Conheça um pouco da incrível história da famiglia Barata no Brasil

Resultado de imagem para jacob barata pai

Barata, ex-agente da PIBE, se deu bem no Brasil

Antonio Santos Aquino

É preciso lembrar o surgimento de Jacob Barata (pai) no setor de transportes do Rio de Janeiro. Quando Brasília foi inaugurada, a maioria dos policiais do Rio de Janeiro optou por serem transferidos para lá e ganhar salário em dobro (a famosa dobradinha). Com isso, a cidade/estado da Guanabara, então governada por Carlos Frederico Werneck de Lacerda, ficou com déficit de policiais, com o governador fazendo nomeações de motorneiros e garis da Sursan para substituí-los.  Com a renúncia do presidente Jânio Quadros, o vice João Goulart, que o substituiu, transferiu mais uma leva de policiais.

Lacerda então socorreu-se de Portugal pedindo que lhe fornecessem policiais para minorar as necessidades. Portugal mandou-lhe agentes da PIDE (policiais do serviço secreto).

Assim chegou aqui Jacob Barata, judeu português. Ele e outros receberam de Lacerda permissões para explorar táxis e linhas de ônibus. Barata, Pascoal (táxi), Passarito (ônibus Castelo x Leblon) e outros assim apareceram na vida dos cariocas.

Corromperam e subornaram políticos, funcionários de todos os orgãos públicos e ficaram arquimilionários. O velho Barata afastou-se e ficou o irmão e o filho, subornando os políticos estaduais e municipais. Jacozinho nem negava essas atividades. Disse recentemente ter “financiado” a eleição de diversos políticos. E assim caminha a humanidade, pastando na pradaria humana.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A famiglia Barata hoje é riquíssima e multinacional. Além das linhas de ônibus e da megaempresa de táxis que explora motoristas sem assinar a carteira de trabalho, a famiglia está presente nas barcas Rio/Niterói, no bonde VLT e em muitas outras áreas empresariais, sendo proprietária das drogarias Pacheco, da distribuidora de medicamentos Vasconcelos e da Cepem, a rede de clínicas especializadas em tratamento de doenças femininas, com equipamentos de última geração, que Barata pai instalou para o genro médico, quando se casou com a filha.  A famiglia também é sócia da rede de hospitais D’Or, tem negócios imobiliários e controla empresas em Portugal, na Espanha e em outros países. Mesmo assim tão ricos, os empresários da famiglia Barata continuaram a se alimentar da corrupção e foram muito beneficiados por Cabral, cujo secretário de Saúde Sérgio Cortes depois virou diretor da Rede D’Or. Como dizia Ibrahim Sued, em sociedade tudo se sabe. (C.N.)

12 thoughts on “Conheça um pouco da incrível história da famiglia Barata no Brasil

  1. Não culpo os corruptos de hoje, é sinal que conseguiu este patrimônio em todos os governos que passaram, menos o de Leonel Brizola, este sim tinha peito para acabar com a farra desta família, quando viu o que acontecia nos transportes públicos, encampou várias empresas de ônibus, o povo sofria com aumento de tarifas, mas quando saiu do governo, entraram os mercenários do povo, deveria haver uma auditoria nas tais tarifas e reduzir o que estes canalhas usufruíram em cima do povo trabalhador, é preciso que haja seriedade, é dinheiro do povo que amealharam durante anos e anos, governos Moreira Franco, Marcelo Alencar, Garotinho e mulher, Benedita da Silva e continuou no maior larápio de todos os tempos, Sérgio Cabral, o Rio de Janeiro sofre com corruptos de ontem e de hoje.

  2. O único governador do Rio de Janeiro que combateu o Jacob Barata e a máfia do transporte urbano foi o Brizola. Tem um comentário do Fernando Brito, muito interessante, do texto da Juliana Castro do dia 3/07

  3. Prezado Sr. Antonio Santos Aquino: recomendaria uma pesquisa mais aprofundada de sua parte em informações que o sr. postou, pois os irmãos barata, sempre evitaram fazer negócios entre si, exatamente para evitar problemas de ordem familiar e manter a família unida. Segundo, o setor de farmácias, distribuidora de remédios é de um irmão e o restante do outro irmão citado em seu texto. Os interesses imobiliários também são totalmente separados, um nada tem haver com o outro, nem como pessoa física e ou pessoa jurídica. Ambos os irmãos em negócios, sempre foram pelo menos com terceiros super honrados – meu caso, cumprindo fielmente tudo o que pudesse ter sido ajustado contratualmente, honrando seus compromissos.

  4. Aquino,
    Decididamente você está intimado a escrever um livro de memórias.
    Conhece a história política do Brasil,como poucos!

  5. Jacob Barata (Belém, 13 de agosto de 1932) é um empresário e banqueiro brasileiro, de origem judaico-sefardita, no ramo de transporte rodoviário de passageiros, nascido no Pará e radicado na cidade do Rio de Janeiro, sócio fundador do Grupo Guanabara.

    Fonte: wikipedia

  6. Sergio Sztyzemberg, você merece uma resposta respeitosa e peço-le desculpas se fiz citações além das necessárias. Mas em minha defesa afirmo acontecimentos indesmentíveis. Registro tabém que não me move qualquer preconceito ou discriminação contra os judeus. Sou brasileiro de 85 anos consciênte de nossa orígem como povo.que teve uma participação muito grande de pessoas de diversas orígens e religiões. Os judeus, em sua maioria, aqui chegaram como “cristãos novos”. Mostraram-se dinâmicos e trabalhadores. Foram em sua maioria nos primeiros momentos de nossa colonização os primeiros senhores de engenho. Talvêz seja surpresa para você: Gilberto Freire, um grande intelectual e escritor brasileiro, era por origem judeu sefardita.(Foi feito um Exame de Ancestralidade no DNA em um de seus netos que constatou a orígem). Acho que te tranquilizei. Um abraço.

  7. Werneck, você é um gentleman não leva em conta minha verrinas. Na verdade Werneck, Helio Fernandes há tempos ainda na Tribuna Impressa me fez essa sugestão. Depois no início do Blog fez outra. Recebo com humildade tua sugestão. Mas estou muito tolhido pela família. Ao sofrer o impacto de minha prisão em 1967 a família teve de proteger-se no Amazonas. Isso apressou a morte de minha querida mãe e está enterrada em Manaus. Depois morreu minha irmã mais velha, meu cunhado logo a seguir; todos enterrados em Manaus. Minha esposa resistiu até hoje com doença incurável. Em determinado momento que ventilei escrever um livro ela foi rigorosamente contra dizendo que isso poria em perigo a família. Que eu devia pensar nos filhos, netos que poderiam ser perseguidos. Minha mulher sublimou os acontecimentos. Estou manietado. Valeu camarda.

  8. A propósito, a tarifa deveria ser reduzida, pois aumentaram não devido ao custo, mas sim para pagar propinas a corruptos, estava na hora do MP fazer uma avaliação e reduzir o valor da passagem, quem mais sofre é quem ganha pouco, Sérgio Cabral e sua trupe gozaram do sofrimento do povo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *