Conversa com leitores-eleitores, sobre o “espírito de Jânio Quadros” e uma sucessão imprevisível

Marcio Morato: “Prezado Helio, se o Serra ganhar a eleição e no meio do caminho baixar nele o espírito de Janio Quadros, ou que Deus não permita, se ele adoecer, que é esse Índio da Costa candidato a vice? O que será de nós?”

Comentário de Helio Fernandes:
Que nada aconteça, divergência é uma coisa, “agourar” é outra. Mesmo porque, no outro lado, o vice tem tudo pata temer. E na República Brasileira, quase tantos vices assumiram como os presidentes legítimos e assim considerados.

***

E SE SERRA VENCER?

Flávio Gibson: “Já não vale mais a premissa, Serra jamais será presidente?”

Comentário de Helio Fernandes:
Nenhum recuo, Flavio, mesmo com esse festival de baixaria, que, como citava Sergio Porto, “assola o país e a campanha”. E posso errar (até muito), mas não me escondo. Por isso digo há muito tempo: VOTEI NULO no primeiro turno, REPETIREI a decisão e opção, no dia 31.
Sei que na quase impossibilidade do Serra vencer, mas se acontecer, tentarão me MASSACRAR de todas as maneiras. Como discordância, aceitarei com naturalidade. Escondidos atrás do anonimato, nada elogiável.

***

NÃO HAVERÁ VITÓRIA

Irapuam Rosa: “Estranho seu posicionamento; também torço e muito pelo Brasil, não por candidatos. Mas deve haver sempre o menos pior. Há uma clara evidência que o senhor sempre destacou. O governo de agora, candidato à reincidência, foi o pior de todos os tempos. Respeitosamente”.

Comentário de Helio Fernandes:
Não há dúvida, Irapuam, que tuas considerações têm base, até sólida. Concordamos inteiramente que a luta é por um Brasil mais progressista, mas o presidencialismo brasileiro é tão poderoso, discricionário e autoritário, que o presidente eventual pode tudo, até mesmo considerar que tem o direito INALIENÁVEL de passar a PERMANENTE.
Por isso, concordando com você e nos juntando na consideração de que Serra seria o sucessor do PIOR DE TODOS OS TEMPOS, e que Dilma, apenas uma experiência que já nasce morta, votarei em branco, aceitando democraticamente a derrota. Já que VITÓRIA, não teremos. Respeitosamente,

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *