Conversa com Paulo Solon sobre literatura e “religiosidade”

Paulo Solon:

“Pelo menos em Literatura, o Nobel não vale mais nada”. Depois, em outro assunto: “Serra tem alguma “religiosidade”? (As aspas são dele, Solon). “Dona Dilma deve ter alguma. Porém, ambos foram abastecidos por um pensamento primitivo”.

Comentário de Helio Fernandes:
Concordo inteiramente quando você coloca o Nobel de Literatura, na depreciação mais do que visível. Alguns, aqui mesmo, com a “cultura” do Google e da Wikipédia (lamentável retrocesso), citam como se estivessem inventando a pólvora.

Quanto à religiosidade com aspas, como você colocou, ou sem elas, representam apenas circunstâncias de momento, tentativas de ganhar votos, com precipitação e sem convicção. Falam por falar (tanto Dilma quanto Serra), preenchem os buracos (ou bunkeres) da própria formação, afirmam por afirmar. Além do mais, o importante não é a religião e sim a fé. E nisso você é imbatível.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *