ( Moratória da Dívida Externa do Presidente SARNEY, e a 3ª quebra do fraquíssimo Governo FERNANDO HENRIQUE CARDOSO (1998), no seu- 2º Mandato, foram piores, com RESERVAS US$ Dollar ZERO, e picos de Desemprego piores, e com Inflação bem mais alta.
    Hoje temos RESERVAS de US$ 380 Bi, (alta ), e INFLAÇÃO tendendo para a Meta. O que nós temos de mais grave é a INCERTEZA POLÍTICA, que se não for resolvida, será fatal para a Retomada do crescimento.
    O trabalho do competentíssimo Ministro da Fazenda HENRIQUE MEIRELLES é hercúlio, tendo que fazer o Ajuste Fiscal, e ao mesmo tempo, criar CONFIANÇA e um clima de OTIMISMO, sem o qual não há INVESTIMENTOS, no meio de todo esse PESSIMISMO, etc, do momento.
    Vencido isso, nossas crescentes Safras de grãos ( 220 Milhões de Toneladas/2016), a Construção Civil, a Indústria Automobilística, etc, e os Serviços, principalmente o estratégico CRÉDITO BANCÁRIO, já estariam se expandindo bem.

    Vivemos o fim de um ciclo de Expansão Econômica que começou no Governo LULA-JOSÉ ALENCAR , 2004, até o fim do Primeiro Governo DILMA/TEMER 2014, que era baseado principalmente na expansão do Consumo e turbinada pela excelente Conjuntura Externa ( alto crescimento da China que induzia grande alta no Preço das Commodities Brasileiras).

    Esgotado esse ciclo, o Governo TEMER/MEIRELLES tem que sair da Recessão ativando um crescimento mais baseado no INVESTIMENTO tendo como motores as Exportações Líquidas ( Exportações – Importações), e principalmente o aporte de Capitais Externos induzidos principalmente para a Infra-Estrutura, e tudo isso enfrentando um Conjuntura Externa ingrata. Com isso, re-Emprega-se grande parte dos +- 12 Milhões de atuais Desempregados e reativando-se novamente o estratégico CONSUMO. Com isso, poderemos também captar empréstimos externos em US$ Dollar a 3,5%aa como o Chile, Colômbia e Peru, a Argentina depois de toda a quebradeira já está captando US$ Dollar a 7%aa com grande tendência de queda. Com ESTABILIDADE POLÍTICA poderíamos estar captando essa grande Liquidez Internacional em US$ Dollar também a menos de 3%aa, o que é um bom negócio.
    A meu ver, é crucial agora criar ESTABILIDADE POLÍTICA, e quanto maior, mais crescimento Econômico.

    CAPITALISMO SEM RISCO.

    Quando do Plano REAL ( 1994), que quebrou abruptamente a inércia INFLACIONÁRIA, primeiro com o fraco Presidente FHC como Ministro da Fazenda, e depois como Presidente, acabou-se o IMPOSTO INFLACIONÁRIO, o Governo teve que aumentar bastante a Carga Tributária, teve que salvar os Bancos com o PROER, etc, e usar muito dos Recursos advindos da Venda de Empresas Estatais para estabilizar a Economia e começar a expandir o CRÉDITO, grande arma criada com a Estabilidade da Moeda.
    Como demorou muito para a DEMANDA INTERNA crescer, bem mais do que o esperado, os Capitais Excedentes não puderam ser aplicados na Produção com bom LUCRO, e foram desviados para a Aplicação Financeira, principalmente Títulos do Tesouro, de baixo e médio LUCRO, mas com total garantia do Governo, e sem “darTrabalho/Problemas/Riscos” que toda Produção gera.
    Agravou-se a coisa, com grandes Empréstimos pelo BNDES, a Juros fortemente subsidiados, principalmente “para os amigos do Rei”, que devido a uma fraca DEMANDA, também transferiam boa parte desses Recursos para Aplicação Financeira improdutiva. Daí, a Conjuntura de CAPITALISMO SEM RISCO, evocada por nosso Editor-Moderador, o grande e experiente Jornalista CARLOS NEWTON.
    Mas não é culpa dos Empresários/Investidores, mas sim, fruto da Conjuntura.
    Criem-se altos LUCROS no INVESTIMENTO produtivo ( Motor do crescimento Econômico), em Fábricas, etc, e acaba-se com o CAPITALISMO SEM RISCOS.

  6. Diferentemente da Rússia e China, Cuba não teve sucesso com sua revolução. Ainda, que não se tenha nenhuma admiração pelo Fidel Castro, há de se reconhecer, que Cuba, em sua revolução não teve sucesso, porque os EUA, não permitiu e continuou sendo um país pobre. Todavia, as necessidades básicas do povo cubano são melhores do que as do povo brasileiro.

    • Caro leitor e comentarista Nélio Jacob,
      Você, com todo o respeito, queria dizer que as necessidades básicas do povo cubano são maiores do que as do povo brasileiro, ao invés de melhores.

      • Prezado João Amaury Belém, Só agora pude pegar no computador. Obrigado pela correção, mais pelo que leio e relato de pessoas que estiveram em Cuba, as necessidades básicas são maiores, que a nossa necessidade básica ( você tem toda a razão).
        Posso estar errado, mas entendo, que qualquer coisa boa, sendo maior é melhor.
        Um abraço, saúde e paz.

  7. Newton, Fernando Henrique Cardoso é uma personalidade política que deve ser vista e revista por profissionais de teu quilate. Lembro de FHC quando fez algumas visitas a Brizola em seu apartamento na Av. Atlântica aqui no Rio de Janeiro quando Brizola foi eleito governador em 1982/83. FHC chegava ás 7hs com aqueles olhos empapuçados(não tinha feito operação plástica). Brizola, no partido, comentava sua visita: Hoje recebi em casa FHC para um café da manhã. Dizem que eu sou radical mas ele é muito mais radical que eu. Quando Sarney o nomeou ministro ele deixou de falar com Brizola. Ao ser eleito presidente da república uma das primeiras coisas que disse foi: “Vou acabar com a Era Vargas”. Falou uma burrice pois uma Era é ultrapassada, nunca extinta. Na Revolução de 1964 auto asilou-se. Com a abertura política dizia ter sido cassado. Mentira da grossa. Uma da visitas de FHC a Brizola foi registrada pelo Jornal O Globo ou pelo Jornal do Brasil. Na mesma época esteve com Brizola na parte da manhã por duas vezes Almir Pazzianoto, hoje ministro aposentado do TST.

  8. Ou Seja, como não deu certo arranja-se as mais esfarrapadas desculpas.
    Ah, mas não foi bem assim que Marx pregou,
    Ah, porque não foi implantado ao pé da letra,
    Ah, porque na realidade Stalin deturpou os ideais de Marx,
    Ah, mas o povo não estava preparado para viver o Comunismo,
    Ah, mas há de se convir que …
    Ah, mas nos Países Nórdicos,
    Ah, mas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *