Datafolha afirma que Dilma ganha com 52% a 48%

A presidente Dilma Rousseff participa do lançamento do Plano Brasil Agroecológico na 2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e SolidárioRICARDO MENDONÇA
Folha

Pela primeira vez neste segundo turno, Dilma Rousseff (PT) aparece numericamente à frente de Aécio Neves (PSDB) em intenções de voto para a Presidência da República, mostra nova pesquisa Datafolha.

O levantamento, feito nesta segunda-feira (20), apresenta Dilma com 52% ante 48% de Aécio, na conta dos votos válidos (com o descarte de nulos, brancos e indecisos).

A seis dias da eleição, é um empate técnico no limite máximo da margem de erro do levantamento, que é dois pontos para mais ou para menos.

De acordo com o Datafolha, nessa situação há maior probabilidade de que Dilma esteja à frente de Aécio.

Nas duas rodadas anteriores do Datafolha neste segundo turno, o placar também era de empate técnico, mas sempre com o tucano numericamente à frente: 51% a 49% nas duas ocasiões.

Em votos totais, o resultado da atual pesquisa é Dilma 46% (antes era 43%), Aécio 43% (era 45%). Brancos e nulos somam 5% (ante 6% do levantamento anterior). Outros 6% dizem que não sabem em quem votar, mesmo patamar de antes.

GOVERNO DILMA

Um dos fatores que ajudam e explicar o desempenho de Dilma é a melhoria da avaliação de seu governo.

Segundo a pesquisa, 42% julgam a administração petista boa ou ótima, o melhor patamar desde junho de 2013. No mês das grandes manifestações de rua, a aprovação de Dilma despencou de 57% para 30%.

A avaliação negativa (soma dos que classificam o governo como ruim ou péssimo) está agora em 20%, o menor patamar desde novembro de 2013, quando registrou 17%. Outros 37% entendem que a administração é regular.

REJEIÇÃO E CONVICÇÃO

Também pela primeira vez, a rejeição a Aécio é numericamente maior que a rejeição ao nome de Dilma: 40% dos eleitores dizem que não votam no tucano “de jeito nenhum” (nas pesquisas anteriores, eram 34%, no dia 9, e 38%, no dia 15). Com a petista, a taxa oscilou para baixo, ficando em 39% (eram respectivamente 43% e 42%, nos dias 9 e 15 de outubro).

Em relação à taxa de convicção, 45% dos eleitores afirmam intenção de votar em Dilma “com certeza” (eram 42%), enquanto 41% respondem isso para Aécio (eram 42%).

Em relação à indecisão, há 18% que “talvez” possam votar no tucano, ante 15% para Dilma, mesmos patamares do levantamento anterior.

O Datafolha ouviu 4.389 eleitores em 257 municípios. Todas as entrevistas foram feitas nesta segunda. O nível de confiança do levantamento é 95% (em 100 pesquisas com a mesma metodologias, os resultados estarão dentro da margem de erro em 95 ocasiões). O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR 01140/2014.

18 thoughts on “Datafolha afirma que Dilma ganha com 52% a 48%

  1. Se o Senador AÉCIO NEVES perder essa Eleição, e parece que vai perder, a meu ver, a causa maior será ter levado “a tiracolo” o Presidente FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, que fez um péssimo 2º Governo (1998-2002), recessivo ao extremo, que não deixou saudade em ninguém. Aliás, o Presidente FHC só chegou ao fim daquele Governo, não tendo acontecido com ele o que aconteceu na Argentina com o Presidente FERNANDO DE LA RUE, que teve que abandonar o Governo no meio do Mandato, para o Peronista MÁRIO DUALDE, porque o brilhante Economista ARMÍNIO FRAGA, levou o barco até o Porto.
    Agora, tudo vai depender de um espetacular desempenho no Debate da Globo.
    Se o Senador AÉCIO ganhar o Debate da Globo, como ganhou os outros, “por muito pouco”, perderá a Eleição.

  2. Coincidentemente a Data Folha e o IBOPE, dias atras deram o mesmo percentual
    ao Aécio e a Dilma, com Aécio 2 pontos a frente. Agora faltando apenas 6 dia para as eleições,colocaram a Dilma na frente com 4 pontos de vantagem, e devem aumentar mais um pouco antes das eleições, assim sendo. se Dilma ganhar as eleições, ninguém poderá reclamar das urnas eletrônicas.

  3. Depois de errar espetacularmente no 1º turno, os três institutos nitidamente a favor do governo (gasolina da Petrobrás?), usam a tática do empate técnico. Da primeira vez para tentar demonstrar isenção deram uma vantagem pequena a Aécio. Agora na reta final a Dilma.
    A verdade mesmo é Aécio com 10 pontos á frente, repetindo sua chegada ao 2º turno, que os institutos negavam com a sua já velha conhecida falsificação da realidade.

  4. Três dias atrás o Sensus apontou o Aécio com aproximadamente 13 pontos à frente do governanta. O Datafolha traz Dilma na frente com 4 pontos.Para que acontecesse um pulo tão espetacular,Ela ( Dilma) teria que crescer no minimo uns 17 pontos em três dias , coisa que, ao meu entendimento, é praticamente impossível.Amanhã dizem ser a vez do Ibope. Vamos esperar.

  5. Cabe alertar a todos os pessimistas (do lado tucano) o erro flagrante e a incrível tendência a ficar em cima do muro dos dois mais “respeitados” institutos de pesquisa (e de majorar a diferença pró-governo). A pesquisa, quem já respondeu sabe, apenas pergunta em um dia com uma pizza em quem você votaria. Pega gente aleatória na rua. É bem menos metódica do que eles tentam fazer. O site infomoney tem mostrado uma pesquisa da Macrométrica com a metodologia usada na eleição dos EUA que previu acertadamente os 50 estados da última eleição. Lá diz que dá Aécio ainda quando ele estava em 3o e com 15% nos Datafolhas e IBOPEs.
    Mas essa pesquisa diz alguma coisa.
    A magistral obra de Goebbels Santana fez efeito e aumentou a rejeição de Aécio. Ontem ele baixou o tom dos ataques, sendo “propositivo” (coisa que o povo e a imprensa fingem gostar mas votam em quem aparece mais vezes atacando o outro, pela guerra de frames) e fez as propagandas eleitorais exaltando sua humanidade, família, etc. Após o debate da Globo não terá mais Santana pois acaba a publicidade e ele estará livre para xingar até a mãe da Dilma. A repetir o desempenho da maioria dos debates eleitorais ele ganha o debate, e vence com mais de 5 milhões de votos a eleição, fruto do anti-petismo e do quadro econômico inverso ao de 2010, muito parecido com o de 2002 onde houve alternância de poder. (Crescimento nulo, inflação altíssima, baixa contratação, balança comercial deteriorada e orçamento deficitário em dezenas de bilhões – haja João Santana).
    Caso fracasse novamente no debate Dilma tem uma chance, pois o debate da Globo vale 10x Record, SBT e Band juntos.

  6. Repassando…

    Correm nas redes sociais comentários preocupados com relação a apuração dos votos no próximo domingo. Motivo: Tibisay Lucena, protagonista de ‘discutíveis’ processos eleitorais na VENEZUELA chavista, estaria no Brasil supostamente tratando-se de um câncer.

    (Consultem: http://twitter.whotalking.com/topic/Tibisay+Lucena)

    Até o momento permanece no campo das especulações digitais, ainda sem provas. De todo jeito, tratando-se das alianças internacionais que o PT possui e o autoritarismo bolivariano vizinho, é bom que se esteja atento.

  7. Analisando os números da própria pesquisa divulgada ontem (20/10/2014) por região tem-se o seguinte:

    Região Sul :
    Aécio 61%
    Dilma 39%

    Região Sudeste :
    Aécio 59%
    Dilma 41%

    Região Centro-Oeste :
    Aécio 63%
    Dilma 37%

    Região Nordeste :
    Aécio : 32%
    Dilma : 68%

    Região Norte:
    Aécio : 44%
    Dilma : 56%

    Segundo o TSE o número de eleitores por região é :
    Região sul : 20.825.700
    Aécio 61% : 12.703.677
    Dilma 30% : 8.122.023

    Sudeste : 60.968.400
    Aécio 59% : 35.971.356
    Dilma 41% : 24.997.044

    Centro-Oeste : 10.081.500
    Aécio 63% : 6.351.345
    Dilma 37% : 3.730.155

    Nordeste : 38.225.100
    Aécio 32%: 12.233.032
    Dilma 68% : 25.993.068

    Norte : 10.659.600
    Aécio 44% : 4.690.224
    Dilma 56% : 5.969.376

    TOTAL
    AÉCIO : 71.948.634
    51,2 %
    DILMA : 68.811.666
    48,8%

    NO CASO A DIFERENÇA DE AÉCIO PRA DILMA SERIA DE 3.947.000.

  8. Não acredito que aqui no blog a comentar tenha tucanos como se apregoa. Petistas realmente tem, mas os contrários em sua maioria querem mesmo é desalojar o PT do poder central, aí incluindo um pequeno número de fascistas manjados com o mesmo linguajar em toda parte. Aqui no Rio, por exemplo, os tucanos são tão raros como os petistas desmoralizados. Os candidatos são tão fracos de apoio popular no país, que não empolgam as ruas. Se o voto fosse facultativo, as abstenções seriam muito altas.

  9. Aos MAV de plantãoe felizes com os números falsos. Quem maneja os números, não são os institutos de pesquisa e sim os pesquisadores de rua, na maioria, filiados ao PT. Por isto ocorreu o erro até mesmo primário no primeiro turno e igualmente no segundo turno. Evidentemente, os resultados das pesquisas podem influenciar pessoas pois continuamos sendo um país de analfabetos funcionais mas o que se vê nas ruas é que em geral a população quer a mudança. Domingo, saberemos a resposta.

  10. Baita pesquisa mentirosa , como acreditar nestes institutos de pesquisa, se eles erraram tanto no primeiro turno. Não fazem pesquisa,vendem pesquisa. Aécio será o presidente do Brasil,vamos as urnas

  11. Grande pesquisa: 17 entrevistados por município.
    Talvez uns 15 na zona urbana e 2 na zona rural.
    Se não bastasse os erros absurdos do primeiro turno, argumentam que a margem de erro é de 2% e com 95% de confiabilidade.
    Prefiro acreditar em Papai Noel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *