Conversa com leitores-comentaristas, sobre a deputada Manuela D’Ávila e a importância do pensamento livre

Antonio Santos Aquino: “Hélio, se fosse só bonita, Manuela D’Ávila não seria nomeada para o Ministério dos Esportes. O que também “pesou” em sua nomeação foi o ministro da Justiça já nomeado, de quem é namorada”.

Comentário de Helio Fernandes:
Gostei de você dar a notícia, Aquino. Embora tenham namorado ostensivamente, se eu publicasse, iriam dizer que estava invadindo a privacidade. Além do mais, mesmo que a ascensão do deputado tenha sido notável, ainda não tem cacife para torná-la “cacique esportivo”.

Razões da indicação, não confirmada nessa tumultuada transição. 1 – Teve quase 500 mil votos, agora, pelo Rio Grande do Sul. 2 – Pertence ao PCdoB, “dono” do ministério. 3 – Competente.

Como você vê, Aquino, não entrou na contagem dos quesitos que ela é tão bonita quanto você é bem-informado. Agora, parece que Manuela e Cardozo não estão mais juntos, e o leitor-comentarista Leandro Almeida nos informa que ela voltou para o antigo namorado, ex-colega de faculdade.

 ***
A VERDADEIRA E TOTAL LIBERDADE

Ofélia Alvarenga: “Escrevi o que sinto. Tal como o faço agora, livremente. Não é o que você faz aqui, felizmente, nessa Tribuna em que toda e qualquer pessoa expressa seu pensamento livremente, não é mesmo? Ser livre é tudo. Por isto eu jamais seria comunista, como pensam alguns sobre os eleitores da Dilma Rousseff. Ela há de dar certo. O destino de uma pessoa só acaba quando acaba a vida dela. E eu espero e desejo que Dilma tenha saúde e viva muito. Assim como eu gostaria de viver mais 4 anos pelo menos pra ver que deu certo”.

Comentário de Helio Fernandes:
Obrigado por mais um texto defendendo o direito das pessoas fazerem o que bem entenderem, seja o que for. Além da narrativa clara, estruturada do princípio ao fim, sem a intenção de agradar ninguém, esse final, que retirei, com dificuldade, de um texto que seria todo destacável, nada descartável.

Muitos adoram rotular as pessoas, “marcá-las com seus preconceitos ou suas “definições”, mas que deveriam servir apenas a eles mesmos.

Corretíssima sua esperança que Dona Dilma “tenha saúde e viva muito”. O câncer linfático, que atingiu a ainda candidata, não é o pior dos males. Gabriel Garcia Marques, o escritor colombiano que ganhou o Nobel de Literatura, ficou 6 anos nos EUA se tratando. Há 20 que não tem nada, escrevendo admiravelmente. Esse não será o grande problema dela.

***
ENTREVISTA NO JORNAL DA ABI

Carlo Germani: “Prezada Ofelia, você é uma alma boa. Portadora de inteligência e honestidade, jamais poderia aceitar a causa comunista. Mas desejo que você viva muito para ver o Brasil que eu ambiciono, e não esse engodo que você apoia. Há tempo para saber a verdade. PS: Aproveitando o clima, indico excelente material histórico com o mestre Helio Fernandes no jornal da ABI de 2006”.

Comentário de Helio Fernandes:
Na certa ela responderá a você, Carlo, é um direito importante dela, como acredito que seja o seu. Quanto à “entrevista” que dei em 2006 ao excelente “Jornal da ABI”, (criado por Mauricio Azedo assim que assumiu), foi inteiramente inesperada. Era apenas uma conversa no auditório, com poucas pessoas, nada organizado ou preparado.

Comecei a falar, parei quando se completavam 6 horas, tivemos que ir embora. Não levantei da cadeira um minuto, não bebi um gole d’água (como o Maurício registrou perplexo), ao transformar a conversa em entrevista. Com a excelente repercussão, a ABI passou a fazer uma série de entrevistas, admiráveis.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *