Congresso prepara novas surpresas contra a Lava Jato e a favor dos corruptos

Charge do Sponholz (sponholz.arq.br)

Eliane Cantanhde
Estado

O Congresso Nacional j est levando palmadas da Lava Jato, broncas da opinio pblica e notas baixas nas pesquisas, mas aproveita o recesso para fazer mais peraltices. Como o Estado vem antecipando, os parlamentares tentam usar a reforma poltica e a reforma do Cdigo Eleitoral para favorecer os alvos da Justia, do Ministrio Pblico e da Polcia Federal. Um dos exemplos mais lustrosos a tal emenda Lula, que aumenta de 15 dias para oito meses o prazo em que os candidatos s eleies j de 2018 no podem ser presos, a no ser em flagrante delito. Oito meses uma eternidade. Principalmente para cometer crimes impunemente.

Quem assume a ideia o relator da comisso especial da reforma poltica, deputado Vicente Cndido (PT-SP), e fica evidente a inteno de garantir duas blindagens para o ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva, o nico nome que os petistas de fato consideram para 2018. De um lado, dificultaria a priso de Lula. De outro, garantiria a sua candidatura.

BENEFCIO GERAL – O argumento de Vicente Cndido realista: caso aprovada, a mudana no beneficiaria apenas Lula, mas dezenas, ou centenas, de candidatos que esto com a PF, o MP e a Justia no cangote. Logo, ele prev um acordo para a votao em plenrio. E ns, o que prevemos? Que haver dezenas, ou centenas, de candidatos pintando e bordando por a, ilesos.

A outra bondade coletiva gestada no Congresso, conforme o Estado de ontem, numa outra comisso, a do Cdigo de Processo Penal. Se nunca aprovou e at articulou estraalhar as dez medidas anticorrupo sugeridas por procuradores, a Cmara agora tenta partir para cima de trs pilares da Lava Jato: a delao premiada, a priso preventiva e a conduo coercitiva.

O relator o deputado Joo Campos (PRB-GO), que pretende apresentar seu parecer em agosto, para votao em plenrio j em outubro. Isso, claro, s uma esperana dele e dos interessados diretos, que temem justamente as delaes, prises e condues coercitivas. improvvel, porm, que haja clima para passos to ousados na contramo da opinio pblica.

OUTRAS MANOBRAS – Alm dessas mudanas, h outras no Congresso sob encomenda para favorecer os prprios parlamentares. Exemplo: o projeto de parcelamento e perdo de dvidas tributrias e previdencirias. Pois no que os deputados e senadores que vo votar esse negcio de pai para filho devem R$ 532,9 milhes Unio? Se isso no legislar em causa prpria, o qu?

Essas iniciativas caracterizam o tpico corporativismo, ou esprito de corpo, j que a maioria dos partidos (incluindo todos os maiores) e grande parte da Cmara e do Senado so atingidos pela Lava Jato e temem as novas delaes que esto sendo negociadas principalmente com a Procuradoria-Geral da Repblica, mas tambm com a Polcia Federal caso do publicitrio Marcos Valrio, piv do mensalo.

HAVER REAO – No custa lembrar que iniciativas anteriores para livrar polticos ou para limitar as investigaes no deram certo. A gritaria da sociedade foi mais forte e os parlamentares foram obrigados a voltar atrs na descaracterizao das dez medidas anticorrupo, na nova lei de combate ao abuso de poder e na incluso de parentes de polticos nas benesses da repatriao de recursos ilegais no exterior.

Ou seja, por enquanto, as ideias das comisses so apenas ideias, rascunhos que podem ser muito bem alterados antes de ganharem corpo e serem submetidos aos plenrios para virarem lei. E no sero aprovadas se a sociedade, escaldada que est, ficar alerta e de olho vivo. Mais uma vez, melhor prevenir, enquanto so s projetos, do que chorar sobre o leite derramado, depois da aprovao no Congresso.

10 thoughts on “Congresso prepara novas surpresas contra a Lava Jato e a favor dos corruptos

  1. inexorvel o choro sobre o leite derramado.
    Eles so uma equipe muito bem articulada haja vista que em quase todos os partidos, principalmente os mais antigos e maiores, que no haja integrantes “devendo”, logo, vo fazer o bvio, vo legislar em causa prpria.
    No vai acontecer nada, desde que no mexam com os direitos dos ces de guarda da bendita democracia brasileira.
    Mas por a, vamos continuar aprofundando as desigualdade, que eles continuem mandando o povo trabalhar mais, pois s no comem porque no querem nada com o trabalho; e na falta de po, que comam brioches.
    Que Deus nos ajude.

  2. Temer/Meirelles, transformaram o Brasil em grande senzala com 220 milhes de escavos, os poderes esto mais que podres, que Deus nos ajude a sair desse pntanal, chega de po e circo, de hipocrisia. o congresso tem mais de 30% de indiciadsos por roubo, seus presidentes, que moral tem?? nenhuma, fazem leis de auto proteo, enquanto o trabalhador, est desempregado, mais de 14 milhes, e a corja roubando e vivendo lo luxo da podrido.
    Pobre Brasil, estuprado e vilipendiado pelas quadrilhas hediondas de Braslia. Que o Eleitor vote com Dignidade, repudiando PT,PMDB, PSDB,PP e penduricalhos.

  3. por isto que este pas est entregue as bandidagens, violncia est se alastrando no Brasil, nem as foras armadas poder inibir o que est enraizado no Brasil, preciso extirpar esta corja de ladres que procuram ver sem bem estar, carros oficiais blindados, sade particular, segurana, mas o povo sofre com os servios pblicos de pssima qualidade por falta de recursos, profissionais da sade, educao e segurana, esto fazendo o que podem, se no houver mais seriedade dos poderes que esto comandando o pas, a coisa pode virar uma guerra civil sria, somos notcias nos principais jornais do mundo todo.

  4. A meu ver, uma anlise primorosa da Eliane, com foco em iniciativas e personagens que j conhecemos de sobra, ,alertando sobre os “rascunhos” dessas mentes vazias e ftidas para se safarem da Papuda.

    Por absoluta incompetncia, que pblica e notria da parte dos sbios do governo, a Nao que se prepare para mais novidade, imbecis, de tantos entendidos, a maioria enroscada na teia da Lava a Jato…

    Pressinto que algo do tipo “marcha soldado” poder acontecer a qualquer momento…
    Muito provavelmente, os quartis, em silncio, esto sintonizados com o que est pipocando no cu da ptria amada, desarmada, e esculachada…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.