Confirmado: Partido Solidariedade, de Paulinho da Fora, teve festival de assinaturas falsas

Deu no Correio Braziliense

Novo levantamento realizado pelo Correio Braziliense expe um festival de falsificaes de fichas de apoio necessrias para a criao do Solidariedade e evidencia que o golpe se espalhou por vrios cartrios eleitorais do Distrito Federal. O partido alega que foi vtima de sabotagem. A tese propagada pelas lideranas de que infiltrados tinham entregue os documentos falsos para prejudicar a criao da legenda. No entanto, documento obtido pelo Correio desmonta a justificativa da legenda ao apontar que vrios lotes de fichas com assinaturas falsas, incluindo os nomes de dois mortos, foram entregues Justia Eleitoral pelo motorista Luiz Carlos Moura, lotado no gabinete do presidente do Solidariedade, o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Fora. Moura confirmou que entregou as fichas no cartrio da Asa Norte e no de guas Claras.

Nos novos lotes analisados, o ouvidor-geral do TCU, Eduardo Dualibe Murici; o presidente nacional do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), Haroldo Pinheiro Villar; e at o dono de um cartrio em Florianpolis foram vtimas da fraude ignorada pela Justia Eleitoral. H situaes em que a mesma pessoa assinou mais de uma ficha de apoio. Em todos os casos, novamente, os apoiadores alegam que nunca assinaram absolutamente nenhum documento de apoio nova legenda. Alm disso, so ou foram filiados ao Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas da Unio (TCU).

Diante de novas evidncias de fraude na criao do Solidariedade, a Polcia Federal prorrogar a investigao iniciada no ms passado em Braslia. O ouvidor-geral do TCU afirmou que alguns colegas tinham o alertado que seu nome constava na lista de apoiadores. Jamais apoiaria. Nunca assinei nada. Isso pode me causar problemas, relatou Eduardo Dualibe. O presidente da Associao dos Tabelies de Florianpolis e dono de um cartrio, Naurican Ludovico Lacerda, ficou surpreso quando foi informado de que o nome dele constava como apoiador do novo partido. Ele foi servidor do Senado at fevereiro de 2010. O Protocolo n 14.039 mostra que o Solidariedade entregou a assinatura falsa no cartrio da Asa Norte.

NOTA DA REDAO DO BLOGEnquanto isso, o partido de Marina Silva teve rejeitadas assinaturas a mancheias, como se dizia antigamente. No TSE no vale o ditado de “pau que d em Chico d em Francisco”. (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

8 thoughts on “Confirmado: Partido Solidariedade, de Paulinho da Fora, teve festival de assinaturas falsas

  1. Marina pura enganao. Ela ficou quieta e no pediu providncias em relao as assinaturas impugnadas.E silente, no demonstrou convico sobre a idoneidade das ditas assinaturas. Achou que poderia enquadrar o plenrio do TSE, pressionando para violar a Lei, por supostas irregularidades cometidas pelos outros partidos, recm-criados. Se houve irregularidades para aprovao do partido de Paulinho, o que pra mim no seria surpresa, isso nada tem a ver com a deciso do TSE em relao a pretenso de Marina. Tanto que ela aproveitou a primeira madrugada e correu para o partido do neto de Arraes, abandonando amigos de primeira hora. O seu PSB tem todos os defeitos que ela reclama em outros partidos e ela quer posar de vestal da moralidade verde …

  2. Quem diz que a Marina “ficou quieta e no pediu providncias sobre as assinaturas impugnadas” provavelmente no l jornais, revistas, tv aberta, tv a cabo, internet e outros meios de comunicao.
    Deve passar o dia divagando sobre seus devaneios polticos e, para satisfazer seu pensamento ideolgico, inventa os fatos e cria argumentos para defender as suas prprias concluses sobre o mundo.

  3. Ento, o desse sindicalista no partido, e sim o Bloco do PdF. Contou com a SOLIDARIEDADE da Justia Eleitoral. Quem sabe ela no desfila nele no carnaval que vem. Dois detalhes me deixaram curioso. Reconheceram a firma de um dono de cartrio? E como possvel que um funcionrio do Senado at outro dia vira dono de cartrio em Florianpolis? Prestgio assim nem o Mrcio Braga no tempo do JK.

  4. Pergunta a NR:E agora JOS!?!?.
    Os Tribunais eleitores- TREs e TSE esto mal na foto. Para a MARINA, que “esperneou”, at ser “cassada”, foi pesquisada com “luneta”; para os apoiadores do governo, continuaram cegos, QUE JUSTIA ESSA!?!?, “DOIS PESOS DUAS MEDIDAS”, O CIDADO ELEITOR OBRIGADO SOB PENALIDADES NESSA HISTRIA, O VERDADEIRO PALHAO, E AINDA FALAM EM DEMOCRACIA, PIADA DE MAL GOSTO, SOBREVIVEMOS MESMO NA “DEMOCRADURA”.
    RUI, nos perdoe por mais essa, na ltima vintena de governos, at “santo de pedra fica vermelho de vergonha” e De Gaulle, infelizmente, voc esta certo, esse Pas no serio.
    Lembremos Luther King, …silncio dos BONS, acrescento OMISSO, que nos torna solidrio com o BEM ou o MAL. Faamos nossa parte de esclarecer a Filosofia de Scrates aos analfabetos funcionais, e ai rogar a Deus sua Misericrdia, para que em 05/10/14, elejamos com conscincia e dignidade, ou votemos nulo.
    Deus Pai, ilumine nossa MENTE para 05/10/2014.

  5. Paulino da Fora e seu partido Solidariedade vo ter que se explicar: Existem 16 processos na Polcia Federal apurando falsificaes de assinaturas, inclusive dos chefes de cartrio, tem assinatura de morto e at da esposa do senador Cristovam Buarque funcionria de carreira da Cmara de Deputados.

  6. Cada povo tem o governo que merece
    Cada povo tem a programao de TV que merece
    Cada categoria de trabalhador tem o sindicato (ou o chefe sindical) que merece

    Antnio Medeiros, Rogrio Magri (foi ministro de Collor) e Paulinho da Fora.
    Todos eles pularam para a poltica e provavelmente todos esto muito bem financeiramente.
    Esses moos podem bater no peito e dizerem:
    – Todo meu patrimnio foi conseguido s atravs do fruto dos meus X anos de trabalho,
    – nestes X anos de trabalho no ganhei um tosto que no tenha sido proveniente do meu trabalho vendido ao capitalista, – trabalhei muito pelo Brasil,
    – passei 35 anos trabalhando duro,
    – passei 35 anos trabalhando e contribuindo como sindicalista para melhorar a vida do trabalhador brasileiro,
    – fui um trabalhador igual aquele tipo de trabalhador brasileiro que acorda s 5 da manh e retorna s 7 da noite aps uma longa jornada de trabalho…

    L pro final dos anos 80 ou incio dos anos 90 vi na TV um desses 3, com a esposa passeando na Califrnia.
    – Ora Joo, eu sendo assalariado posso tambm passear na California!
    Concordo, mas voc sendo um classe mdia (ainda no sendo deputado) pode passear todo empalitozado e ser entrevistado pelo programa do Amaury Jnior!?

    Tem trabalhador que acreditou, acredita e continuar a acreditar nestes chefes de sindicatos.
    Ser Lder Sindical e Lder Comunitrio meio caminho andado para se dar bem na poltica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.