Condenado ilegalmente, sem direito de defesa, é impressionante o silêncio de Sérgio Moro

Ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Moro pode perder tudo, mas não perde a dignidade

Carlos Newton

Em seus “Diálogos”, o filósofo Platão relata que seu mestre Sócrates foi condenado injustamente, sob acusações eivadas de inveja, ciúme e sordidez. Uma das principais denúncias foi de soberba, apresentada por Alcebíades, que se sentia desprezado e humilhado por Sócrates. Por isso, quando o tribunal declarou a condenação à morte por envenenamento, os amigos e alunos ficaram revoltados e decidiram reagir.

Critão foi visitar Sócrates na cela e lhe informou que já haviam subornado os guardas e estava tudo pronto para a fuga. Mas o filósofo recusou a proposta.

CRITÃO INSISTIU – “Os Diálogos” contam que Critão insistiu, argumentando que a sentença fora iníqua, baseada em falsas acusações.

Sócrates respondeu que realmente a sentença poderia ser considerada iníqua, mas a existência do tribunal era válida e importante. Portanto, as condenações precisavam ser cumpridas, inclusive sua própria sentença. E assim se despediu de Critão.

Ao examinar as condenações que atingiram duramente a honra de Sérgio Moro, lembrei esse episódio final da vida de Sócrates, porque o ex-juiz também foi atingido por duas sentenças absolutamente iníquas, inteiramente fora da lei. Mesmo assim, dele não se ouviu nenhuma queixa, nada, nada.

LEI “INTERPRETADA” -Se as leis fossem seguidas pelo Supremo, ao invés de “interpretadas”, a anulação das condenações e processos de Lula já teria sido revogada, pois no Direito brasileiro não existe a possibilidade de “incompetência territorial absoluta”, a jurisprudência é claríssima.

O relator Edson Fachin “inventou” essa possibilidade e o resultado foi 8 votos a 3, uma verdadeira indecência, destinada a abrir a rota da eleição de um criminoso vulgar como Lula.

A mesma ilegalidade revestiu o julgamento da suspeição de Moro, sob alegações altamente ardilosas do relator Gilmar Mendes.

SEM DIREITO DE DEFESA – As principais acusações são inconsistentes. Por exemplo, Moro não mandou grampear o advogado e cúmplice de Lula, Roberto Teixeira. Isso aconteceu porque o telefone que ele usava estava no nome e no CNPJ do Instituto Lula… Quanto ao celular que Lula usou para combinar com Dilma a nomeação a ministro, destinada a obstruir a Justiça e evitar sua prisão, o telefone fora grampeado legalmente.

Já a condução coercitiva de Lula foi pedida pela Procuradoria porque o PT ameaçava impedir o depoimento e a senadora Gleisi Hoffmann chegou a dar entrevista avisando que “ia morrer gente”.

Tudo isso poderia ser explicado por Moro para evitar a suspeição, se o Supremo tivesse lhe dado o direito de defesa, que é de 15 dias, segundo o Código de Processo  Civil. Mas quem se interessa?

###
P.S. – Sérgio Moro sabe tudo isso e muito mais. Poderia recorrer e até entrar com ações regressivas anulatórias. Portanto, seu silêncio não significa aceitação de decisões espúrias, apenas demonstra que se trata de um juiz que pode perder tudo, menos a dignidade. (C.N.)

24 thoughts on “Condenado ilegalmente, sem direito de defesa, é impressionante o silêncio de Sérgio Moro

  1. o velho e bom papel que aceita tudo… desde a poesia magistral de Torga… às desculpas esfarrapadas de um ex-juiz venal que num dia afirma que “caixa dois é um dos maiores crimes que se pode cometer contra a população de um país” – para pouco tempo depois jogar no lixo tal ponto de vista “ético-moral” -, ao justificar o cometimento de tal crime por um comparsa de governo, ônix lorenzoni: “é, ele, lorenzoni, cometeu essa gafe de caixa dois mas me disse que se arrependeu e me pediu desculpas”.

    uau! com que velocidade o moroso absolveu o seu comparsa de governo…

    no mais, minha modesta opinião:

    entrou para uma quadrilha liderada por um ladrão notório e coiteiro de criminosos milicianos há mais de três décadas, positivamente é criminoso também.

    • Talvez para justificar o voto nas eleições passadas, algumas pessoas tem de ratificar os seus motivos, mesmo involuntariamente. Defender Moro, como esse fora uma figura impoluta, acima de qualquer crítica e defenestrar o PT e Lula é a maneira encontrada da pessoa para tentar desculpar-se pela sua escolha.

  2. Fugir do cenário do crime, sob o pretexto de trabalhar numa empresa, “ex-alvo da sua retidão judicante” – possa ter sido uma esquiva compensatória, para atenuar o seu sentimento de culpa emanado das reminiscências do: “O que não é visto, não é lembrado”

      • Apesar de toda essa nebulosa que envolve a ilibação de Sérgio Moro, ainda assim, creio que ele seria uma terceira via importante para este momento de transição política: do nada ao inexistente, ao qual nos afunilamos.
        Infelizmente, essa sua postura austera, real ou coonestada, serve de repelente àquela que dá vida e morte às lideranças alternativas, refiro-me à mídia casuísta.

  3. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Carlos Newton , acredito que o silêncio do ex-juiz Sérgio Moro por não passar recibo , deva doer mais em seus ” INIMIGOS E ALGOZES ” , do que se tivesse recorrido ou esperneado , pois agindo assim ele deu um tapa na cara dos ministros/juízes postiços do STF , que recorreram ao crime para atingi-lo e limpar a barra de LULA criminoso e condenado , pois nada melhor que desprezo .

  4. Minha opinião: Moro é honesto e melhor ser humano do que os togados que o condenaram no vergonhoso e putréfato STF. Os outros, por ele condenados, nem merecem ser citados – são lixo!

  5. E quanto a Lula, pessoal?

    Um inocente perseguido por um juiz, que desejava participar do governo de Bolsonaro, para depois ser guindado ao Supremo, o ex-presidente não cometeu crime algum?

    As condenações de Moro, confirmadas pelo TJ e ratificadas pelo STJ, também foram criminosas?

    Lula foi julgado e condenado, porém era inocente do que lhe fora atribuído de culpa na Lava Jato?

    Moro foi muito mais pernicioso e danoso ao Brasil, que Lula e sua gangue de petistas?

    Moro foi culpado pelos desvios de bilhões de reais por Lula, desde o mensalão até o petrolão?

    Tais roubos de dinheiro público – no mensalão foram fortunas imensas gastas com justificativas de propaganda oficial – depois, no petrolão, com a Petrobrás sendo dilapidada com superfaturamentos – tais crimes não aconteceram, seriam meras “lendas urbanas”?

    Como que se pode criticar muito mais o ex-juiz, que descobriu o maior esquema de corrupção nunca antes visto no Brasil e no mundo, e não se levar em conta os danos vultosos praticados por Lula, o PT, e demais partidos envolvidos??

    Ao fim e ao cabo, o culpado é somente Moro??!!

    Convenhamos, mas não passou por um momento que fosse na mente de vocês que, se Moro foi dado como suspeito nos julgamentos de Lula, o mesmo aconteceu com ele por que os ministros que o condenaram tinham sido escolhidos e nomeados por Lula e Dilma???!!!

    Vá lá, que não apreciem a figura do ex-juiz, mas colocá-la acima da gravidade dos crimes devidamente comprovados e praticados por Lula, obrigo-me a perguntar que tipo de critério vocês usam para abominar Moro desta forma?

    Se for somente através de questões pessoais, cometem uma injustiça clamorosa!
    Se a questão for “técnica”, que Moro atropelou alguns procedimentos jurídicos para condenar Lula, por acaso Lula era inocente??!!

    Enfim, a meu ver, há uma inversão de valores gritante nas opiniões mencionadas, inclusive um cunho particular de acusações e antipatias contra o ex-juiz, que deturpa os argumentos apresentados de má conduta de Moro!

    Respeitosamente, mas não posso aceitar, de forma alguma, que o comportamento de Moro tenha sido tão grave, a ponto de Lula e seus crimes não serem considerados nesses comentários que contestam os artigos do Editor que, assim como tenho no meu entender, o ex-juiz FEZ JUSTIÇA!

    Se passou por cima de uma ou outra questão ética, muito pior agiu o ladrão Lula com relação a nós e ao Brasil, haja vista que, se a Lava Jato obedecesse um conjunto de normas promulgadas por um legislativo corrupto e incompetente, ladrão e desonesto, Lula teria continuado livremente na sua trilha de roubos contra o povo e esta Nação, até os dias de hoje!

    • Bendl,.

      Independente do Juiz Moro, o Luladrão sempre foi um ladrão vulgar, vagabundo, nefasto,
      Isso ningúem tira dele…..

      PS. Seu irmão mais velho seguiu o mesmo caminho.

  6. O calvário de Moro ainda nem começou.
    Após a publicação de todas as decisões que lhe atribuem parcialidade nas condenações, ele deverá sentar se no banco dos réus. Aí eu quero ver seu discurso anti petista convencer o júri de que foi apenas isso que o motivou.
    E me pergunto: qual será sua pena? 2 x 580 dias de cadeia?

  7. Ronaldo,

    Não adianta tu tentares enganar a ti mesmo!

    Lula é ladrão, e como tal foi julgado e condenado.
    O Calvário não é de Moro, mas de Lula porque por mais que se faça em seu benefício, conforme age o STF, jamais o petista apagará de sua vida esta chancela de criminoso!

  8. Algumas ponderações:

    * moro silenciou pelos mesmos motivos que lula jamais rebateu as colocações de emílio odebrecht – que disse (em juízo) ter contribuído financeiramente para o êxito da trajetória sindical e político-partidária do ex-presidente DESDE A DITADURA MILICO-SERVIL!

    * moro silenciou pelos mesmos motivos que lula não acionou juridicamente tuma filho pelo livro “assassinato de reputações”.

    Ou seja: os dois se merecem – mas não os isentam do mau-caratismo, da desonestidade.

    Pra finalizar…

    de mal menor em mal menor
    chegamos à latrina da história
    onde por vias “democráticas”
    empossamos o que havia de pior no “frotismo”.

    o mal “menor” nunca é ou será pequeno
    ou “melhor” que o mal “maior”.

    tanto o “mal menor” quanto o “mal maior”
    têm a mesma gênese
    e vêm ao mundo de forma idêntica:
    expelidos pela cloaca d’uma só serpente.

    Batista Filho

  9. Ninguém mais acredita nessa imagem de “Sérgio Moro, o justiceiro”!

    Até quando irão manter essa imagem desse homem que ajudou a destruir o Brasil a mando do Titio Sam?

    Em relação ao Lula, Dilma, Bozo etc, eh tudo da mesma laia desse juizeco de araque traidor da Pátria.

  10. Boa tarde ,leitores (as):

    Senhor Francisco Bendl , o que achas das constantes ” MUDANÇAS , MODIFICAÇÕES E ELABORAÇÕES ” das leis Brasileiras , sabendo-se que isso ocorre para em sua maioria ” LEGITIMAR CRIMES CONTRA O PAÍS E SEU POVO ” ?
    As leis no país não são ” PERENES E PERMANENTES ” .

  11. Prezado Cabral,

    Todos sabemos que as leis promulgadas no Brasil são casuísticas, e também para aumentar e garantir a impunidade para aqueles que pertencem a um dos três poderes.

    Comprovo a minha afirmação, a partir do momento que pergunto prá ti e demais colegas comentaristas, quando que o antro de venais, vulgo congresso nacional, elaborou e promulgou alguma lei em benefício do povo??!!

    Agora, normas que beneficiem os parlamentares são realizadas semanalmente, por mais que sejam inconstitucionais, pois o Supremo as valida conforme quer o parlamento.

    Outra prova do que afirmo ser verdade, as mudanças ocasionais levadas a efeito de acordo com o “paciente” e sua importância.
    Balela, papo furado, conversa mole para boi dormir, que os processos não têm capa, mas conteúdo, conforme dizem os ministros.
    Têm, sim.

    Bastava o julgamento do réu ter tido como origem a Lava Jato, que o STF concedia Liminares que sequer eram solicitadas pelos advogados de defesa dos criminosos,, em flagrante desrespeito à Constituição e demais infra-leis,, correspondentes às questões de cunho penal.

    Justamente uma das minhas revoltas e indignações, diz respeito à nossa omissão, à nossa irresponsabilidade quanto ao País e a nós mesmos.
    Pois essa permissividade leva o parlamento a legislar em causa própria, e a elaborar leis que mais ainda os protejam de qualquer outro código que possa condená-los.

    Tem cabimento as despesas pessoais, se as notas apresentadas não são fiscalizadas?
    Igualmente os gastos com médicos e dentistas?
    E os roubos nos combustíveis?
    E quanto os aluguéis de veículos, a farra com o nosso dinheiro??!!

    Pois além de proventos milionários, mais de 200 mil mensais, ainda são corruptos, ladrões, incompetentes e vagabundos, nas palavras de um senador e do presidente da República!!

    Olha, Cabral, o Brasil está destroçado pela imoralidade e falta de ética com relação ao comportamento dos poderes constituídos.
    Fomos eleitos seus inimigos, então encontramos explicações nos roubos, explorações e manipulações que fazem conosco, afora dividir o Brasil em feudos!

    Solução?
    Tem, existe. Basta que sejamos radicais com o parlamento e executivo.
    Esse pessoal que elegemos para nos governar e fiscalizar o governo precisa voltar a ter medo do povo!!
    Precisam andar nas ruas com muita atenção para não ser estapeados com rigor!

    Enfim, enquanto continuarmos sendo uma população de bundas moles,sem garra, covardes, os caras vão se aproveitar cada vez mais!

    Queres uma situação mais esdrúxula e absurda que as decisões eventuais sobre a prisão em segunda instância?
    Hoje pode; amanhã não pode; depois vão decidir; depois não vão mais decidir …

    Abraço.
    Saúde e paz.

  12. Carlos Newton, gostei do artigo, me fez pensar.

    O comentário do Bendl, como sempre foi racional e analítico. Muito bom.

    Ocorre que Moro cometeu um erro fatal, ou seja, acreditar em um mentiroso e suas mentiras durante a campanha eleitoral, como a maioria dos brasileiros.

    Hoje, já há até processo dentro do STF, proposto por médicos e juristas, no sentido de que o homem não é apenas mentiroso e sim louco, maluco perigoso e de carteirinha.

    Pretendo aguardar, pois o tempo é o senhor da razão. E a verdade filha do tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *