Corrente do PT quer lançar logo candidatura de Haddad no lugar do ex-presidente Lula

Resultado de imagem para jaques wagner

Jaques Wagner diz que o PT não pode continuar esperando

Pedro do Coutto

O ex-governador Jacques Wagner defendeu ontem que o PT formalize logo a substituição do ex-presidente Lula pelo ex-prefeito Fernando Haddad como candidato do partido às eleições presidenciais de outubro. Jacques Wagner – reportagem de Yuri Silva, Ricardo Galhardo e Daniel Wetermam, o Estado de São Paulo de ontem- afirmou que “nós não vamos ter a vida inteira para expor o Haddad”. Com isso evidencia-se uma pressão de expressiva corrente partidária que se dispõe a seguir o ex-prefeito da cidade de São Paulo rumo às urnas de outubro.

O avanço da corrente que apoia a solução do ex-governador da Bahia, assim, apresenta-se como de oposição dentro da legenda do Partido dos Trabalhadores. Pois não é essa a posição assumida pela senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT.

ESGOTAR OS RECURSOS – Como Gleisi Hoffmann já disse várias vezes, a agremiação deve insistir no nome de Lula esgotando todos os recursos possíveis dentro do quadro da legislação eleitoral e do entendimento do Supremo Tribunal Federal sobre a elegibilidade ou inelegibilidade do ex-presidente da República.

Na argumentação de Wagner, porém, a legenda não pode perder tempo, porque o calendário eleitoral tem prazos curtos. Como revelou matéria de Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo, na mesma edição de O Estado de São Paulo.

O pedido de registro dos candidatos termina hoje, dia 15. No dia 31 inicia-se o horário eleitoral. A 17 de setembro esgota-se o prazo para substituição de candidaturas, quando também termina a derradeira análise sobre o registro de candidatos. As eleições, primeiro turno, estão marcadas para 7 de outubro.

TESE DE WAGNER – Com base nesses prazos é que Jacques Wagner sustenta a tese do aproveitamento maior do horário eleitoral, espaço reservado ao PT. O raciocínio é o seguinte: se o candidato a presidência não tiver sido homologado, na hipótese de serem encaminhados recurso ao TSE, STJ e ao STF, a legenda não pode aproveitar a presença no horário eleitoral que tem início a 31 de agosto. Enquanto estiver na perspectiva de Lula ser homologado ou não candidato, a legenda perde espaço que vai de 31 de agosto a 7 de setembro. Se os recursos demorarem além do previsto, a chapa do PT só poderia ocupar espaço político a partir de 17 de setembro até 1º de outubro.

O partido perderia assim vários dias seguidos de ausência na televisão e rádio, o que seria extremamente prejudicial à legenda. Além do mais, como seria possível admitir o registro de dois candidatos a vice presidente sem que haja candidato ao Palácio do Planalto?

CASO DE MANUELA – Inclusive, no caso de Manuela D’Avila, o PCdo B já providenciou seu registro como candidata do partido à Presidência da República. Firmado o acordo com o PT de Haddad como postulante à chefia do Executivo, têm-se a certeza que o PCdoB retirará o pedido de registro de Manoela D’Avila e se deslocará para coligação final com o PT.

Como se constata, Jacques Wagner revelou o sentimento que domina as bases da legenda. As bases já estão imbuídas da certeza de que a candidatura Lula não chegará ao fim da viagem para as urnas, e será impedida pela Justiça Eleitoral.

6 thoughts on “Corrente do PT quer lançar logo candidatura de Haddad no lugar do ex-presidente Lula

  1. Já havia postado em outro artigo. Em sendo hoje o último dia para inscrição, e sendo impugnada o candidato, a chapa estará ou não registrada? Se negativo, como possível fazer amanhã uma substituição?

    • Prezado Edison, a chapa estará pendente de registro até se analisada. Mas isso dá direito ao candidato fazer campanha, até a impugnação definitiva da chapa.

      Abs.

      CN

  2. Uma questão que está merecendo uma análise nesta Tribuna é sobre o futuro governo do Brasil.

    Seja quem for, será um governo rejeitado pela maioria do povo brasileiro e terá grandes dificuldades de implementar qualquer tipo de mudança.

    Essa é uma questão preocupante, pois como isso afetará o cotidiano de todos nós?

    Não existe nada que possa ser feito de imediato, não existe nenhuma medida de impacto, que reverta a situação de grande desemprego e desalento em que vive a maioria da população.

    E tudo isso tem se refletido nos índices de violência, principalmente nas periferias das grandes, médias e pequenas cidades brasileiras. Até na zona rural tem acontecidos roubos e crimes chocantes.

    Os números da violência tem crescido todos os anos de forma constante, sem perspectivas de reversão.

    É com essa realidade que os próximos governantes a serem eleitos terão que lidar.

    As eleições só interessam a uma parcela da sociedade como os políticos, os marqueteiros e todos ligados a eles.

    O que realmente conta para a população é a economia.

  3. “Jaques Wagner diz que o PT não pode continuar esperando”

    O Brasil e que nao pode mais esperar ter os Cumplices das maracutaias da Dilma livres…
    O Jeca da foto deve estar preso, nada mais…

  4. A decisão sobre Lula tem tudo para ser mais política do que jurídica, como entendo que foram a Sentença e sua própria rendição. De acordo com a Resolução número 23.548 do Tribunal Superior Eleitoral, editada no final de 2017, entre a documentação necessária para formalizar a candidatura estão certidões criminais emitidas pela Justiça Federal de 1ª e 2ª instâncias “onde o candidato tenha o seu domicílio eleitoral”. Ocorre que Lula tem domicílio eleitoral em São Bernardo do Campo, no Estado de São Paulo, e a condenação que o coloca na mira da lei da Ficha Limpa é do Paraná, confirmada, depois, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. Ambas, portanto, fora do seu domicílio eleitoral. http://www.tribunadainternet.com.br/outra-brecha-pt-entregara-ao-tse-a-certidao-de-sp-onde-lula-tem-bons-antecedentes/#comment-573152

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *