Convenção Gaúcha de Solidariedade a Cuba enaltece o comunismo

Percival Puggina

Reunida sábado no plenarinho da Assembleia Legislativa do RS, a Convenção Gaúcha de Solidariedade a Cuba proclamou seu projeto revolucionário, cuja síntese pode ser assistida neste vídeo. É importante fazê-lo. Falam em implantação do comunismo no Brasil e em Pátria Grande.

São dois conceitos malignos que se conjugam. O Foro de São Paulo partiu do desejo de manter vivo o ideário comunista após a suposto “fim” do comunismo soviético. E o projeto da Pátria Grande cresceu com a chegada ao poder de partidos comunistas em países latino-americanos.

No Brasil é um projeto petista. Nossa política externa, questão de Estado, segue estratégias estabelecidas em conversas de grupos extremistas em mesa de bar. Não bastasse isso, se conjuga com certos interesses comerciais sob investigação do MPF. O orador do vídeo, por sua vez, não faz mais do que proclamar a continuidade do que está em curso e nunca deixou de ser projeto do PT e do seu parceiro incondicional, para o mal ou para o mal, o PCdoB.

O problema não está tanto no que fazem e no que propõem, mas na tolerância com o intolerável e na omissão dos omissos. É a sina de um país onde os petistas governam, a oposição partidária e parlamentar está nas mãos dos tucanos e os negócios para a governabilidade ficam por conta do PMDB. Não se consegue isso sem muita culpa no cartório da consciência dos eleitores.

 

3 thoughts on “Convenção Gaúcha de Solidariedade a Cuba enaltece o comunismo

  1. Parabéns Sr. Página, pela lógica e clara racionalidade dos fatos e do momento político vivenciado pelo Brasil.

    Mas tem gente que demora um pouco para chegar lá, outros… desista, são a parte mórbida da sociedade. A massa de manobra do Foro de São Paulo.

  2. Prezadíssimo Puggina
    Mais um texto sem reparos.
    Perdi (ou ganhei) meu tempo quando assisti os pedaços do evento. Vale a pena assistir. Trata-se de um grupo de acéfalos, débeis mentais. certamente, a maioria não conseguiria atestado de sanidade. este pessoal deveria ir morar em Cuba. Amigos como são da “santa terrinha e de seus ídolos”, receberiam passagens gratuitas. Fico a imaginar o que tem na cabeça pessoas que admiram Che e sua caminhada.
    Uma hora dessas, com sobra de um tem pinho, vou promover evento para debater “a verdade sobre Che”.
    Continuemos unidos e seremos fortes. Abraço fraterno no amigo.

Deixe uma resposta para Antonio Carlos Fallavena Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *