Conselho Nacional de Justiça, presidido por Joaquim Barbosa, lança campanha contra corrupção

Da Agência Brasil

Brasília – O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou hoje (9), Dia Internacional contra a Corrupção, uma campanha nas redes sociais para estimular os cidadãos a adotar comportamento mais ético. O conselho produziu peças publicitárias que serão postadas no Facebook e no Twitter, com frases que utilizarão a hashtag#CorrupcaoNao.

O objetivo da campanha é mostrar à população que não basta criticar os escândalos de corrupção e estimulá-la a cumprir a lei. O CNJ orienta os cidadãos, por exemplo, a não comprar produtos piratas e não aceitar pagar propina para se beneficiar de alguma situação.

A estimativa do conselho é que o Judiciário julgue 30 mil processos de corrupção até o fim de 2013. A prioridade faz parte da Meta 18, que determina que todos os processos de improbidade administrativa e contra a administração pública sejam julgados até o fim do ano.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Como se sabe, o Conselho Nacional de Justiça é presidido pelo ministro Joaquim Barbosa, que já tem 15 % das preferências do eleitorado, mesmo sem ser candidato. O lançamento da campanha contra a corrupção é mera coincidência? Ou não? Barbosa já está em campanha? Ou não? (C.N.)

9 thoughts on “Conselho Nacional de Justiça, presidido por Joaquim Barbosa, lança campanha contra corrupção

  1. Se a estimativa é julgar 30 mil processos de corrupção até o final de 2013, a campanha não produziu qualquer efeito, pois o ano praticamente já chegou ao fim. E tudo continua como dantes no quartel de Abrantes.

  2. Essa campanha da CNJ não vai dar em nada, porque esqueceu de mandar recado para iniciativa privada pirata que vende gato por lebre. Fósforo que não acende, desinfetante que não desinfeta, leite com aditivo químico para aumentar o prazo de validade, pílula anticoncepcional de maizena, gasolina adulterada, pão com bromato, pão de forma com buracos,volumes e pesos menores que os indicados no rótulo. Na Rua Uruguaiana , a feira do Paraguai carioca, a polícia sempre dá dura para coibir o comércio de produtos piratas, mas os empresários piratas continuam impunes. Estrangeiros também nos pirateiam quando roubam a fauna e a flora da amazônia. Pela fragilidade da ação, até paraece que o justiceiro Joaquim está usando O CNJ como palanque.

  3. O Joaquim Barbosa poderia começar essa campanha em sua própria casa, explicando a compra ilegal de seu apartamento em Miami, a obtenção de emprego na Globo para um filho não qualificado profissionalmente, a “misteriosa” proteção que concede ao fraudador Daniel Dantas, os gastos inflados com a reforma de banheiros no STF, a ocultação dos participantes tucanos do Mensalão, etc. etc. etc.

  4. Notícia de hoje no BOL, copiei e colei para ilustrar :
    “O ex-secretário adjunto de Finanças de São Paulo, Silvio Dias, está sendo investigado por suspeita de vender pareceres para ajudar auditores acusados de fraudar impostos em São Paulo. Também será apurado se, na função de procurador, ele usou sua influência com os fiscais para beneficiar clientes de seu escritório de advocacia. Dias nega todas as acusações”

    O CNJ , que é presidido pelo justiceiro Barbosa, deveria começar a campanha dentro do judiciário corrupto, nepotista, incompetente, classista, privilegiado, vendedor de sentença, tudo de ruim para o país e para o povo, que não tem referência de honestidade , ética e bons costumes do judiciário brasileiro.

  5. Ele tinha que começar dando uma geral no judiciário, onde tem juizes e desembargadores ganhando auxílio moradia indevidamente.
    Com relação a candidatura do Ministro, o Lauro Jardim do Radar on line, da Veja, garante que o Ministro Joaquim Barbosa não será candidato a nenhum cargo político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *