Confronto entre Temer e Joesley atinge seu ponto máximo

Resultado de imagem para temer e joesley

Ilustração reproduzida do Blog do Esmael

Pedro do Coutto

O confronto e o conflito entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista atingiram o ponto de tensão máxima neste final de semana, com a entrevista do principal dono da JBS a Diego Escosteguy, para a revista Época que se encontra nas bancas. O empresário acusou frontalmente o presidente da República de formar a maior e mais perigosa organização criminosa deste país. Michel Temer- ressaltou- é o chefe.

A matéria foi destacada também em reportagem de Jailton de Carvalho na edição de O Globo de sábado. O presidente MIchel Temer respondeu no final da tarde também deste sábado através de nota oficial divulgada integralmente pela Globonews e enviada a todas as demais emissoras e jornais do país.

VAI PROCESSAR – Nessa nota oficial o presidente Michel Temer anuncia que processará criminalmente Joesley Batista na segunda-feira. O texto do Palácio do Planalto dirige também críticas à Procuradoria Geral da República e à Justiça pelas vantagens que destinou ao personagem em troca de sua delação premiada. O fato é que a crise política atingiu com isso seu ponto máximo de tensão.

A partir de agora não haverá mais possibilidade de recuo ou de adiamento do desfecho. Na entrevista à Época, Joesley Batista diz que gravou a conversa que teve com MIchel Temer para se resguardar de eventuais pressões que  poderiam se suceder no que se refere a desembolsos financeiros, especialmente para o ex-deputado Eduardo Cunha manter-se em silêncio na prisão em que se encontra.

REFÉM DOS PRESOS – Joesley sustenta que foi transformado em refém de dois presidiários. Eduardo Cunha e o doleiro Lúcio Funaro. Não diz diretamente de quem era refém, mas pela direção do relato só pode ser refém do presidente Michel Temer. Isso porque tal ameaça levou-o a visitar o presidente da República no Palácio Jaburu, ocasião crítica na qual efetuou a gravação que se transformou em pedra de toque da crise que atinge o governo.

O processo penal anunciado por Temer contra Joesley dará margem a um desdobramento da situação. Porque se Joesley confirmar mais uma vez o que disse à Polícia Federal na sexta-feira e a Justiça aceitar as provas que se dispõem a exibir, para o presidente Michel Temer tornar-se-á no ponto final de seu mandato.

Se a Justiça condenar Joesley Batista, nem por isso o residente da República sairá bem do episódio.

SEM ABSOLVIÇÃO – Michel Temer deixou-se, de uma forma ou outra, ser envolvido pela onda de denúncias contra ele. Joesley pode ser condenado, mas isso não significará a absolvição de um governo que se perdeu no rumo da história.

Finalmente, se Joesley não sofrer nenhuma pena o próximo passo político será a instalação urgente de um novo governo no país.

Um governo capaz de resistir à tempestade e que represente o povo brasileiro.

6 thoughts on “Confronto entre Temer e Joesley atinge seu ponto máximo

  1. O Temer, assim como boa parte dos políticos, governadores e prefeitos estão envolvidos na corrupção que tomou conta do país no início do governo Lula, com o mensalão.
    Joesley cometeu o erro de tirar do Lula o título de chefe da quadrilha e colocar no Temer. Percebe-se claramente que o foco é o Temer.
    A pergunta que fica: porque o Joesley ataca o governo Temer contundentemente e não outros personagens petistas e seus outros aliados.
    O Temer deve ser investigado e, se culpado, condenado, mas o Joesley, criminoso confesso, não pode ficar solto, isto seria um absurdo.

      • MAV do Temer, tentando desconstruir as inúmeras provas contra a quadrilha do PMDB. Joesley já disse que o PT institucionalizou a corrupção e que tem 70 e 80 milhões de Lula e Dilma no exterior. Não defendo Joesley, mas ele fez um acordo de delação, está pagando 11 bilhões no acordo com o MP. E os políticos o que estão fazendo? Acabando com o país, inclusive gastando nosso dinheiro com MAV. Joesley fala claramente que a corrupção não parou – alguém duvida ?

  2. É guerra entre mafiosos, tudo pode acontecer entre elles, inclusive cadeia ou cemitério, a julgar pela máxima do Maluf, Bolsonaro e Cia: ” bandidos bons são bandidos mortos”. Um manipula o Estado, ou outro manipula o capital velhaco, e daí a gente tem a expressão do mercado e do estado, em guerra, manipulados por bandidos.

    • Triste fim da república 171 do Brasil, disputada palmo a palmo por bandidos, que a tomaram de assalto, há algum muito tempo. E ambos os lados continuam tendo claques expressivas. FHC tb tem muita culpa nesse cartório, com certeza.

  3. “Michel Temer deixou-se, de uma forma ou outra, ser envolvido pela onda de denúncias contra ele.”
    Quando tinha apenas 3 anos, expliquei ao meu neto a diferença entre “inteligente e esperto”.
    No fundo, a diferença está no uso, utilização de uma ou outra.
    A inteligência é utilizada para construir e para o bem. Já a esperteza, é para ganhos escusos e que normalmente causam danos/prejuízos a outrem.
    Temer é, apenas, um esperto/burro – esperto que foi pego de calças na mão.
    A certeza/garantia da impunidade deixa, até os espertos, descuidados!
    A ganância também.
    Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *